Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Será que os vascaínos também são chorões, flamenguistas?



Os dois lances acima todos conhecem. Pênaltis claros contra o Framengo em jogos contra o Vasco ignorados pelo mesmo juiz. Será que ele vai ser escolhido no sorteio (sic) de domingo amanhã na Rádio Tupi no programa do framenguista Apolinho?

Mas o nosso Allan disse em comentário que os juízes erram para todos os lados e que bláblá blá bláblá blá....

Recordar é viver. Cuidado, Botafogo. Domingo tem jogo contra o Framengo e o juiz vai ser carioca.

8 comentários:

eduardo schiefler disse...

Tá loco, semana antes de jogo contra o mengo isso aqui vira do avesso.
Daqui a pouco o PC reclama que roubaram o sorvete dele....buaaaaaaaaaa !!

:)

Carlos Casto disse...

Cuidado!
O PC está atacado!
Liberou todos os podres do framengo!
Ou melhor, uma pequena parte dos podres...

BLOG DO XEXÉU disse...

e hexaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Carlos Casto disse...

Show PC!
Esses mulambinhos novos precisam conhecer a verdadeira história desse timinhoo inventado pela tv globo.

Allan Gouvêa disse...

PC, no seu caso Chorar é viver.
.
SRN

Jatahy disse...

PC,

Esta dando no Globoesporte, o Bassol ta no sorteio do jogo do Botafogo e o Marcelo foi guardado para a final.
é mole???

Inté,

Jatahy

"Rodrigo Nunes de Sá e Luiz Antônio Silva Santos, o Índio, disputam o Vasco x Fluminense de sábado, às 18h30, no Engenhão. Já Graziani Maciel e Péricles Bassols são os escolhidos pelo presidente da comissão, Jorge Rabello, para pleitear Flamengo x Botafogo de domingo, às 16h.

Para a decisão, no dia 10 de março, Marcelo de Lima Henrique (o mais experiente entre os seis) e Wagner Magalhães estão no páreo. Ambos estão fora das semifinais."

PC Guimarães disse...

E vem mais FATOS por aí, Eduardo do Tablet. Todos comprovados. Com imagens. Não é bururu nem blábláblá blá.

PC Guimarães disse...

Pois é Jatahy: Rodrigo, Péricles, Índio e, pasmem, Marcelo na final. Como moralizar este futebol?