Livro sobre o Sandro Moreyra

Livro sobre o Sandro Moreyra
PRÉ-LANÇAMENTO - 22 DE AGOSTO - GENERAL SEVERIANO

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

sábado, 21 de setembro de 2013

O circo que já não convence o público, Thiago Bokel

Belíssimo texto do meu ex-aluno e amigo Thiago Bokel no Lance! de hoje.




"O circo já não é mais capaz de parar a cidade. Os malabaristas são de péssima qualidade. Há muito palhaço em volta querendo roubar o protagonismo. Para completar, o domador acabou de ser mordido pelo leão e avisou que está fora da trupe. Itinerante, o Flamengo tentou levar seu espetáculo a vários estados. O público logo percebeu que o valor cobrado para ver as travessuras não compensava.
O circo já não consegue um lugar para fixar estada. A lona está mais furada do que a meia da mulher barbada. O dever do trapezista agora é se equilibrar para não cair da corda bamba. Não tem rede embaixo. A queda pode significar um prejuízo nunca antes visto na história deste picadeiro. Sempre tão folclórico, o circo rubro-negro acumulou, ao longo dos anos, administrações desastrosas, mas era capaz de mover multidões. Quando o povo passou a ficar em segundo plano, numa espécie de seleção (financeira) natural, a arena passou a ficar vazia. O elenco, outrora tão vistoso, agora não merece ser visto.
Tentaram trazer um domador com experiência no mais famoso circo do mundo. Ele chegou, viu que a terra era infértil e pulou fora do barco antes que a tempestade chegasse. A saída dele acabou sendo a dança da chuva. O tempo fechou de uma forma assustadora e cada integrante desta companhia agora corre para um lado diferente. Todos fogem dos trovões, mas ninguém protege o que há de mais sagrado, o circo. Onde está o Flamengo? O picadeiro já não traz a alegria de outros tempos."

Engraçado também é o chororô dos framenguistas nos comentários. Acham que a Imprensa "persegue" o Framengo. Só rindo.



12 comentários:

Reis disse...

Esse circo já não tem espetáculos há tempos, mas nos promove grandes gargalhadas.

Marcos Paret disse...

E ainda reclama em urubuzequilês.

"atraz"

Vão ser iletrados assim lá no matagal da Estrada dos Bandeirantes!

Fabio Fernandes disse...

Olá, PC!
Se existe um time que precisa descer ao inferno(segunda divisão), esse time é o Flamengo. Por tantas lambanças recorrentes, é necessário começar do "zero". Quem sabe assim volte a "hastear" aquela lona dos velhos e bons tempos... www.assuntodofutebol.com.br

Daniel Victor disse...

Velhos e bons tempos, do framengo??? Se comecar do "zero" estiver ligado a "zeroberto wrong", posso entender, mas nesse caso seria desejar um grande e pessimo retrocesso do futebol brasileiro, que, segundo o craque Alex, nao passa de uma sala de reunioes (CBF).

Com a chegada do Mr. Joel as coisas irao mudar nesse circo...

Marcos Paret disse...

Seria um "voltar às origens", ou seja, discutir se valeu a pena peitarem a Federação lá em 1933 e não disputarem o acesso já que o time(co) ficou na lanterna do carioca de 33.

O S. Cristóvão, por exemplo, para abrir a vaga sem vergonha para o menguitinho, foi para o descenso naquele ano à força e lá também estava o time do Modesto.

Já que o jogo menguinhoxModesto não foi disputado quando isto era o moralmente aceitável, que se reconheçam todos os erros e se recomece do zero.

Assim como em 2002, que usou jogador irregular, disparou o esquemão para não perder os 5 pontos por jogo (15 pontos em 3 jogos) e a Lusa caiu no seu lugar.

Se forem consertar erros históricos, será um prazer aceitar de volta um time com uma grande torcida, que faz belas festas no estádio, mas com tudo em ordem.

Devolvam o que não é seu, repaginem o 2007/9 e o título do Vasco no dia do ladrilheiro. Que se reveja também aqueles brasileiros de expulsões do Reinaldo, mão de Andrade, pênalti não marcado para o Santos.

Que Márcio Braga venha a público reconhecer achaque monstruoso de 92.

Se isto for possível, vivamos num futebol melhor mas se não o for, Seedorf, Lodeiro e Hyuri no lombo deles na próxima quarta.

Um mico por semana, é o que estão merecendo.

Marcos Paret disse...

Corrigindo - disputar o acesso em 1934, visto terem ficado na lanterna em 1933.

Marcos Paret disse...

Terminou neste instante em Salvador, Vitória 0x0 Grêmio.

Lá no nosso blog eu já havia falado no intervalo da ruindade dos times e do jogo e agora, pegando uma carona na informação do narrador aos 44 minutos de que já estavam os times com 98 passes errados, contei mais 6 até o final do jogo (48 minutos).

Jogo de 104 passes errados num 0x0 de lascar.

Ou seja, basta ao Botafogo jogar o que vem jogando e aí estão, com jogos no Rio e em Salvador, 6 pontos bem confiáveis.

Gustavo Menezes disse...

Um pingo é letra:
Lendo este trecho do texto acima, do jornalista Bokel:
..." O dever do trapezista agora é se equilibrar para não cair da corda bamba. NÃO TEM REDE EMBAIXO."...
Vindo da própria 'frapress' soa como uma confissão.
Já foi dito aqui no blog que num período como o que o Brasil atravessa, sediando três importantes competições internacionais, cresce também a visibilidade de nossas competições internas.
Imaginem essa imensa cobertura internacional expondo nossos SÉRIOS campeonatos sempre regidos por interesses TRANSPARENTES de entidades, redes de TV, bancos, fabricantes de bebidas, 'cartolas' e políticos SÉRIOS e HONESTOS.
Com tamanha visibilidade, acreditem: tudo é possível para manter a máscara de honestidade. Até 'sacrifícios'!

MARCO CAMEJO disse...

Quando eu começo a pensar que o flamengo esta se tornando um clube pequeno, como num processo botafogueano, entro nesse blog ( e em outros afins)e vejo o quanto, ainda que agindo como pequenos, somos imensos...Reitero: de 10 posts, 450 mil são relacionados ao Flamengo. Até quando as noticias vigentes contradizem o mantra Flapress de nosso amigo blogueiro ele não desiste, consequentemente fica a pergunta: será que um jornalista(?) ainda não percebeu que a mídia não tá nem ai pra quem é líder ou último,será que não percebeu ainda que pra mídia o que importa é audiência e, logo, se um peido no Flamengo gera 300 mil comentários ( muitos desses feitos por vocês, antis)e uma goleada do Botafogo sobre o Barcelona gera 100 é lógico que a mídia vai expor e explorar aquilo que lhe gera mais dividendos; embora eu não concorde com tal prática e confesse que há um certo exagero no "Flamenguismo".

Gustavo Menezes disse...

Bom dia GLORIOSOS! Bom dia comuns.
Finalmente algum torcedor 'dus framengu' percebeu e confessou a notória preferência clubística da nossa imprensa.
Mesmo claro a todos, é duro para um torcedor d'o mais ajudado' reconhecê-lo. Parabéns, você é uma raridade!
Aqui neste espaço não somos ingênuos a ponto de ignorar a necessidade de audiência ou comercialização dos meios de comunicação. Agradar para obter algum retorno é plausível.
O que discutimos é privilegiar esta audiência em detrimento da qualidade do espetáculo. No caso das transmissões.
O que alguns visitantes aqui do blog, entre os comuns, não percebem, é que as boas estórias podem estar em todas as 'mesas' e não somente nas reservadas.

Marcos Paret disse...

O que se faz não é dar importância mas sim, clamar por uma igualdade no tratamento, a tal da isenção ou, nos deizeres jornalísticos da emissora que, não se sabe se por falta de espaço, fez da CBF o seu espaço para reuniões e deliberações sobre a matéria futebol, os tais princípios editoriais e jornalísticos.

Mas aqui causou estupefação.

"ainda não percebeu que a mídia não tá nem ai pra quem é líder ou último"

Então, títulos....?

O negócio é só mídia e agora (só agora, só este ano) primeiro lugar e taça já não importam.

Se não for isso, por FLAvor, esclareça.

MARCO CAMEJO disse...

Caros Gustavo Menezes e Marcos Paret, primeiro: eu não percebi e, tampouco, confessei que há uma preferência clubística da emissora que comprou o produto futebol, apenas fiz uma análise racional dos fatos, ora, pensemos, se voce é empresário do Roberto Carlos e do Zézinho da esquina é óbvio que quem teria mais exposição é o Roberto, ainda que este último esteja cantando pior que o outro. A partir de 2014 a Globo pagará 114 milhões a Flamengo e Corinthans, enquanto que o Botagogo receberá 55 e olha que, ao contrário do Flamengo no RJ, em matéria de títulos o Corinthans fica atrás de todos os outros rivais paulistas; só pra exemplificar recordemos dezembro de 2008: o Corinthans acabara de contratar o Ronaldo e o São Paulo, uma semana antes, sagrava-se hexacampeão brasileiro ( e tri consecutivamente)muita gente celebrou o feito tricolor, mas quando saiu a notícia do Corinthans rapidamente a mídia voltou os olhos pro Parque São Jorge; a Tv Bandeirantes ( mas conhecida como Tv Corinthans)então cobria até a cor do xixi que o ronaldo fazia, qual o papel higiênico que ele usava e outras milongas mais. Particularmente eu não concordo com esse tipo de exploração, acho que o Botafogo, pelo momento que vive, merecia mais atenção, porém compreendo os porquês disso tudo: não existe uma instituição maquiavélica chamada Flapress, a mídia não faz isso porque torce mais pra time A e menos pra time B, faz porque dá retorno e o resto é mimimi