Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

domingo, 28 de fevereiro de 2010

ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ

Estava vendo Vasco e Volta Redonda e adormeci no sofá. Melhor ler um livro. Fui.

Tinha que ser tricolor (paulista)!



O Xexéu vai ter um orgasmo quando ver esse vídeo que o Maurício Menezes me enviou. Faz a festa, Xexa.

E o que será que o Comendador tem a dizer sobre isso?

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Acorda, Dunga!

Mas tem gente que prefere o Grafite.

Parabéns ao Flamengo

O pênalti foi pênalti e o segundo gol foi legal. O impossível acontece. O Framengo também consegue ganhar sem ajuda de arbitragens.

11 gols de placa, o livro


Meu camarada Fernando Molica está lançando novo livro: "11 gols de placa". Não li e gostei.

E olha que ele não incluiu os dois golaços feitos hoje pelo Caio.

A sinopse:

Chega a livrarias de todo o Brasil nesta sexta-feira, 26, a obra “11 gols de placa”, que reúne matérias investigativas tratando do futebol do país. Lançada pela Abraji em parceria com a editora Record, faz parte da coleção Jornalismo Investigativo. O livro será lançado no Rio de Janeiro em 10 de março.

“Quando comecei a fazer esse livro, me lembrei que nunca tinha visto na faculdade matérias importantíssimas do jornalismo brasileiro. A idéia da coleção é resgatar esses trabalhos”, relata Fernando Molica, ex-diretor da Abraji e organizador da obra.

Além de trazer um tema que está em voga com a proximidade da Copa do Mundo, a escolha de futebol como assunto para o terceiro volume da série serve para mostrar que o jornalismo investigativo não precisa se restringir a temas como política ou direitos humanos. “É possível fazer jornalismo investigativo em qualquer área. Tem havido um aumento nas matérias esportivas com teor investigativo, e o livro é uma forma de reconhecer isso”, diz Molica.

A obra foca em problemas recorrentes, que o jornalista define como “extra campo”, que vão além dos interesses mais “passionais” do torcedor e tratam das condições de trabalho dos jogadores, o abuso dos cartolas e o êxodo de jovens esportistas para o exterior.

Sobre os problemas que atingem o futebol brasileiro, Molica cita o jornalista Diogo Oliver Mello para quem “Toda a atividade no Brasil sofre a ação, direta ou indireta, de mazelas históricas como fome, pobreza e desemprego”. Mello é autor da série de reportagens “Desemprego Futebol Clube”, também presente no livro.

Aspectos da realidade do país fora dos campos são abordados nas matérias escolhidas, produzidas desde a década de 60. É o caso de “Futebol brasileiro: o longo caminho da fome à fama” (1967), que trata das condições de saúde precárias de jogadores da época, atingidos por doenças como a esquistossomose, a tuberculose e a desnutrição.

A obra também inclui alguns trabalhos presentes na memória imediata do jornalismo do Brasil. É o caso de “Escândalo na arbitragem” (2005), da revista Veja, que revelou a manipulação de resultados de jogos pelo juiz Edilson Pereira de Carvalho. As investigações levaram à anulação de 11 partidas do Campeonato Brasileiro e fizeram com que novos jogos fossem disputados.

Segundo Molica, o livro não tem a pretensão de eleger as 11 melhores matérias do jornalismo futebolístico brasileiro. “Ficou muita coisa de fora, mas as matérias que ficaram representam muito bem esse universo”, diz.

A série Jornalismo Investigativo conta também com os livros “10 reportagens que abalaram a ditadura” e “50 anos de crimes – reportagens policiais que marcaram o jornalismo brasileiro”.

Lançamento no Rio: 10 de março, quarta-feira, a partir das 19h00, na Livraria DaConde, Rua Conde de Bernadotte, loja 125, Leblon, Rio de Janeiro



Público de segunda

Alguém pode me informar se o jogo entre Madureira e Boa Vista hoje às 8h da manhã teve mais ou menos público do que Vasco e Souza no Vazião da Colina?

Adoro bifes e fotos de bifes

Esta foto saiu no caderno "RioShow" do Globo semana passada. Que bifaço, sô! Melhor do que isso só aquilo.

Bangu e Boa Vista vencem. Cuidado dupla FraFlu

Os dois já são líderes no grupo A. A sorte é que Framengo e Fluminense pegam molezas na primeira rodada. Já o Botafogo vai jogar no alçapão do Caixa.

Entre Jean e Joel, nessa eu fico com o Anderson

Ufa! Parece que nos livramos dessa. Jean não é jogador para o Botafogo. Serve para o Fra e para o Vasco, que gostam de Torós, Niltões, Willians, Airtons e Fernandos..

Deu hoje na coluna "Panorama Esportivo", do Globo.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

E pensar que esse cara é governador do Rio de Janeiro



É ele quem cuida da Lei Seca, da PM, da Saúde, da Educação, dos Transportes, da SEGURANÇA.

Se for dirigir, não beba.

Valeu Xexa!

"Vamo que vamo". Joel agora é "doutor"


É mole? Só mesmo o Glorioso para propiciar isso ao Joel. O final do vídeo é hilário; Joel manda um "vamo que vamo" no seio (epa"!) dos acadêmicos.

Se o jogo foi anulado, como os gols feitos no primeiro jogo podem valer para decidir a classificação?

Sou contra essa punição. Futebol se decide no campo. Mas ou a decisão está errada ou tem algum erro na notícia publicada no globoesporte.com

Depois os flamenguistas falam em "torcida arco-íris"!

Framenguista não tem jeito. É muita soberba, arrogância e pretensão.

Adriano falta a treino. E desde quando isso é notícia?

Tô achando que o globoesporte.com está com falta de assunto. Por que eles não aparecem aqui nos comentários do Blog? Tem muita coisa interessante. Muito mais do que ficar repetindo notícias.

Será que o Dodô foi passear em São Cristóvão como o Pet fez na Tijuca?

Será que foi ao Zoológico na Quinta ou preferiu um tour pela Barreira do Vasco?

Pobre Dodô! Que roubada ele escolheu. Mais uma vez ele traiu o Botafogo e mais uma vez sifu. Poderia estar no elenco do Botafogo, na reserva do Loco Abreu, do Herrera e do Caio, mas numa "nice".

Governador Sérgio Cabral dá uma de Joel Santana e enrola a língua ao lado da Dilma

Vocês já viram essa pérola? Em breve aqui no Blog.

Se for, governar; digo, dirigir, não beba.

Sou Botafogo! Não é preciso dizer mais nada

Em breve os outros vão imitar o Glorioso.

Deve ser muito chato e sem graça torcer por outro time.

Onde há fumaça, há FOGO. Literalmente

E a visita do irmão do Ronaldinho Gaúcho ao Botafogo?

Que time é o dele?

Curioso que o Luis Roberto demorou alguns minutos pra comentar a cena no jogo de quarta-feira. Parecia tentar esconder pelo fato de ser jogo do Framengo. Vocês repararam?

A nota deu hoje na coluna do framenguista Ancelmo, no Globo.

Se faltasse o Framengo no mundo... E depois o Shampoo e o Reginaldo negam tudo e dizem que é implicância

Deu no Globo on-line. Quem mandou o link foi o sócio CJ Cruz que sugeriu servir de base para o texto do Sydd Benn sobre o Framengo (ver post mais abaixo).

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Coadjuvante empata com um tal de Souza no VAZIÃO da Colina, torcida xinga Dodô e pede saída do técnico. Tá feia a coisa. De volta à Segundona?

Com a palavra, Fábio Faísca e Vascão 2010.

Onde estão os vascaínos do Blog?

Tô achando que o Fábio Faísca é aquele com a camisa do Fernando Prass. O Vascão 2010 não aprovou o protesto. Acho que é aquele de guarda-chuva.

Blog do PC consegue milagres. Inclusive descobrir um flamenguista que sabe escrever

Gente: o Sydd Benn, o Interino, está de volta. Leviano como sempre, tendencioso como sempre, parcial como sempre. Mas reconheço que sabe escrever; coisa rara entre framenguistas. Por isso faço questão de publicar aqui no Blog. Mas paguei por isso: uma mariola, um guaraná convenção e um ingresso para um show de travestis na Praça Mauá.

Mas vale a pena ler. É muito engraçado, embora cheio de delírios e inverdades. O cara delira e chega a comparar Loco Abreu e Herrera a Love e Adriano. Chega às raias da loucura ao afirmar que o BOTAFOGO foi beneficiado pelo juiz no jogo contra o Framengo. Mais irreal e hilário, impossível.

Ladies and gentlemen and tricolores, com vocês, Sydd Benn, o Interino.

"Meus amigos

A pedidos, apresento singelas reflexos sobre a Taça Rio, que tem seu início no próximo fim de semana.

Começo pelo Botafogo, numa homenagem à conquista do primeiro turno do Campeonato Carioca.

Três fatores ajudaram o nosso querido Botafogo.

Em primeiro lugar, a contratação de Joel Santana. Sempre o considerei o melhor técnico em atividade no Rio, mesmo em tempos em que deslumbrados não se cansavam de cantar loas a enganadores como Parreira et caterva. Joel é simples e objetivo. E quando tem em mãos times ruins, de bom técnico se transforma em excelente técnico. Costuma tirar o máximo dos jogadores e dos times que comanda

Pode perder, como perdeu tantas vezes. (Lembro, a título de exemplo, que era Joel o técnico do Vasco diante do Flamengo na conquista do tri-campeonato do Mais-Querido com aquele inesquecível gol de Petkovic). Mas sempre foi bom. E, se pode perder, como perdeu tantas vezes em finais com o Flamengo, não é um perdedor, como Cuca.

Aliás, aos que lembram que Cuca venceu o Carioca no ano passado, à frente do Flamengo, digo que, para mim, isso não conta. Lembro que a final foi contra o Botafogo. E, pior, em decisão por pênaltis. Bruno se agigantou aos olhos dos amarelões alvinegros e o título foi, mais uma vez, para a Gávea. Por isso, não considero que aquele título de Cuca – o único de sua não tão curta carreira de técnico – não pode ser levado em conta para se dizer que ele deve se desfazer da pecha de perdedor.

Além da contratação do bom Joel, um segundo fator favorável ao Botafogo foram as arbitragens. Foi ajudado em quase todos os jogos. Vejam bem, tomo isso como algo positivo. É demonstração de que os juízes não estão vendo mais o Botafogo sempre como time pequeno, como vinha ocorrendo nos últimos tempos.

Isso é muito importante, inclusive porque nos poupa de cenas lamentáveis, vistas por milhões de telespectadores, em que marmanjos choram diante das câmeras de TV.

Agora, não. Não sei se por razões mercadológicas (o capitalismo pensa no lucro em primeiro lugar, PC!), para evitar que um mesmo time ganhe sempre, diminuindo o interesse do público pela disputa, a verdade é que, até mesmo na semifinal, contra o Flamengo, ocorreu um fato que mostra como os juízes têm dado uma mãozinha ao simpático Botafogo. O episódio foi – creio eu - único na história do futebol mundial: um jogador recebe o segundo cartão amarelo por uma falta que fez, e o juiz resolve trocar o admoestado, dando o cartão amarelo a outro beque que não participara da jogada. Assim, evita a expulsão do brucutu.

Ora, o cartão amarelo é uma punição individual, ao jogador violento. Não é uma punição ao time, que os distribuiria entre seus integrantes ao seu bel-prazer.

Como o lance foi no primeiro tempo, quando o Botafogo perdia por um a zero, se a expulsão fosse efetivada a sorte do jogo estaria selada.

Até porque não é razoável supor que o Botafogo tivesse brios para fazer o que fez o Flamengo diante do Fluminense de Cuca: com um jogador a menos virar um jogo de 3 a 1 para 5 a 3.

O terceiro e último fator que ajudou o Botafogo – é forçoso reconhecer – foi a melhoria de seu time. Hoje tem um goleiro - que se não tem nível de seleção, como Júlio Cesar e Bruno – não se compara àquela figura folclórica que o Botafogo tinha importado do Uruguai. A zaga e o meio-campo continuam muito fracos (basta dizer que o condutor, capitão e líder do time é ainda o “vibrante” Lúcio Flávio). Mas o ataque melhorou (aliás, só não digo que piorar era impossível porque sei que não há isso de “fundo do poço”; o cidadão pode sempre estar no fundo do poço, com dor de dente, exaqueca ou cólicas). Loco Abreu é ruim com os pés, mas usa bem a altura para cabecear e, principalmente, tem um QI superior ao de Victor Simões. Ele sabe o jogo, o que o torna um atacante razoável. Não teria lugar no Flamengo, pois é muito mais fraco do que Adriano e Vagner Love, mas poderia jogar ao lado de Fred, no Fluminense, ou de Dodô, no Vasco.

Já Herrera é daqueles atacantes que, à primeira vista, parecem bons, porque incomodam a defesa. Com o tempo se vê que ele incomoda pela catimba, não pelo futebol. É fraquinho, ainda que – claro!!!! – melhor do que André Lima.

Mas, enfim, uma coisa é inegável: o Botafogo melhorou. Resta ver até onde o milagreiro Joel levará esse time, ainda muito limitado.

O Fluminense se reforçou um pouco este ano. Manteve os melhores jogadores (Fred e Conca), desfez-se de algumas malas que já estavam na reserva e trouxe alguns bonzinhos, além de ter um ou dois jovens que não são ruins. Mas está com uma cara enorme de “time do quase”. Será consequência da experiência traumática diante do LDU, ou isso é pela presença do Cuca à frente do time? Francamente, não sei, embora desconfie. Mas a amarelada que o pó-de-arroz deu diante do Flamengo no segundo tempo daquele último jogo deu a impressão de que o espírito do treinador tomou conta do time. E, de lá pra cá, a coisa desandou. Perdeu um jogo ganho pro Vasco na semifinal.

O máximo que posso dizer a respeito do Fluminense é que está em observação.

O Vasco parecia favorito na final do primeiro turno. Mas entregou a rapadura, ajudado pelo juiz, que não deu uma falta do primeiro gol (quando o botafoguense se apoiou nos ombros do saudoso Fernandão para cabecear) e marcou um pênalti discutível (PC, por exemplo, acha absurdo um juiz marcar pênalti nesse tipo de jogada; eu penso que, às vezes, é preciso marcar).

Mas o apagão de Dodô me fez lembrar.....................................o apagão de Cuca e .......................................o apagão daquele time do Botafogo em jogos decisivos.

Aí me pergunto: voltará o Vasco a ser o vice por excelência? Ou vai se contentar em ser o vice do vice?

A propósito, o jovem Philippe Coutinho, tão elogiado por mim, também se apagou, deixando com Carlos Alberto a missão de conduzir de forma solitária o time.

Mas como Philippe é muito jovem, vamos dar-lhe o benefício da dúvida.

Sobre o Flamengo, não vou escrever nada hoje. Estou preparando um texto sobre a participação dos times cariocas na Libertadores deste ano. Como o Mengão é o único deles, o texto vai se concentrar nele. Assim, a avaliação do time e de suas potencialidades virá no corpo desse trabalho".

A torcida do Flamengo encolheu?

E agora? Cadê a Grande Mídia pra dizer que o Maracanã virou Vazião com a torcida do Framengo? Será que se assustaram com o nome do adversário (Universidad) e acharam que não poderiam entrar?

Edno quer ser campeão. Por isso preferiu o Botafogo ao Fluminense

O Flu sifu de novo. Agora está de olho no Tinga - que também jogou no Glorioso.

Mania que o Flu tem de ficar de olho em jogadores do Botafogo, que jogaram no Botafogo ou que querem jogar no Botafogo, sô!

Desculpe, PC Filho, mas a diretoria do seu time não se entende muito com a ética. Que fique com Diguinho, Thiaguinho e o nosso bravo torcedor André Lima.

A fama (de roubar) do Flamengo remove montanhas

Caraca! Até o pessoal dos Andes está reclamando do Framengo. Que fama, hein!

Quem mandou o link foi o tchaca tchaca na butchaca

Será que a torcida do Framengo continua sendo maioria entre os gays?

Meus amigos: atualizando meus e-mails encontrei esta imagem que o Leonardo mandou. Deu no globoesporte.com em 2007. Será que a pesquisa continua atual?

Alô alô, Xexéu: você pode responder? Como estão as coisas por aí em Cruzeiro? Tem sócio novo na torcida?

Será que o Anderson sonhou que estava treinando contra o Nilton ou o Fernando?


Caraca! Bastou o Vasco anunciar que tinha interesse no rapaz para ele se machucar! E olha que nem chegou a treinar contra o Niltão e o Fernandão.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Mengão sensacional, fenomenal, maravilhoso, fantástico, espetacular, incrível, extraordinário...

Ninguém segura o Mengo na Libertadores.

Será que o Willians pensou que estava disputando o Campeonato Carioca onde os juízes tudo permitem pro Framengo?

É esse cara que você gostaria de ver na seleção, Xexa?

Esse Willians é muito burro.

O que será que o TJD tem a dizer sobre isso?

Tá dando no globoesporte.com

Tem culpa eu não



Extra! Extra! Extra! Fresquinho, fresquinho! Deu há dois minutos no globoesporte.com

Foi só eu levantar a possibilidade que a possibilidade aconteceu (ver post abaixo "Não tem tu vai tu mesmo").

Se eles jogassem no Framengo iriam dizer que era arrastão

Botafoguenses treinaram e foram nadar na praia. Já vascaínos e framenguistas MORRERAM na praia.

Foto publicada no globoesporte.com

Será que o Botafogo não pagou o Loco Abreu e ele teve que ir pro Uruguai arrumar um troco?



Perco o amigo (mui amigo, por sinal), mas não perco a piada.

Não tem tu vai tu mesmo

Gente: vocês viram os jogadores que o Framengo inscreveu para disputar a Libertadores? O elenco é muito fraco e preocupante. Será que esses caras vão conseguir representar bem o futebol carioca? No ataque, além do Empurrador Adriano e do pipoqueiro Love, só tem o Mezenga. E se o Bruno se machucar? O Lomba segura? Imaginem se dois ou três titulares se machucam e o Andrade é obrigado a escalar, por exemplo, Lenon, Fernando e Fierro no meio e Mezenga no ataque?

Mesmo assim vou torcer pelo nosso representante na Libertadores.

Onde está o Dodô?

O Globo de hoje dá uma bela gozada no coadjuvante. Mas não concordo. Dodô não tem culpa. É um ex-jogador em atividade, que jogou muita bola no BOTAFOGO ao lado de outros craques e num time que foi chamado de "Carrossel alvinegro". No Vasco tem apenas a companhia do rodado Carlos Alberto e da promessa Philippe Coutinho. O resto do time é muito fraco. O técnico é conhecido por mandar seus jogadores bater nos adversários. Ou alguém esqueceu o que ele fez com o Domingos, ex-Santos, contra o Diego Sousa, do Palmeiras?

Além disso, o Vasco treme em decisões contra o Botafogo. E com Dodô não poderia ser diferente.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Caçador de Barangas sifu!



Vejam só o que achei no meio dos jornais que estou separando pra jogar fora. Esse cara é um mané. Não joga nada, foi superdimensionado pela mídia framengueira e pensa que tem borogodó.

Sai fora "CAÇADOR DE BARANGAS". Somos campeões sim.

Maxxxo (com 3 xis) e tatuado

Podem me sacanear à vontade, pois o que vem debaixo (exceto formigueiros) não me atinge. Fiz uma tatuagem do Che lá em Maromba, Mauá. A primeira dama aprovou e adorou. Fiquei mais gato ainda.

Se o SRN se atrever a ligar aquele aparelhinho e se alguém tentar fazer graça, chamo o Massaranduba Júnior pra meter o pau.

E aí, Xexa? Gostou do meu Guevara?

O que será que o Joel quer botar na calçada da fama?

"- Todas as sedes dos clubes têm a minha história. Já ganhei muito no Maracanã. Bem que poderiam colocar minha prancheta ou qualquer outra coisa minha na Calçada da Fama - brincou".

Gente: tirei essa frase de um e-mail que recebi de um amigo.

Mata-me de rir.

Os tricolores não aprendem

Já vimos esse filme e no final o nosso amigo PC Filho fica p da vida e nós morremos de rir.

Será que o Fred brinca como eu brinco?

Framenguistas no remelexo do swing

Enquanto o Loco Abreu faz o Rebolation dentro de campo, os framenguistas fazem outro tipo de rebolation fora de campo.

É mais ou menos antiga. Deu na coluna do Ancelmo.

Um fim-de-semana em Cruzeiro para quem acertar quem são os dois jogadores.

E a canoa virou

Meus amigos: após alguns dias no mato, estou atualizando a minha leitura. Vejam o que achei na minha bagunça. Deu na coluna do Renato Maurício Prado.

Que roubada!

PC Guimarães comenta 95. Agora aqui no blog

Para ler é só passar a mão no Pimpão.

Tá tudo muito bom, tá tudo muito bem, mas esse negócio de ser chamado de Bi já está me incomodando

Acabo de chegar da banca de jornal, onde fui comprar o Lance!, e li num desses jornais populares que um daqueles caras meio tricolores do BBB ficou feliz ao saber que "o Botafogo também é Bi".

Papo é esse, mermão? Sou espada de samurai.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

TJD ataca de novo. Vontade de aparecer não tem limites

Quando a gente pensa que esses caras se recolheram, de vez, à insignificância, eles reaparecem. Como sempre tentando prejudicar o Botafogo (no caso o Vasco também) e beneficiar aquele que sabemos muito bem quem é.

Pombas: Carlos Alberto e Marcelo Cordeiro se abraçaram no início do segundo tempo. E o que Alessandro fez é normal.

Por que esses caras do TJD não vão pendurar uma melancia na cabeça pra aparecer? Deixem o futebol em paz.

Estevam Soares tira casquinha do título do Botafogo. Assim eu morro de rir

O SRN vai dizer que o Blog do PC não seria nada sem o globoesporte.com e o Lance! Mas essa que eu acabei de pescar é de matar de rir. Mesmo. Não consigo parar de rir.

Esses "professores"! O cara quase levou o Botafogo para a Segundona, não sabia escalar, não sabia substituir e ainda conseguiu tomar uma sova de um time recém-saído da Segunda Divisão e ainda quer dividir os "louros" da vitória!?

Não dá pra não deixar de citar o Canhota: "É brincadeira"

Eu não disse que estava escrito na Estrela?

Incrível, fantástico, extraordinário. Está dando lá no globoesporte.com, que tem mais é que se render ao brilho da Estrela Solitária. 2010 é o ano do Botafogo.

Respeitem o vice; digo, o Vasco

Como era previsto, o framenguista Tabet do Kibeloco está zoando o pobre Vasco. Por que será que todo mundo sacaneia o Vasco?

Taí o que os framenguistas e o Marcelo de Lima Henrique queriam

Uma coisa não podemos negar: o Marcelo de Lima Henrique é muito esperto e inteligente. Inventou aquele pênalti no Fábio Luciano que deu o TÍTULO de Campeão Carioca ao Framengo em 2008 num jogo em que o Botafogo ganhava de 1 a 0 e dominava o jogo e agora inventou o pênalti no loco Abreu num jogo de disputa de TURNO e decidido para o Botafogo.

Agora o globoesporte.com aproveita para tentar justificar o injustificável. Marcelo de Lima Henrique devia estar sonhando com esse pênalti desde 2008.

Malandro que é malandro não bobéia. Também falo sobre isso na coluna PC Guimarães comenta.

Botafogo primeiro campeão de 2010. Estava escrito na estrela. PC Guimarães comenta 95. Logo mais no Correio do Brasil


Tentaram (e continuam tentando) desmerecer o Botafogo e os torcedores botafoguenses mas quebraram a cara. No campo e nas arquibancadas. O mesmo Globo que publicou na sexta uma edição tendenciosa tentando desmerecer a torcida do Botafogo se rendeu hoje ao abrir a foto do caderno de Esportes que prova como a torcida do Botafogo lotou o Maracanã.

Clique nas imagens, leia as legendas das duas fotos acima e perceba a sacanagem do editor.

É sobre isso que falo no "Abre" da coluna "PC Guimarães comenta 95" que entra no site do Correio do Brasil no fim da tarde.

O Blog e a coluna não fazem média com a Grande Mídia. Elogia quando tem que elogiar, mete o pau quando tem que meter.

Falar em o blogueiro meter o pau, cadê o Xexéu?

Botafogo consolida hegemonia no futebol carioca. José Luis F está de volta

Num oferecimento do bloco carnavalesco Império do Amor e das sardinhas Cruzmaltinas apresentamos:

BALANÇO DA TAÇA GUANABARA

Meus prezados leitores do blog do PC devem ter estranhado a ausência desta coluna nas últimas semanas. Na verdade foi combinado com o editor do Blog que face a comentários de alguns torcedores mais desajustados de times perdedores que esta coluna só deveria ser feita após o encerramento da Taça Guanabara com um balanço geral passível de ser compreendido por cérebros menos capacitados que frequentam o Blog.

Como de costume a avaliação será feita sobre os 4 melhores times da competição, ou seja, os 4 classificados para as semi-finais.

Flamengo - A fragilidade do time do Leblon já era patente nas suas suadas vitórias por 1 golzinho de diferença sobre os times pequenos. Algumas ilusões foram desatadas quando o Flamengo num jogo de turno marcou 4 gols em 45 minutos sobre o Fluminense; mas afinal time que leva 4 gols do Flamengo em 45 minutos não pode ser levado a sério. Só a grande midia ansiosa por vender jornais a desavisados é que badalou além da conta aquele resultado. Contra o Botafogo, em jogo sério, bem arbitrado, a realidade se impôs. Adriano não foi visto em campo, no 1o gol do Botafogo quem estava marcando o Loco Abreu com seus 1,93 m de altura era o Juan com seu metro e meio, enfim um caos absoluto. E quem leva a culpa é o coitado do Angelin que acaba de ser barrado pelo Andrade. Um bando em campo, sem tática, sem empenho, sem camisa e com cada vez menos torcida comparecendo aos jogos. Apenas 3 flamenguistas para cada Botafoguense no Maracanã é a prova da decadência.

Fluminense - Levou 4 gols do Flamengo em 45 minutos. Precisa dizer mais?Contra o Vasco na semi-final uma competição dificil para ver quem tinha o ataque mais improdutivo. Acho que o Fred ganhou porque desperdiçou mais lances que todo o ataque cruzmaltino junto.

Vasco - Um arremedo de time. Em jogo sério, valendo alguma coisa, o Dodô e o Philippe Coutinho desaparecem. Foi assim contra o Fluminense e foi assim contra o Botafogo. Restam os Niltons e os Titis para treinar futebol americano nas canelas dos adversários. De todo o jeito parabenize-se o time da colina por ter alcançado a sua 1a final em 7 anos. Já foi uma façanha e tanto.

Botafogo - Claramente o melhor time da competição. Taticamente muito bem armado desde o início, particularmente na 3a rodada onde os jogadores para se livrarem do Estevam Soares entregaram um jogo que não valia nada, para o Vasco. Não tinha sentido entregar por pouco, algo tipo 2 ou 3 a zero porque talvez a diretoria o mantivesse. 6 a 0 garantia a demissão e com muita preserverança e entrega em campo o time alcançou o resultado desejado. Daí para a frente foram só vitórias incontestes. Eliminando com relativa facilidade o Flamengo na semi-final e depois o passeio de ontem no Maracanã. Bela atuação do Alessandro que claramente vem se aprimorando para retornar à Seleção Brasileira onde já pontificou, do jovem Caio não há palavras para descrever o excelente desempenho e o Loco Abreu nem precisa tocar na bola para fazer um partidaço. Basta a presença dele dentro da área para a defesa adversária toda tremer e começar a bater cabeça. O Botafogo disputou a sua 9a final consecutiva e vai consolidando a sua hegemonia no futebol carioca. Ou os seus adversários buscam reforços rapidamente ou a Taça Rio ameaça seguir pelo mesmo caminho.

"É ou não é, piada de salão; Vasco dá de seis, Botafogo é campeão!"

A marchinha do dia, digo, do meu camarada Fábio Lau.

MATA-ME DE RIR.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Bicampeão. Apenas. O jogo era pra valer



Quando é pra valer, dá BOTAFOGO.

Vasco nadou, nadou e morreu na praia.

De que adiantou os 6 a 0?

Por que o Marcelo de Lima Henrique não marcou o pênalti do Fernando no Loco Abreu?

Até a TV Globo admitiu.

Mas alguém tinha dúvidas de que o Marcelo de Lima Henrique ia prejudicar o Botafogo?

Será que isso é coisa de vascaíno?

Depois os portugueses reclamam quando o brasileiro conta piada de português. Quem mandou foi meu camarada PV, tricolor.

pc: 20 minutos antes do jogo. Só dando uma provocadinha.

Funcionário do Flamengo envolvido em crime de pedofilia?!

O difícil vai ser convencer os torcedores do Framengo que pedofilia não tem nada a ver com pé.

INDÚSTRIA DA MULTA alivia Framengo

Deu hoje na coluna do Renato Maurício Prado.

A Indústria da Multa é uma picaretagem oficial; e o Framengo é uma bagunça.

Para ler é só passar a mãozinha no Xexéu; digo, na imagem.

Como diria o filósofo Pedro Bial: "Estamos de voooolta!"

Acabou a boa vida. Do paraíso ao inferno.

Se o Marcelo de Lima Henrique não aprontar logo mais, dá Glorioso.

Grande abraço a todos. Está tudo no lugar. Os framenguistas não levaram nem cinzeiros e nem toalhas.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Incrível, extraordinário. Marcelo de Lima Henrique apita a decisão. Isso é uma vergonha!!!

A Comissão de Arbitragens do Rio não tem vergonha na cara. Como podem incluir esse sujeito no "sorteio"? Se errar contra o Glorioso é claro que os botafoguenses võ reclamar; se errar contra o coadjuvante, eles vão reclamar e dizer que o cara compensou.

Quando a gente pensa que já viu de tudo em matéria de molecagem com o Botafogo, eles conseguem inventar mais uma.

pc (ainda no paraíso de Visconde de Mauá. Na rua, na chuva, na fazenda).

Vasco é o favorito, segundo o globoesporte.com

Já vi esse filme e fico rouco no final.

Convite aos framenguistas

Meus amigos
Continuo no mato. Obrigado pela presença de todos. Pena que ninguém tenha consumido nada. Nem uma cervejinha, pô!

Acabei de receber um telegrama do meu camarada Fábio Lau e repasso pra vocês. São muitos os amigos framenguistas aqui no Blog e eles recebem todo o carinho após a sova que levaram na quarta-feira.

"Co-irmãos Olarianos e Madureirenses solidarizam-se com rubro-negros

Tendo em vista a vacância de lazer esportivo no próximo fim de semana, mais precisamente na tarde de domingo (e tendo em vista o alto risco que os incautos turistas nacionais e estrangeiros estarão correndo), fazemos aqui um convite para que todo rubro-negro de coração compareça ao Maracanã no próximo domingo, por volta das 14hs, a fim de prestigiar a finalíssima do torneio Moisés Mathias de Andrade, que se realizar-se-à, sito, na Avenida Maracanã, Estádio Mário Filho. Os trajes poderão ser nas cores amarelo, azul, branco, verde, vermelho e preto, claro, que estará contemplando todos os finalistas. Ah, roupa rasgada não será problema. Pode seguir acompanhado (evitar mais de quatro companhias (evitar aplicação artigo 288 do CP). Estudante (caso haja) paga meia (meia entrada, não confundir....).

*Bandeirantes com bambus, facas, pistolas e fuzis serão terminantemente proibidos.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Parabéns ao Framengo, vice; digo, TERCEIRO COLOCADO da Taça Guanabara 2010

Se bem que:

- o Júnior, comentarista do Framengo na Globo disse que "ELES". Eles quem, cara pálida?

- o juiz estava doido para expulsar um jogador do Botafogo e pagou o maior mico na tentativa de expulsar o Fahel. E só muito fanático pra achar que a segunda falta do fahel foi falta. mas foi bom que o Joel tirou o Fahel no segundo tempo

- por que o soprador não expulsou o Adriano quando ele isolou a bola?

- e que tantas faltinhas na entrada da área pró time do apito foram aquelas?

- e por que o Toró não foi expulso naquele lance com o Marcelo Cordeiro?

- aqui em Maringá não chegou o Lance! O cara do café onde eu compro disse que "QUANDO O FRAMENGO PERDE, ELES NÃO MANDAM O LANCE!".

- e a raivinha do Vagner Love após perder aquele gol! Deve ter machucado a maõzinha com tanta porrada que deu no chão.

- e o mané do Luis Roberto, da Globo, que chamava os cruzamentos do Botafogo de "cuveirinho". Emgraçado: as bolinhas que o Juan cruza na área após cavar faltinhas não são chuveirinhos também? Eita fanatismo!

- e o mané do Andrade que desmereceu o Glorioso e disse que viu a volta do futebol inglês ou babaquice parecida.

E ACERTEI O RESULTADO. ARRISQUEI E ME DEI BEM.

Estava escrito na Estrela Solitária há 1000 anos.

Viva o verdadeiro Glorioso. Parabéns ao terceiro colocado.

Que venha o coadjuvante. Agora é pra valer. Podem se juntar framenguistas e coadjuvantes.

FOGO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

E SE...

... o juiz não inventar um impedimento do Loco Abreu aos 46 do segundo tempo...

... o juiz não inventar um pênalti pro Framengo...

... o juiz expulsar o Juan se ele apelar...

Como acontece há 3 anos consecutivos...

O BOTAFOGO chega lá.

pc (ainda no meio do mato. Só que agora os framenguistas foram embora e a cidade está vazia e tranquila)

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Framenguistas caem na farra. É muita confiança na ajuda da arbitragem!

Devem estar achando que já ganharam o jogo. Foram ajudados pelos juízes e bandeirinhas nos últimos 3 anos e acham que isso vai acontecer mais uma vez. Um dia chega o Basta! Um dia a Justiça vence. Quem sabe não vai ser numa quarta-feira de cinzas.






Querem acabar com Visconde de Mauá. Asfalto não!

Meus amigos
É impressionante como emergentes são chatos. Continuo entre Maringá e Maromba, no meio do mato, caminhando, bebendo, comendo bem e caindo n´água. Ando na base do pé ou do pedal o dia inteiro, com a primeira dama do Blog. Os caras - muitos com carros com placa de São Paulo - só sabem andar de carro pra lá e pra cá, tumultuando as ruas estreitas desse paraíso e poluindo o ar. E ainda falam em asfaltar a estrada de Penedo para Mauá.

Xô, Satanaz!

Não sei o que é mais chato: framenguista ou emergente.

Bem-vindo Danny Morais

Esse cara vai acertar de vez a defesa do Glorioso. Podem escrever.

domingo, 14 de fevereiro de 2010

A cigana leu o meu destino

Aposto a minha Ferrari que os jogadores do Time do Apito (principalmente o Leo Moura, o Bruno, o Toró e o Juanito pontapé) vão tentar provocar os dois hermanos do Botafogo. O Framengo sempre foi um time muito previsível.

Se a arbitragem não roubar, o Glorioso chega lá.

pc numa boa, no meio do mato.

Agora é pra valer, Vasquinho

Bem, amigos, se não houver roubalheira, como acontece há 3 anos consecutivos, na quarta-feira, a justiça será feita e o Botafogo vai à final enfrentar o coadjuvante. E aí é decisão. E em decisões contra o coadjuvante sou mais o Botafogo.

Seja o que Deus e as arbitragens quiserem.

pc do Paraíso.

Coitado do Cuca. Só ganha decisão com a ajuda de juízes

Não vi o jogo do Flu contra o coadjuvante. Soube do resultado no Jornal do Plimplim. Coitado do Cuca. Perdeu mais uma decisão. A única que ganhou, ano passado pelo Framengo, foi daquele jeito vergonhoso. E o Flu? Mais uma vez é apontado como favorito pela mídia e mais uma vez seus torcedores vão ver a decisão pela televisão.

pc no meio do mato.

"Nós, flamenguistas" é o c@#$%¨&*+

Estava à toa na vida aqui no meio do mato, sexta-feira, quando encontrei um amigo baiano com a camisa do Vitória. Como a camisa é parecida com a do time do apito, uma mulher veio na nossa direção e mandou um:

"Nós, framenguistas, ...".

Não chegou a completar a frase. Chutei a virilha:

"Nós flamenguistas é o c@#$%¨&*+ A camisa é do Vitória. E eu não torço pra time que ganha roubado...".

A dona saiu de fininho.

É cada uma que acontece comigo! Mas ser chamado de framenguista é ofensa grave.

pc no meio do paraíso de Mauá.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

As Musas Eternas do Carnaval no Blog do PC


Meus amigos: atendendo a pedidos do nosso sócio-proprietário Eduardo Schiefler, as Musas Eternas do Blog do PC estão de volta em dose dupla. E quem melhor do que Luiza Brunet e Luma de Oliveira para representar o carnaval? Vou pro meio do mato amanhã (sexta) cedo. Massaranduba Jr, meu segurança, estará com sua equipe tomando conta da minha cobertura na Delfim Moreira. Voltarei de vez em quando para tirar a poeira da sala.

Um bom Carnaval para todos - até mesmo para framenguistas, vascaínos e tricolores. Mas na quarta-feira tudo volta ao normal e o pau volta a comer aqui no Blog.

E pensar que tem gente que prefere a dupla Adriano e Vagner Love!

E o Botafogo é doido de bater em Santo em plena época de festa pagã?!


A torcida do arco-íris está toda animadinha. Não entendem o Botafogo. Foi uma derrota estratégica. Respeitamos o Santo. A partida não valia nada - como aquela contra o Vasco. Além disso, o pessoal do São Raimundo, que tratou muito bem a delegação do Botafogo, estava doido para vir ao Rio conhecer o Engenhão.

Sejam sinceros: quem aqui faria uma desfeita contra um Santo? E em plena época de festa pagã.

E o São Raimundo poderia ter feito mais um gol. O jogador do Botafogo (como mostra a foto do globoesporte.com) segurou a camisa do jogador do São Raimundo (de branco). Pênalti igual àquele do Ferrero no Fábio Luciano.

Uh, é Labilá! Uh, é Labilá!