Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

domingo, 30 de junho de 2013

Jogadores do Flamengo frequentam as páginas policiais, jogadores do Botafogo são destaques em revistas culturais

Sorry, torcedores de times comuns; em especial o mais comum de todos, o framenguista. Vocês nunca terão Seedorf. Nunca entenderão o que é isso. Nunca serão diferentes. São comuns. São apenas comuns.

Deu hoje na revista "Serafina", da Folha, que, com certeza, vocês nunca ouviram falar. Não é pro bico de vocês.


O texto na íntegra:

Companheiro de time, com passagem pela Europa, o uruguaio Lodeiro decreta: "Ele é muito profissional, e isso faz bem ao futebol brasileiro".

Seedorf é mesmo diferente.

O meio-campista treina nas férias, sua bebida preferida é suco de frutas e está lendo a biografia de Colin Powell, ex-secretário de Estado dos EUA. Abre um sorriso escancarado quando confrontado com esses fatos. Considera o "ser diferente" um elogio. "Aceito como estímulo para manter o padrão que eu sempre tive na Europa", diz, em voz baixa e bom português, no Copacabana Palace, local escolhido por ele para a entrevista e fotos para a Serafina.

Nunca um jogador estrangeiro com tanto currículo havia atuado em um clube brasileiro. Nascido no Suriname há 37 anos, naturalizou-se holandês ainda adolescente, quando começou a atuar pelo Ajax. De lá, foi para a Sampdoria, da Itália. Passou pelo espanhol Real Madrid e voltou à Itália, onde jogou na Inter de Milão e foi ídolo no rival Milan, entre 2002 e 2012.

É o único com quatro títulos da Copa dos Campeões por três clubes diferentes: Ajax, em 1995, Real Madrid, em 1998, e Milan, em 2003 e 2007.

Tudo isso para acabar chorando de emoção em Macaé. Aconteceu em fevereiro, após marcar todos os gols do Botafogo no 3 a 1 sobre o time local.

"Dedico essa vitória para minha avó, que faleceu dez dias atrás. E para minha família toda", disse, na saída do gramado. Família é coisa séria. É o motivo de estar no Brasil, de trocar estádios imponentes e gramados perfeitos da Europa por Bangu, Nova Iguaçu, Macaé.

SURINAME
Criada em Realengo, na zona norte do Rio, sua mulher, Luviana, era passista de um grupo de samba em excursão pela Itália quando conheceu Seedorf. Casaram e tiveram quatro filhos, as meninas Jusy, Darjaene e Jaysyley, e o caçula, Denzel (aqui ele seguiu a tradição dos futebolistas brasileiros).

E foi por Luviana que Seedorf deixou Milão e acertou com o Botafogo, no ano passado. Ela queria voltar ao Brasil, ele veio junto. Está gostando: "O Rio é uma cidade muito particular. Tem todos esses aspectos da natureza, as pessoas cariocas são simpáticas, essa coisa de estar na rua. Casa é para dormir, tomar banho e ver TV. As pessoas vivem fora de casa".
Seedorf não fuma, não bebe. E, até por isso, foi escolhido por Nelson Mandela como um "Legacy Champion", título dado pela fundação do ex-presidente da África do Sul a pessoas que contribuem para a continuação de seu legado. É para poucos: o grupo é formado por mais cinco ilustres, entre eles o ex-presidente dos EUA Bill Clinton e o bilionário David Rockefeller.

"Todo mundo tem suas ideias, seus objetivos. Eu sinto que tenho uma missão, a missão de melhorar esse mundo um pouquinho. Eu tinha sete ou oito anos quando comecei a sentir essa vontade de ajudar. Há várias maneiras de fazer isso. Tenho talento no campo, então estou usando isso para tentar passar coisas boas", diz. Em 2009, ele deu um estádio para o Suriname. "Foi quase um presente para o povo, para elevar a autoestima. Tenho orgulho de falar que nasci lá. A estrutura é para ser usada pela população, mas é claro que não depende só de mim."

É esse o caminho que escolheu para quando encerrar a carreira. Ele não sabe como, mas o que quer é cumprir o que chama de "missão". Um dos meios pode ser a televisão. Ele gostou de ter atuado como repórter e comentarista da BBC na Copa da África do Sul, em 2010.

Não descarta continuar no futebol como técnico ou dirigente, e já chegou a usar folgas para conversar com atletas dos times de base do Boavista e do Nova Iguaçu.

Fluente em holandês, espanhol, inglês, italiano e português, só não decidiu de onde tocará essa missão. "Eu sempre volto para os lugares por onde passei. É difícil ficar aqui para sempre, porque tenho interesses também na Europa. Mas tenho uma conexão forte com o Brasil, então, saindo daqui ou ficando, isso vai continuar."

18 comentários:

Felipe Flanático disse...

Jogadores do Botafogo saem em revistas culturais...

http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2013-05-30/ligado-a-beira-mar-ex-jogador-do-botafogo-e-preso-pela-civil.html

...

http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,andre-luiz-do-botafogo-e-preso-por-confusao-nos-aflitos,182195,0.htm

...

http://www.lancenet.com.br/botafogo/Somalia-indiciado-denunciacao-caluniosa-preso_0_404359603.html

Saudações Hexageradas!

pc guimarães disse...

O botafoguense aqui bota coisa nova, recente; e o framenguista aí vem com coisas antigas. Framenguistas são bregas e têm cheiro de mofo. E de bandidagem vocês entendem. Não vou perder tempo de listar aqui. Quem sabe da vida de vocês é o Edgard. Tragam coisas novas, recentes. A matéria deste post foi publicada HOJE. Repito: HOJE.

Vinícius Monteiro disse...

PC fala em atualizade, mas vive postando fotos ultra antigas dos machos flamenguistas do Edgard.


Vai entender...

pc guimarães disse...

E tome falta de argumentos. A coleção do Edgard está sempre atualizada. Mas framenguista não perde oportunidade de dar desculpas.

FOGO F disse...

Se este framenguista está postando a expulsão do zagueiro André Luiz nos aflitos, uma mera expulsão injusta onde o jogador ficou nervoso e chutou uma garrafa de água, me parece no século passado; se cita a denúncia do Somália; é porque não conseguiu encontrar nada mesmo contra o Botafogo. Passou recibo ao Botafogo, seus jogadores e torcedores como exemplo de comportamento ético e desportivo.
Mas os framenguistas não aprendem. Maus alunos sempre tentam justificar suas lambanças apontando falhas nos outros.

Zabumbeiro de Zona disse...


Tentos marcados em 2013:
Gol do Timbu.
Gol do Resende.
Gol do Audax.
Gol da Makkakka.
Mais um gol da Makkakka.

Passado é Santo André, Salvador Cabañas e Emelec.

Zabumbeiro de Zona disse...


O Nego See é um exemplo de cidadão e atleta profissional para as crianças do mundo.
É pena que no Brasil tentam sonegar e esconder o craque do Botafogo.

Parabéns pela postura sempre correta, Clarence Clyde Seedorf!

Nego See neles!

Carlos Henrique disse...

PC,

Veja só, a Globo também está "em dia" com o fisco, conforme reportagem. Isso dá ideia de como a "tchurma" trabalha.

http://correiodobrasil.com.br/noticias/brasil/rede-globo-admite-fraude-fiscal-e-multa-milionaria-da-receita/623681/

Abraços.

Allan Gouvêa disse...

Num dos posts o Pc pede pra trazermos coisas novas e recentes, ok, vamos lá: o foguinho é time pequeno, nunca em tempo algum conquistou uma Copa do Brasil, nunca em tempo algum ganhou uma Libertadores, moralmente nunca ganhou um campeonato brasileiro ( o Santos é o campeão moral de 1995), há uns 18 anos nem sequer participa de uma Liberta, há uns 30 anos não revela um mediano jogador, é o único time do RJ que comemora carioquinha como se fosse mundial, é o único time que trata jogadores como Túlio e Canelada Abreu como craques e ídolos, típico do foguinho exaltar jogadores ruins de bola, justamente por que nunca tiveram m ídolo, é o único time que comemora jogador, explico, enquanto Fla, FlorC e Vasqueta comemoram títulos, o foguinho comemora o aparecimento de um mediano jogador numa revista, que nem de futebol é, mais foguinho impossível. E isso tudo se renova do a dia, portanto é novo e recente.
.
E não me venham falando que eu falo "mimimis" e que sou repetitivo, repetitivo é o Pc que em todos os post fala mentiras sobre o Flamengo, sei que a ùnica coisa que dá audiência neste blog é o Flamengo, mais pêra lá,
inventa algo novo Pc.
.
SRN

Allan Gouvêa disse...

Leia-se dia a dia e pera lá.

pc guimarães disse...

O dia que o Rafinha sair numa revista cultural você é que vai trazer algo novo, ok? Como isso nunca vai acontecer, mande os mimimis de sempre. Foguinho, título y, título x, meu time participa da Libertadores e o seu não participa etc etc etc.

Zabumbeiro de Zona disse...


Cultura para framenguista é comemorar taça "conquistada" na mutreta.

Gol do Supermercado!

S-E-N-T-A.

Cacau Avila disse...

Não li tudo allansid.

Parei nas suas "verdades" em 'o foguinho é time pequeno'.


Não pode.

Ele está em terceiro no campeonato e a caminho da liderança, POIS DIFERENTEMENTE DO SEU - QUE ESTÁ EM DÉCIMO QUARTO - jogou com vários clubes grandes e agora, depois de sair para pegar o Grêmio, terá vários jogos tranquilos no Rio.

Acorda garoto!

________________________________

E olha que os podres poderes do futebol nos colocaram em insolvência financeira.

Já pensou se isto acontecesse, numa canetada, com o seu timeco?

Em 2010, quando a Patricinha presidenta rompeu com a dupla Ricardo Teixeira/Kleber, vcs já experimentaram algo mais ou menos parecido.

Cacau Avila disse...

A PARTE FINAL DO COMENTÁRIO ACIMA É PARA POUCOS.

Quem não sabe ler nas entrelinhas, é melhor nem tentar estudar o que escrevi.

Vinícius Monteiro disse...

Coritiba é lider. E daí? É time grande? Aham, sei.

Cristian Hofman disse...

Já conhecemos o final.....2007,2008,2009,2011....


SRN!

Marcos disse...

Pois num campeonato que o modesto Coritiba (!) é líder, o Flamengo é o 14º, com o mesmo número de pontos de um time da zona de rebaixamento.
A não ser que os flamenguistas achem que esse campeonato também não vale nada. Aí tudo bem.

Mas o que realmente importa é isso:

"Nunca um jogador estrangeiro com tanto currículo havia atuado em um clube brasileiro."

"foi escolhido por Nelson Mandela como um 'Legacy Champion', título dado pela fundação do ex-presidente da África do Sul a pessoas que contribuem para a continuação de seu legado."

"É o único com quatro títulos da Copa dos Campeões por três clubes diferentes."

Torcedores dos outros times não têm a mínima noção do orgulho que a gente tem.

João David de Deus disse...

Parabéns ao Allan você tem toda razão, eu tenho 66 anos e nunca ganhamos a copa do Brasil é verdade, porém ganhamos três copas do mundo das cinco que o Brasil conquistou, porém se aquele merda do "franguinho de terreiro de macumba" soubesse bater escanteio(78) e penalte(86), provavelmente hoje teríamos sete copas do mundo no currículo, esse cracasso que só conseguiu jogar na grande Udinese da Itália e no Japão, quando os caras nem sabiam que a bola era redonda. E mais, nunca soube de nenhum goleiro do BOTAFOGO ter se transformado em açougueiro especialista "em frango a passarinho, porém com seres humanos". Também não me lembro de nenhum presidente do BOTAFOGO ter seu mandato cassado por roubo, e olhe que o cara só roubou merreca, pois o seu antecessor já havia limpado o cofre antes.
E antes que eu me esqueça seu babaca, quando for falar do BOTAFOGO, desinfete muito bem, a tampa do vaso sanitário antes de levanta-lá