Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

sábado, 25 de maio de 2013

Taí o que a FlaPress queria! Crise no Botafogo?

Tudo isso na edição de hoje do Lance! Tem gente comemorando por aí. Mais do que nunca é hora de dar um não rotundo a esse tipo de coisa. Pra cima deles, Fogão!





Para os que pensam e são críticos e não manipuláveis pela Mídia, vale destacar o primeiro comentário neste post do nosso sócio Léo. 

"Acho que podemos afirmar que existe um novo dado com relação ao "Sistema", além de ter um braço denominado FlaPress que atende as necessidades comerciais do seu produto através de uma superexposição midiática sem qualquer sentido, vide a enxurrada de matérias sobre a nova camisa e a opção pelo jogo Santos e Fla em detrimento do match entre o campeão carioca e paulista, temos agora um outro braço que faz um boicote específico ao Botafogo, atuando na redução máxima dos aspectos positivos, potencializando o noticiário negativo. 

Notemos que, principalmente, após a chegada do Seedorf, houve uma clara tentativa da Globo em manietar financeiramente o clube através da ausência de transmissões dos jogos do Carioca, inclusive, as partidas finais. 

Essa é uma linha diversa daquela da FlaPress que apenas amplia a megalomania de uns, neste momento, o que temos à nossa frente é a tentativa de desestabilizar economicamente o Botafogo, que não implica, ao meu ver, em benefício automático aos protegidos de costume. 

A questão do jogo Bota e Timão também demonstra a duplicidade de intenções, posto que, além de colocar o seu produto em cartaz, por outro lado, impõe ao Botafogo um revés publicitário e comercial, ampliando o asfixiamento material do clube e revoltando os seus patrocinadores que apostaram e conquistaram o Carioca junto com o clube e esperavam ter retorno na mídia e, ao invés disso, estão recebendo um sinistro recado. 

Além da Flapress, parece que teremos uma nova cruzada contra um pernicioso inimigo que estava escondido nas trevas dos gabinetes do Jardim Botânico e que está deixando explícita a sua fobia ao Glorioso através do ressurgimento do seu histórico anti-botafoguismo. 

Como dizem os quase goianos Mario Av e Rick Faria: "o sistema é bruto", e além disto, parece que anda híbrido nos propósitos nefastos."


25 comentários:

Léo disse...

PC, vou atualizar um comentário que deixei lá embaixo, com relação a este assunto:

Acho que podemos afirmar que existe um novo dado com relação ao "Sistema", além de ter um braço denominado FlaPress que atende as necessidades comerciais do seu produto através de uma superexposição midiática sem qualquer sentido, vide a enxurrada de matérias sobre a nova camisa e a opção pelo jogo Santos e Fla em detrimento do match entre o campeção carioca e paulista, temos agora um outro braço que faz um boicote específico ao Botafogo, atuando na redução máxima dos aspectos positivos, potencializando o noticiário negativo.

Notemos que, principalmente, após a chegada do Seedorf,
houve uma clara tentativa da Globo em manietar financeiramente o clube através da ausência de transmissões dos jogos do Carioca, inclusive, as partidas finais.

Essa é uma linha diversa daquela da FlaPress que apenas amplia a megalomania de uns, neste momento, o que temos à nossa frente é a tentativa de desestabilizar economicamente o Botafogo, que não implica, ao meu ver, em benefício automático aos protegidos de costume.

A questão do jogo Bota e Timão também demonstra a duplicidade de intenções, posto que, além de colocar o seu produto em cartaz, por outro lado, impõe ao Botafogo um revés publicitário e comercial, ampliando o asfixiamento material do clube e revoltando os seus patrocinadores que apostaram e conquistaram o Carioca junto com o clube e esperavam ter retorno na mídia e, ao invés disso, estão recebendo um sinistro recado.

Além da Flapress, parece que teremos uma nova cruzada contra um pernicioso inimigo que estava escondido nas trevas dos gabinetes do Jardim Botânico e que está deixando explícita a sua fobia ao Glorioso através do ressurgimento do seu histórico anti-botafoguismo.

Como dizem os quase goianos Mario Av e Rick Faria: "o sistema é bruto", e além disto, parece que anda híbrido nos propósitos nefastos.

Eduardo dudu disse...

Perfeito Léo, agora se a torcida não abraçar o clube as forças do mal vão conseguir asfixiar financeiramente o clube a níveis insuportáveis, vejam bem que o prefeitinho paespalho não resolve essa interdição fajuta, o MA saiu de cena estranhamente, a diretoria não se pronuncia, estamos vivendo dias em que precisamos enfrentar inimigos econômicos muito mais poderosos que esses timecos que eles mandam a campo de jogo. Cadê a diretoria PORRA!!!

Léo disse...

É por aí, Dudu:

Acredito que é chegada a hora da torcida do Botafogo mobilizar-se para uma manifestação gigante contra a interdição e a inação da prefeitura do Rio na resolução do potencial problema da cobertura.

Existe uma programação de treinos do Brasil, Itália e Taiti no estádio interditado para meados do mês de junho.

De acordo com as informaçoes da imprensa, a Itália treinaria no estádio no sábado, dia 15 de junho, creio que uma convocação de forma uníssona de todos os blogs alvinegros e das torcidas organizadas levaria facilmente umas 20 mil pessoas ao entorno do estádio, dando visibilidade ao inconformismo alvinegro, e por quê não de outras cores face o dinheiro público envolvido, com relação a forma como vem sendo tratado o assunto.

A imprensa internacional estará presente para dará a necessária atenção, ao contrário da nacional, e assim, o nosso alcaide não poderá aparecer com as evasivas de sempre sobre o assunto.

Não podemos deixar apenas nas mãos dos dirigentes, por vezes, massacrados pelo jogo do poder, os destinos do Botafogo.

Léo disse...

PC, conforme levantado aqui por muitos, esse novo surto anti-Botafogo da Globo, além dos antecedentes históricos, provavelmente, deve ter relação com questões que envolvem o marketing.

Talvez, o maior case de sucesso publicitário dos últimos anos ainda seja aquele relativo ao patrocínio da Seven-Up em 95, que galgou a liderança do refris de limão ao aliar-se ao Botafogo.

A Guaraviton deve estar incomodando algum patrocinador do Brasileirão.

Sidney disse...

Pc, vocês ainda dão sorte de o foguinho aparecer nas midia porquê geralmente times pequenos só aparecem no site do futebol do interior.

PC Guimarães disse...

Muda o disco, Sidney. Tente entender o debate e traga CONTEÚDO. Se não, vá ler um bom livro.

Mario_av disse...

Estou com o Léo em gênero, número e grau.
20.000 Botafoguenses cercando o Engenhão e impedindo o acesso ao estádio.
Ia ter covardia contra os torcedores, sem qualquer dúvida, mas só os fortes prevalecem (bonito isto ...)
Uma medida que poderia ser tomada, logo que a delegação da Itália chegasse aqui, seria entregar uma cópia do laudo que levou a interdição do Engenhão.
Ali está escrito: Esta p@%&a está para cair.
Será que a delegação da Itália iria colocar seus jogadores em risco?
E mais, algum torcedor que pudesse traduzir e enviar aos principais jornais italianos o motivo (que motivo??) da interdição do Engenhão. Será que a mídia italiana não iria confrontar isto? Como a sua seleção iria treinar em um estádio que está prestes a desabar?

PC Guimarães disse...

Meu Deus! A Globo tá dando meia hora de matéria sobre o Rafinha no Globo Esporte. Haja saco! Não tem o que vender, tenta vender o Jacozinho 2013.

PC Guimarães disse...

Boa, Mário!

Mario_av disse...

Se fizermos um texto para encaminhar para a imprensa italiana, eu acredito que o nosso amigo Edu do Tablet, pessoa séria, agora mais sério, depois que casou, faz a tradução.

Sidney disse...

Belíssima reportagem sobre o Rafinha fiquei até emocionado quando vir a primeira carteirinha dele como jogador amanhã ele vai detonar o Neymar

Até o Bangu ganhou o Bayern de Munique nós anos 50, Tá feia a Coisa hein foguinho. Deu no Globo Esporte com reportagem do Erik Faria, Essa eu acredito.

Mario_av disse...

Como posso votar?
Aonde está a opção do Rafael Marques???

http://sportv.globo.com/site/programas/e-gol/enquete/quem-sera-o-artilheiro-do-brasileirao-2013.html

Ricardo Carlos disse...

Boa tarde chacotinhas do RJ,como está sendo o dia de vocês ? Criando muitos fakes ainda ? E a Globo ainda é a culpada pelos fracassos de vocês ? Estão procurando notícias do flamengo ? E o ódio pelo flamengo,aumentou ou diminuiu ? E os salários atrasados ? E essa camisa escrota e sem valor de vocês ? E a torcida lixo de vocês vai ao estádio hoje ?
SRN.

Sidney disse...

Pc, apague o comentário desse Ricardo Carlos, ele chamou vocês de lixos.

mauricio sette disse...

pelo menos esse esforço q a redeesgoto anda fazendo pra vender seu peixe, tem um lado muito bom, é muito mais divertido ver o desespero e a decepção estampada na cara da mulambada quando eles estão realmente acreditando q aquele time de lixo vai chegar em algum lugar... eu me divirto muito

mauricio sette disse...

pena q a dona florinda não veio com o kiko visitar o botafogo. certamente, quando o mulambo tentou empurrar o pano de chão pra ele, ela lhe teria dito: não se junte com essa gentalha!

PC Guimarães disse...

Boa, Maurício. Pau na gentalha, pau na gentalha.

Rick Faria disse...

É algo bem preocupante o quanto o maior veículo da mídia do país tem poder.

Mostrar a Praça da Sé em São Paulo em plena manifestação pelas “Diretas Já” em 1984, como se fosse uma mera comemoração por qualquer assunto idiota como fez a Globo (ou a manipulação do debate onde Lula e Collor concorriam à primeira eleição direta desde o golpe militar), parece não ser prova o suficiente de manipulação.

Vejo agora a Globo dando espaço para o movimento evangélico (nada contra, não me considero religioso, e nem me afeto por elas) enquanto há alguns anos atrás o noticiário era dominado por ataques a IURD – alguém se lembra da série “Decadência”??

A Globo é um instituto dominador no Brasil, onde ela controla a mídia, e influencia em muito a qualquer outro setor que possa diminuir seu poderio.
Não pensem que qualquer um está imune a essa influência, pois a necessidade de se buscar novos mercados consumidores é a maior força desta empresa. Se amanhã, por algum motivo, o flamengo deixar de ser um bom negócio, ele também será negligenciado, mas não é o caso agora.

Muitos amigos meus flamenguistas já reclamaram da recente “corintialização” da globo. É claro que seria um suicídio uma empresa não querer permanecer forte no mercado consumidor mais importante da América Latina, e também um dos principais no mundo. E isso explica alguma coisa.

Nós botafoguenses vivemos essa negligencia há muitos anos. Eu sei que no começo era algo pessoal, onde um sentimento de submissão a nosso time vitorioso explicava a perseguição, mas não hoje. Hoje são negócios, somente isso. O Botafogo não vende, e mesmo tendo uma torcida grande, onde se pode considerar um universo de 3 a 7 milhões de pessoas, nós torcedores não aparecemos tanto. Infelizmente não temos um mecenas forte, como foi o caso do fluminense, e também não temos uma torcida mais regional, como os times mineiros ou gaúchos, pois isso traria força - ainda que local - midiática.

Vivemos um momento delicado, onde para sobreviver, teremos que aparecer, e para aparecer devemos matar um leão por dia. Temos que ter títulos. Nosso mecenas terá que ser nós mesmos, mesmo sabendo que uma boa parte dessa ajuda vá parar em bolsos de corruptos. Precisamos de resultados para sobreviver e atrair alguma mídia como fazem os nossos similares em torcida, fluminense e santos.

Enquanto a Allans, Ricardos Carlos e Sidneys, vamos deixar que eles acreditem em tudo que contam a eles, pois o mercado precisa de gente assim, que compra uma camisa feia com grife, mas não questiona o porque do Maracanã, o Mané Garrincha ou qualquer outro estádio ter custado o dobro do previsto em detrimento a falta de hospitais, ou mesmo a razão do buraco na frente da sua casa não ter sido tapado (por mais que você passe mais de 150 dias do seu ano pagando impostos nebulosos). A única coisa que temos de lamentar é que essa gente não só vota, mas também se reproduz. Mas esse mundo precisa de gente assim, que não pensa, que se contenta de ser empregado de qualquer coisa e ter qualquer coisa empurrada pela mídia. Gente que não questiona, ou pior, querem impor algo que leram no globo.com.
Vamos apenas torcer para Darwin ter razão, e a seleção natural fazer o seu serviço.

Eu até poderia, embora triste, viver em um mundo sem o Botafogo, mas ficaria muito satisfeito de viver em um lugar onde se pensar fosse algo tão natural como respirar, pois sei que gente assim não existiria.

Saudações Gloriosas!

mauricio sette disse...

Eu, particularmente, evito esses canais. A gota dágua foi o chilique na transmissão da semi da taça guanabara e o teatro em um programa obscuro de segundas de noite. Se já não tinha simpatia por essa gente, passei a considera-los prestadores de serviço de péssimo nível. Comentários ridículos e poder para justifica-los. No suposto pênalti, o movimento de braço não natural do MM é repetido por um jogador adversário que fica encoberto pela maravilhosa lupa.

PC Guimarães disse...

Bela avaliação, Rick. Isso se chama conteúdo. Rick tem o que falar. Não fica preso a baboseiras do tipo joguinho, time pequeno coisas do gênero.valoriza o debate e questionamento.

Pablo disse...

O Léo, como sempre, visionário. Excelente ideia essa de expor as mazelas do Rio quando a delegação da Itália chegar. Vai repercutir na midia internacional pois estamos próximos da Copa e das Olimpíadas. Tia Dilma vai ficar ainda mais furiosa com o prefeitinho guardanapo na cabeça do Rio.

Os dirigentes não podem pressionar, mas a torcida pode.

Abs
Pablo
PS: segundo o VA, a Globo ainda não pagou a premiação do carioca ao Botafogo e também não aceita antecipar receitas do contrato de 2014...teria o mesmo tratamento com o time dela?

Pablo disse...

Léo, já apurei no mercado publicitário essa questão da Guaraviton.

A Globo já recebeu recado da Coca (Powerade) e da Ambev (Gatorade) para tirar o Botafogo da TV.

O isotônico Guaraviton está avançando de forma avassaladora no Rio e, mais recentemente, em São Paulo e Pernambuco.

Quando os números da Nielsen começaram a mostrar avanço em SP tocou o sinal vermelho nas patrocinadoras da Globo/Copa.

O caso da Coca é ainda pior por conta de o Powerade ser o isotônico "oficial" da Copa.

O Botafogo vende muito. A Puma também está impressionada...

Abs
Pablo
PS: me parece que a solução é a Guaraviton fazer o que faz a Unimed, pagando os direitos de imagem dos jogadores diretamente (contrato jogador/Guaraviton). Daí o dinheiro fica livre de penhoras...

Tarcisio A. de Moraes disse...

Digo mais uma vez: me divirto com o futebol, mas o assunto Globo me tira do sério. Sobre este assunto chamo a atenção dos ilustres botafoguenses e daqueles que defendem um futebol forte, democrático, dirigido com transparência, honestidade e competência, sobre os aspectos seguintes.
1- A Globo não tem interesse em ultrapassar um limite, que é bem pequeno, de exposição do futebol em sua grade. Encher a grade de futebol significa se nivelar às concorrentes com um produto já pronto, que pode ser utilizado por qualquer um dos concorrentes. Além disso o que seria para ela uma super exposição deste produto geraria uma relação de dependência e uma formatação do mercado que é contrária a seus interesses.
2- A Globo procura utilizar o futebol como produto complementar para maximizar sua audiência e, com a exclusividade, impedir que a concorrência o utilize.
3- É fácil ver, neste quadro, que a Globo não quer a dispersão dos torcedores em muitas equipes. A Globo quer grandes e poucos confrontos com muita audiência, o que está de acordo com sua estratégia comentada em 1 e 2. Portanto está errado o Alexandre Kalil quando ele diz que a espanholização do futebol brasileiro nunca ocorrerá pois não é do interesse das emissoras(Globo).
4- A espanholização do futebol brasileiro não seria como na pequena espanha. Ela teria no máximo duas equipes por centro, 2 no Rio, 2 ou 3 em São Paulo, 2 em BH e 2 em Porto Alegre. E só.
5- A Globo trabalha para fortalecer o framengo e o florminenC, equipes da preferência de seus proprietários e executivos. O Botafogo é o alvo imediato a ser excluído.

De modo geral, e o que é importante, é que a Globo tem trabalhado com consistência e coerência em favor de seus interesses e de sua estratégia. Os clubes por outro lado não fazem o mesmo. Estão divididos e entregaram o comando do futebol para a Globo levar o futebol brasileiro para onde ela quiser. Se os clubes querem decidir como será o futebol brasileiro no futuro, além de resolver os problemas atuais, eles terão que se organizar e corrigir o absurdos evidentes que qualquer criança pode ver. Hoje, enquanto os cartolas manés se degladiam, procuram obter vantagens malandras uns sobre os outros e se afundam em questões financeiras e, por outro lado, os torcedores se ocupam em zoar uns aos outros, uma única organização administra e planeja o futebol brasileiro.

Pablo disse...

Bela avaliação do Rick (2).

Abs
Pablo

Pablo disse...

Bela avaliação do Tarcisio.

PC, seu blog está cada dia melhor.

Abs
Pablo