Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

terça-feira, 14 de maio de 2013

Romário defende Assumpção na seleção


Não tinha visto isso. O Fábio Lau me avisou e falamos sobre isso no Conexão. O Romário tem lá os seus defeitos, mas sempre surpreende e diz novidades nas entrevistas. Bacana ele reconhecer que o Botafogo hoje é um clube profissionalizado. Poderia falar dos três times comuns que defendeu aqui no Rio, mas de bobo o Romário não tem nada. A entrevista, de Carol Knoploch, saiu hoje no Globo.

7 comentários:

PCFilho disse...

Dizem por aí que Romário defendeu os 4 grandes clubes do Rio de Janeiro: Fluminense, Flamengo, Vasco e America.

Sidney disse...

kkkk Boa Pc Filho merecia ir destaque.

Wesley disse...

Fluminense ???

Ele ja saiu da 2º divisão sendo campeão ou vice.

Acho que estou desatualizado, vou ao google e volto!!!

Wesley disse...

Na década passada, a equipe Tricolor foi beneficiada frequentemente por decisões extra campo.

Justas ou injustas, não entrei no mérito, abaixo relembro alguns episódios:

1991 – O Fluminense ganhou os pontos da partida frente ao Botafogo, realizada nas Laranjeiras, devido a problemas com a torcida alvinegra.

Pela primeira vez, em um Campeonato Brasileiro, a equipe da casa ganhava pontos devido aos problemas com a torcida visitante.

O ponto obtido nos tribunais foi decisivo para a classificação do Fluminense às Semifinais do Campeonato Brasileiro de 1991, uma vez que a equipe carioca acabou com o mesmo número de pontos do Atlético Mineiro, também classificado, e Corinthians, que foi eliminado.

1996 – O Fluminense ficou em 23° lugar entre as vinte e quatro equipes do Campeonato Brasileiro, e seria rebaixado juntamente com o Bragantino.

Seria, pois a CBF “revogou” o rebaixamento, alegando problemas de arbitragem. O Fluminense foi beneficiado e não foi rebaixado.

No ano seguinte, o Fluminense ficou em 25° lugar entre as vinte e seis equipes do Campeonato Brasileiro, e, enfim, caiu.

1998 – Na Segunda Divisão, o Fluminense acabou em penúltimo lugar em seu grupo e acabou rebaixado para a Terceira Divisão.

1999 – O Fluminense disputou a Terceira Divisão. No quadrangular final, na segunda rodada, a equipe carioca ganhou os pontos do jogo contra o São Raimundo, que havia acabado empatado, sob a alegação de irregularidades com o jogador da equipe amazonense. O Fluminense era novamente beneficiado por decisões extra campo.

O Serra, outra equipe que ainda estava na disputa pelo acesso, perdeu os pontos da vitória frente ao Náutico, em jogo válido pela penúltima rodada. Este resultado também beneficiou o tricolor carioca.

2000 – O Fluminense tinha uma vaga assegurada para a Segunda Divisão do Brasileiro, no entanto foi resgatado diretamente para a Copa João Havelange, a Primeira Divisão do Brasileiro. Novamente, o Fluminense foi beneficiado por decisões extra campo.

PC Guimarães disse...

Fluminense e Tapetão. Tudo a ver. PC FIlho, que sabe tudo do Flu: Romário caiu com o Flu pra terceira ou pra segunda?

Cacau Avila disse...

Wesley já esculacha comentando rapidinho.

Avisou que ia ao Google e está aí.

Deu-se a desgraça.

____________________________

E sobre o Romário, ele não é bobo mesmo: hoje em dia não tem mais bobo no futebol (by Roma).

Carlos Henrique disse...

Gente,

Sobre Romário, Fluminense e tapetão tem a piada no Casseta&Planeta, que o Romário se negava a vestir a camisa do Fluminense pois não usava drogas. Alguém lembra?

O Flu entrou na justiça, impediu a exibição da piada, e no lugar dela o Casseta apresentou os gols da última partida do Fluminense. No caso foi uma derrota, acho que para o Americano.

O PC Filho deve lembrar melhor do episódio e em que ano foi. Eu só lembro que ri muito.

Abraços.