Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Show de El Tanque em joguinho do Estadual esvaziado

É bom não deixar o Glorioso chegar. Vai ser uma vergonha pra vocês, comuns, se o Botafogo ganhar mais um Estadual esvaziado.



E o Edinho, hein?! Por que tanto ódio? Por não ter conseguido o sonho de jogar no Glorioso, treinador medíocre e comentarista (sic) tendencioso?

Como lembrou bem o Pablo, o descontrolado chegou a falar no início da transmissão:

"...Que planejamento que nada. Conversa fiada. Está colocando o time titular hoje por que corre risco de ser rebaixado..."".

Ouvi o mesmo.

10 comentários:

Pablo disse...

E a todo o momento ele via faltas de jogadores do Botafogo nos jogadores do Duque de Caxias. E falava com raiva: "...só o árbitro não viu...".

O objetivo desses caras é irritar o torcedor do Botafogo. O tempo todo.

O futebol da Globo está podre.

Abs
Pablo

Thomas Beta disse...


A diferença do Edinho para os jornalistas botafoguense de antigamente é que ele está comentando PARA QUEM ESTÁ VENDO O JOGO!

Hoje, por exemplo, todo mundo viu a garfada no pobre Duque.

Já antigamente...

Além do Sandro Moreyra, que até dava banho no Garrincha, tinha o Luis Mendes, outro craque da coisa não verídica.

O Didi chegou ao Botinha aos 28 anos. Curiosamente, lá inventou o 'chute da folha seca', segundo o Mendes (ou seria Mentes?)!

Phooooouuxa! É como se o Neymar, daqui a seis anos, inventasse um tal 'chute do galho úmido' ou 'chute da tora grossa'.

Fala sério...

Mas não falta ingênuo pra acreditar.

Marcos Paret disse...

O que me estarrece mesmo PC, é o menguitinho, o 'pequeño que no sorpreeende', ter que roubar para ganhar de um time de segunda divisão.

Aonde isso vai parar?

Thomas Beta disse...


Outro 'craque' do jornalismo-torcida foi o Armando Nogueira, Diretor de Jornalismo da Rede Globo por 25 anos.

O cara simplesmente apelidou o Nilton Santos de 'Enciclopédia' e pronto! Tudo porque sua cabecinha assim quis!

E o pior é que até a imprensa estrangeira, que não sabia nada sobre o Brasil (e devia achar que os jornalistas daqui eram minimamente sérios, e não torcedores travestidos), reproduziu várias de suas invencionices, como a de que o Nilton foi um lateral pioneiro em ir ao ataque.

Oras... como alguém que vai ao ataque faz só 16 gols em TODA A CARREIRA?

O Lantos, da Hungria, fez mais de setenta!

O jornalismo brasileiro de hoje, ainda um dos piores do mundo, chega a ser um primor se comparado à tal 'época de ouro'.

Vergonhoso...

Daniel Victor disse...

Eu tb ouvi. E ri muito durante a transmissao inteira. E acaba sendo mais engracado ver, aqui no blog, como um imbecil desses consegue influenciar a opiniao de tantos outros... Flamenganaqueugosto!

Thomas Beta disse...


Por que o Vasquinho não reclamou do gol mal invalidado do Nova Iguaçu na penúltima rodada?

Esses garfadores do Rio são muito parecidos. Tão sonsinhos...

Pobre Nova Iguaçu... pobre Duque...

pc guimarães disse...

Edinho não é jornalista, meu caro Thomas.

Cristian Hofman disse...

Se teve polemica na vitoria do Mengao o que falar da virada foi faisca com direito a penal mandrake.
Realmente, as arbitragens estao pessimas.
Srn

Alexandre F. disse...

Sem querer parecer preconceituoso, mas o Edinho não tinha a fama de agasalhar um croquete? Acho que não foi mordido por cobra Alvinegra. E deve ter conhecido a fama dos dotes do Garrincha. Só isso justifica tanto rancor. Desilusão amorosa. Sds.

Marcos Paret disse...

Cristian. Para que o pênalti pelo seu choro compulsivo classificado como mandrake tivesse que ganhar legitimidade, o que o atleta teria que fazer na perna do Ferreyra? Quebrá-la? Retirá-la do corpo?

Por FLAvor meu amigo: depois de dizer que bola 30 centímetros dentro de gol não marcado é chororô, nos explique estas novas regras do futebol aí (novíssimas - desta semana).