Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Assim falou Hélio de La Peña, Vitinho

Como alguém aqui tem que trabalhar (e hoje foi o dia inteiro), só agora (quarta, 23h25)  pude ler a carta de Hélio de La Peña. Como diria Carlos Imperial: "10, nota 10". Ah, Vitinho, quem dera você tivesse ouvido o De la Peña antes de fazer a burrada que fez. Vá, Vitinho, vá ser comum na vida. Pena que você não entendeu a grandeza de ser Botafogo. Você tem apenas 19 anos. Vai voltar já já se não tiver a oportunidade de ir para um clube realmente grande da Europa. Se voltar já poderá ser abduzido por um desses times comuns e falar um monte de asneiras sobre o Botafogo e sua torcida. Mas saiba, menino, que praga de botafoguense pega. Que o diga Diguinho e muitos outros.

Sou fã, tietei e o cara é
gente boa para caceta. Do bem

Diz aí, Caceta:

"OI VITINHO, TCHAU VITINHO!
Rio de Janeiro, 29 de agosto de 2013

Prezado Vitinho.
Fico impressionado como você é rápido. Seu dribles, seus chutes, sua meteórica ascensão e a imediata paixão que a torcida alvinegra sentiu por você. Mas você foi rápido demais. A torcida queria um relacionamento sério e você só quis ficar. O poeta botafoguense Vinicius de Morais dizia: “que seja eterno enquanto dure”. Pena ter durado tão pouco.

Não fazem muitas rodadas, você era uma promessa questionada nas arquibancadas. Chamado de “fominha”, “afoito”, “individualista”, atuava como um potro ainda por ser domado. Com o tempo, sempre curto, foi mudando sua forma de atuar. Ouviu o conselho do velho e bom Seedorf, aprendeu a servir e não esqueceu como se chuta de longe. Calibrou a pontaria, manteve a audácia, puxou pra si a responsabilidade do jogo. E nós lá de cima das cadeiras do new Maraca reconhecemos. Gritamos seu nome. Acho que você ouviu.
Esta semana começou mal pra nós. Já no domingo, fomos a Curitiba e não entramos em campo. Talvez o time tenha preferido conhecer a Ópera de Arame ou a famosa Rua 24 Horas…

O pior estava por vir. A noite de segunda estourou a bomba. Vitinho foi vendido. Não acreditamos. Como podia isso? Imediatamente começamos a maldizer a diretoria. Achamos ser obra da incompetência. Depois, vimos que o problema foi dinheiro. Seu passe valorizou rápido demais, o clube não teve tempo de elevar as barreiras e por uma tranca mais forte na porta pra segurar você. Gostaríamos que nosso clube fosse rico como um Barcelona, que pagasse em dia os salários, que não estivesse imerso em dívidas fiscais e trabalhistas. E cofre vazio não para em pé.

Como nos tempos da guerra fria, nosso inimigo foi um russo. Um agente duplo, travestido de empresário te convenceu de que era uma boa fugir para Moscou. Talvez tenha lhe dito que a Rússia também é Europa, como Portugal do Porto, que também lhe queria. Omitiu que o futebol da Rússia é jogado na Sibéria, onde os jogadores são esquecidos no frio e na solidão. E que você não ouvirá seu nome ser gritado pelos moscovitas, não dará autógrafos nas ruas, poucas vezes sairá do banco – não o banco onde estão depositadas as oito milhas de euros, mas aquele ao lado do campo, onde vai tilintar de frio aos 20 graus negativos.

Queríamos ter gritado seu nome no jogo contra o Atlético lá em Minas, como fizemos no Maraca. Mas você foi rápido e sumiu da concentração. Não tivemos tempo sequer de nos despedirmos. Você podia ter ficado até o fim do ano, pelo menos. Certamente uma boa proposta surgiria, mas a gente teria tempo de se conhecer melhor. Ao contrário de nós, alguém não acreditava que seu talento durasse até lá. Alguém tinha pressa de faturar.

Talvez tenha sido aconselhado a agarrar essa oportunidade, que outra igual não surgiria. Essa pessoa estava certa. Não teria outra igual e sim melhor, para um clube no centro do futebol mundial, um clube da Europa ocidental. Poderíamos acompanhar suas jogadas pela ESPN, cutucar o amigo e dizer: “esse aí foi criado aqui em casa”. Isso certamente não passa pela cabeça de um jovem de 19 anos. Você não terá 19 anos a vida toda. E um dia vai ter consciência da gloriosa história de que você fez parte, de forma fugaz, qual um cometa.

Não somos um clube de cometas, Vitinho. Somos o clube da estrela solitária. E duvido que venha a ter no peito um símbolo tão bonito.

E ninguém cala…"

20 comentários:

RC disse...

Legal a carta,mas perdi meu tempo lendo,mimimi do caramba,deixa o cara ser feliz,pelo menos vai receber salário lá e ter a chance de ganhar alguma coisa.


Mas voltando a falar do Flamengo,agora estamos tipo Sheik,estamos passando até nas Arabias rsrs

http://www.youtube.com/watch?v=5oqu3FuKU_I

Marcos Paret disse...

Ah tá! Tipo Sheik.

Sei bem.

Nunca me enganaram com aquele colorido todo.

Fabio Medici disse...

belo texto.
Não ofendeu. Não chamou de mercenário.
Infelizmente, continuamos a ser exportadores de jovens valores e importadores de veteranos. E os veteranos seguem jogando bem pelo baixo nível de futebol praticado por aqui...
Há tempos que digo que o futebol brasileiro está nivelado por baixo.
Basta comparar um Machaester City X Arsenal ou vários jogos do futebol alemão com os clássicos daqui.
às vezes você v~e um Galo e Botafogo (ótimo jogo), mas está cada vez mais difícil...
ótima sexta...
Especialmente para o Mario, aniversariante do dia...

eduardo schiefler disse...

E digo mais Fabio, chamar de mercenário um moleque de origem simples chega à ser uma sacanagem.
O guri ganhava seila 15 mil, que já é coisa pakas, dai vem um cara e diz que ele vai ganhar 500, mais não sei quantos de luvas/etc....quando ele assinou o contrato pelo menos umas 30 pessoas em volta desse menino devem ter soltado foguete, feito churrasco,etc.
O De la Peña mandou bem, falou como torcedor, não como fanático fanfarrão.
A falta de profissionalismo aqui é tão grande, que mal inauguraram novos estádios os gramados já estão em péssimo estado, e na Alemanha que neva por quase 3 meses por ano, os gramados parecem tapetes. Fora o preço dos ingressos. Aqui...pagar 100 pila pra ver uma pelada é dose pra mamute, e lá tem jogo que tu paga o ingresso, toma uma gelada e come alguma coisa e não dá isso.

Parabéns pra ti Mário !!

Andesilva disse...

eduardo schiefler, concordo em tudo oque vc disse. E sobre os novos estadios, notei muito sua observacao no gramado do estadio nacional de brasilia. Qdo o Botafogo jogou com o goias lah, falaram q o campo estava ruim porque tinha tido um show dias antes. Soh que ja se passou muit tempo e o gramado ruim continua do mesmo jeito. O problema eh que aki no Brasil eh tudo nas coxas, em TUDO. impressionante. Por isso esse monte de problemas com clubes, estadios e torneios em geral. Eh dificil!!!

SAN

Thomas Beta disse...


Depois da morte do Bussunda, o Casseta e Planeta simplesmente faliu, acabou, morreu.

Muita sorte desse Hélio aí, já que recebeu rios de dinheiro da Globo, que tinha feito um contrato de longo prazo com o grupo, sem ter que fazer nada.

Não é à toa que até escreveu a letra daquela musiquinha "o povo escolheu a Globo... isso é globalização".

Tem que ter muita gratidão mesmo.

Quanto ao texto...

Pieguice, a gente vê por aqui.

eduardo schiefler disse...

Anderson, essa desculpa do show também mostra a falta de competência dos nossos administradores.
Aqui num país tropical não conseguimos cultivar grama e na Europa eles conseguem !!!...é piada !! aqui é tudo à moda car@*¨%$ !!!

Pablo disse...

A título de curiosidade, dêem uma espiada no twitter do advogado do Renato Silva:

https://twitter.com/theochermont


O Botafogo está mexendo com um vespeiro. A "nassão" de fanáticos está ensandecida.

Assumpção precisa de ajuda. Cadê o Montenegro pra ajudar o Botafogo nos bastidores? Estamos no Brasil, se largarem o clube não vamos resistir.

Vejam o deboche que estão fazendo em relação ao Engenhão. Sequer iniciaram as obras.

Abs
Pablo

Mario_av disse...

Obrigado Edu!
Hoje é dia de bebemorar!

eduardo schiefler disse...

Fim da tarde abrirei uma em tua homenagem !!!
Ou 2,3,4...;)

Pablo disse...

Parabéns Mário_AV.

Saúde !

Abs
Pablo

Pablo disse...

E o Zandonaide hein? Utiliza seu espaço no Globo para sugerir uma virada de mesa, em relação aos cartões amarelos:

http://oglobo.globo.com/esportes/rmp/


Ainda bem que esses gangsters da Globo não controlam mais o Brasil, apenas o futebol.

Abs
Pablo

Mario_av disse...

Pablo,
Sem entrar no mérito de ser o Elias ou o Bolívar, achei muita lógica no que foi colocado pelo RMP.
Nas oitavas de final entraram 6 times com vantagem no quesito cartões amarelos. Estes 6 times entraram zerados. É lógico que este ano não dá para fazer mais nada, afinal o Marcelo Mattos não jogou a segunda partida contra o Galo. Mas que se pense nisto para o ano que vem.

Mario_av disse...

E obrigado pelos parabéns, Pablo.

Pablo disse...

Mario, a lógica deveria ter sido observada na confecção do regulamento.

Ele está insinuando uma virada de mesa no meio do campeonato apenas porque beneficiaria o time da casa. Se Elias não estivesse suspenso e o Seedorf sim, ele sairia em defesa do "respeito" ao regulamento.

Aliás, nem "lembraria" desse aspecto do regulamento.

Abs
Pablo

Thomas Beta disse...


Os caras estão sonhando. Tudo no Botafogo cheira a Rede Globo!

Desde o fundador do jornalismo global, o botafoguense Armando Nogueira, que ainda se deu ao luxo de empregar botafoguenses para apresentar seus jornais (Cid Moreira, Léo Batista, Fernando Vanucci, etc).

Quanto ao Roberto Marinho, em seu perfil (http://www.robertomarinho.com.br), há apenas a menção de que torcia pelo Flamengo, mas nunca foi a estádios. A verdade é que nunca se interessou por futebol.

O Luiz Mendes, foguinhense fanático, foi nada menos que um dos fundadores da Rádio Globo!

O Sandro Moreyra era tão bem relacionado por lá que sua filha tornou-se jornalista da Globo!

Enfim, Botafogo é Rede Globo na veia!

"O povo escolheu a Globo, isso é globalização."
(Hélio De La Peña)

Pablo disse...

E tem mais Mario, ele escreveria:

"E o Seedorf hein? Suspenso do próximo jogo da Copa do Brasil logo agora que o Botafogo estava embalando no Maraca com o apoio da torcida. Muito azar. Há coisas que só acontecem ao Botafogo..."

Eles são previsíveis e pouco criativos.

Abs
Pablo

Pablo disse...

"...há apenas a menção de que torcia pelo Flamengo, mas nunca foi a estádios. A verdade é que nunca se interessou por futebol..."

Mata-me de rir.

Abs
Pablo

Rick Faria disse...

Parabéns Mário!

Saudações Gloriosas aqui de Brasília!

gtavares disse...

Parabéns Mário!Excelente dia pra se comemorar um niver.
GB