Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

sábado, 22 de março de 2014

E o Fluzinho não perde a mania de querer ser grande que nem o Botafogo! Agora quer Vitinho


Que malas, sô! Por que não se colocam no devido lugar de um time de bairro que viveu alguns momentos de emergente, mas que na verdade vive de armações e viradas de mesa para permanecer na Primeira Divisão? Botam olho grande em tudo o que tem ligação com o Botafogo. Já foi assim com o Túlio Guerreiro, que se recusou a jogar lá, com o Elkeson; quebraram a cara com o Cyro, pegaram o Dodô em fim de carreira, mas têm mais é que se contentar com Diguinho.

Dando no globoesporte.com

19 comentários:

Marcos Paret disse...

Isto é veeeeelho PC (e você sabe).

Perderam o Didi em 1956 (a história da contratação era contada pelo Saldanha nos seus mínimos detalhes) e só assim o craque saiu do anonimato para a glória. Iria perigar virar um Dé ou um Moreno (ex América), craques com a bola mas jogando em times meia boca, sem expressão e sem oportunidade de se mostrarem na plenitude do seu futebol.

Perdendo Didi, aproveitaram a fase de 'megasena' (Unimed) para tentar tirar atletas do nosso clube (sic) - se deram "bem" com aquele tal de Vagner e nós, ficamos com Elkeson.

Risíveis, estes novos ricos.

_____________________

Aliás, falar em novo rico, ri muito no face quando a nossa torcida (os corneteiros apressadinhos) começaram a malhar o nosso time na segunda fase do brasileirão por verem o A. Carlos jogar do emergente paulista e fazer aqueles primeiros gols de praxe.

Claro que quando ele fez dois gols contra na mesma partida, não apareceu vivalma para falar nada.


Ou seja (o trecho do comentário acima serviu apenas para ilustrar o que vou dizer agora), estes pobres metidos a donos do mundo são exatamente isso aí: tiram uma ondinha por um tempo mas na totalidade do tempo, vivem de gordo que amarela em jogos decisivos (contra o Santos em Goiânia no final do brasileirão) ou de volantes botinudos.

Marcos Paret disse...

Aliás PC, Vitinho seria a peça que falta para que este time desse liga até à taça (e não falo de Guanabarinhas ou Taça Tupi de Rádio, Bradesco Esporte, etc.).

Marcos Paret disse...

Mas PC.

Voltando ao megazoado....


O menguitinho é o "completa grupo" da Libertadores (sempre - até em 81, quando precisaram de 6 expulsos do outro lado).


A Conmebol vai montando os grupos e aí, lá no final, fica um deles precisando ser completado: .."pega aquele 'pequeño' ali e bota no 7"..

Sabem, pela história, que É TODO DIA, É TODO ANO... hehehehe.


Me divirto.

:-)

Marcos Paret disse...

Perdem. É quase humor negro mas vamos rir um pouco.

Malásia resolve o problema dos seus aviões.

Vai pedir patrocínio da Unimed e inserir o símbolo do Flu nos seus aviões.

Nunca mais caem.

FOGO F disse...

O fluminense quer ser um clube de futebol.
O problema é que ele não sabe o que é futebol nem o que é esporte. Como o fluminense, desde sua fundação, é uma extensão dos vícios, da mentalidade e da mediocridade de uma parte da elite carioca projetada no futebol, o clube é um alienígena no futebol. Como cultiva e se identifica fortemente com os piores e mais medíocres valores da pior parte da elite carioca,formou em torno de si uma bolha que o impede de se renovar e sofrer influências do mundo real e principalmente do verdadeiro futebol cuja cultura é a antípoda destes valores. Então, para o florminense, futebol é armação, pilantragem, privilégio, arrogância, prepotência e toda sorte de desonestidade a serviço do mais poderoso economicamente.
E não há como mudar pois está no DNA.

Como em um século a sociedade brasileira se modernizou pouco socialmente, continua existindo as mesmas cabeças tricolores que existiam no início do século passado e não há dificuldade em substituir sua reduzida torcida por novas cabecinhas formadas no privilégio e na armação. Embora esta elite esteja presente em todos os clubes e em maior número, é no fluminense que se encontra o espaço para cultivar, sem se contaminar, sua mentalidade mais medíocre e nociva. Não se deve desprezar isto pois traduz uma forte necessidade psicológica e social.

Não é por acaso que a Globo se identifica tanto com o seu "fla-flu", que não é, como poderia pensar os mais ingênuos, mera preferência clubística. A Globo e seus dirigentes são a expressão mais visível desta elite medíocre que se sente confortada e com a autoestima revigorada ao contrapor os extremos da sociedade com a qual se identificam, a dos pobres que só fazem bobagem e a dos ricos que se divertem com as besteiras dos menos privilegiados. Para a Globo, seus dirigentes e esta elite medíocre, este mundo não tem que acabar nunca: que se promova o "fla-flu" que nos sustenta e dá prestígio. E como o mundo não tem que ser democrático e é a Globo quem tem que mandar, que se acabe com os outros clubes, a começar pelo Botafogo, claro, o que mais incomoda.
Por tudo isso o florminense é um alienígena no mundo do futebol que não contribui e apenas faz mal ao futebol.

rbn disse...

Quem disse que o foguinho é grande?
Só se for o "mais grande" ...dos pequenos...

Tem menos títulos e menos torcida(com excessão no quesito torcida gay, aí está entre as 3 maiores torcidas do RJ), portanto...

É igual Elvis:fez sucesso nos 60's, morreu mas tem gente que ainda acredita que tá vivo eh eh eh

Embora aquela história de pagar bicho adiantado na véspera dos jogos contra a mulambada seja sensacional...

Ricardo Carlos disse...

Já que vocês ligam tanto para matéria de jornal gringo aqui está uma AUTÊNTICA de um jornalista argentino,e não uma matéria feita por um BRASILEIRO num site gringo EDITÁVEL.

‘Grandes em apuros’: vida de Cruzeiro e Fla na Libertadores é destaque no ‘Olé’

"A má campanha de Flamengo e Cruzeiro na Libertadores surpreendeu não só os torcedores das duas equipes, como também os argentinos. Mais famoso jornal esportivo do país, o Diário “Olé” deu destaque em seu site oficial para a situação de risco da dupla...."

http://globoesporte.globo.com/platb/meiodecampo/2014/03/22/situacao-de-risco-de-fla-e-cruzeiro-na-libertadores-e-destaque-no-jornal-ole/

É o que eu venho dizendo é SURPREENDENTE essas campanhas de Flamengo e Cruzeiro,logos os dois campeões nacionais,o Cruzeiro melhor elenco de Minas o Flamengo o melhor elenco do RJ,por mais que estejam em grupos fortes,ambos tem elencos melhores que os adversários,bem mesmo só o Grêmio que caiu no grupo da morte e mesmo assim está bem,agora Botafogo e Atlético cairam em grupos simples,e o Atlético-PR num grupo complicado mas está bem também,o Flamengo se vencer o próximo jogo ficará com a classificação bem encaminhada só dependendo dele para se classificar e se vencer os próximos dois jogos se classificará como líder,mas se perder...é 8 ou 80 eu entendo a felicidade de vocês com a fase do Flamengo na libertadores afinal o medo de nos enfrentar no mata-mata é grande os 4x0(fora o baile e a humilhação) ainda é presente e MUITO na memória de vcs... Agora já a situação do Cruzeiro é mais difícil,mas pelo elenco que o Cruzeiro, tem não podemos duvidar de nada.


Agora mudando de assunto parece que já atrasaram o salário pela segunda vez em 3 meses no menor do rio kkkkkkk tá difícil ai ? Ué cadê a torcida medíocre de vocês agora ? kkkk nada pode ser menor.

pc guimarães disse...

Framengo melhor elenco do Rio! Mata-me de rir. Bin Laden, Muralha, Everton, Brocador e cia!!! Me divirto aqui.

pc guimarães disse...

Quanto ao comentário do solitário tricolor nada a declarar. O Flu deveria se preocupar com o Hebraica, vizinho das Laranjeiras. Nunca foi considerado um time grande no Brasil. Quase desconhecido.

Pablo disse...

Excelente a análise do Fogo F.

Abs
Pablo

Pablo disse...

Já que o tricolor tocou no assunto:

"...Tem menos títulos e menos torcida..."

1o. que o Botafogo tem título internacional e o FluminenC não tem. Assim sendo, na tal "hierarquia" do futebol da Globo, o Botafogo está na frente do FluminenC.

2o. que a torcida do Botafogo é maior do que a do FluminenC em qualquer pesquisa de opinião (a Folha de SP inclusive coloca o FluminenC no mesmo patamar da Portuguesa), no Facebook, na Timemania, em qualquer lugar.

3o. Enquanto a FIFA colocou o Botafogo na lista dos melhores do mundo e a CONMEBOL nos chama de "Gigantes", o FluminenC pra lá de Niterói ninguém sabe o que é.

O horizonte de conhecimento desses tricolores é muito pequenininho.

Tinha um tal de PC Filho, coitado, que de tanto apanhar aqui sumiu.

Aliás, PC, a lista de simplórios que sumiram é bem grande não acha?

Paguem as duas Série B que devem e depois venham debater.

Abs
Pablo

Ramón disse...

Pobres monotítulos e seus delírios de grandeza...

Quanto ao foguinho (monotítulo no apito em 1995), só tenho uma dúvida:

É o menor dos grandes ou o maior dos pequenos?

Paulo Victor Viana disse...

Grupo do Flamengo mais forte?

Só pode estar de zoeira...

O super Bolívar é apenas o 6o colocado na disputadíssima Liga Boliviana...

O mesmo pior é o Emelec que depende do super craque Escalada pra ser o matador...

Léon apenas o 10o no dificílimo campeonato mexicano...

Grupo difícil é o do Grêmio com o Atlético Nacional líder disparado do Apertura Colombiano...Newells Old Boys 5o colocado do Argentino e semifinalista na última Libertadores...Nacional do Uruguai 5o colocado atrás 2 pts do líder.

Então esse papinho de supervalorizar um grupo com times medíocres boliviano, equatoriano e mexicano não cola!

rbn disse...

Na verdade, o campeão mundial de 1952 e único clube de futebol no planeta que foi premiado com a Taça Olímpica é o...???

Êpa, esqueci que aqui nesse blog o pessoal pensa que o futebol só começou depois de Garrincha, nem conhecem a própria história eh eh eh

Dois clubes de bairro, que se uniram pra tentar formar um só, pra ver se conseguiam ser grandes grandes, mas nem assim conseguiram eh eh eh

Faísca listrada, o primo pobre do futebol carioca...

E ceder jogador pra seleção não é considerado título, é obrigação ahahahah

MARCO CAMEJO disse...

Flamengo, um time campeão:


O fuderozasso agora domina também as quadras da América do sul.


Mengão campeão sulamericano de basquete.


Pergunta aos foguenses: o botafogo tem basquete???

Cristian Hofman disse...

O mercado é aberto e assim que funciona seus cabeças de bagre.
Quer dizer quê é proibido contratar atletas que passaram pelo faísca?
Isso é patológico!
SRN!

Zabumbeiro de Zona disse...


Sou um time de bairro, sem torcida, sem Libertadores, tetra rebaixado, joguei a Série C e meu habitat é um tapete.

Quem sou eu?

rbn disse...

"Sou um time de bairro, sem torcida, sem Libertadores, tetra rebaixado, joguei a Série C e meu habitat é um tapete."

Por acaso zabumba, o tapete salvou o foguinho por 3 vezes, senão era tetrarebaixado.

Quanto ao resto, tirando a série C, tudo em relação ao faísca tá certíssimo, faltando apenas acrescentar COM MENOS TÍTULOS eheheheheheh

O faísca é grande, comparado com madureira, são cristóvão e etc...

Não é possível imaginar o Rio sem o clube que introduziu o futebol no estado e no país,o mais tradicional, o pioneiro... mas é perfeitamente possível imaginar o Rio sem o faísca, que podia perfeitamente ser uma portuguesa de desportos em SP, ou um mequinha em Minas...

O filme preferido dos faíscas é
QUERO SER GRANDE, com Tom Hanks:-)

E como disse, o faísca é grande mas não é grande coisa, é só tamanho e safadeza:-)...

MARCO CAMEJO disse...

RBN,


"O filme preferido dos faíscas é
QUERO SER GRANDE, com Tom Hanks:-)"


O do fluminense é "Um corpo que cai" de Alfred Hitchcock.