Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

80 reais para ver Seedorf até vai, mas 80 reais para ver Rafinha é dose

Será que os dirigentes fazem o jogo das emissoras de tv (leia-se Globo) para tirar de vez o público dos estádios? 80 paus é muita grana. O Brasil não é Europa, futebol não é teatro, nem show de pop-star. 40 mangos já estava de bom tamanho.

Acordem, dirigentes!

9 comentários:

Marte Lex disse...

Olá, bom dia
muito boa as mateiras do seu blog, parabéns pelo conteúdo
estou seguindo seu blog, se puder me seguir de volta
http://eternamentedigital.blogspot.com.br/
Obrigado
Att..Rodrigo Marin Ferreira

PC Guimarães disse...

Obrigado pela força e comentário, Rodrigo. Vou lá ver o Eternamente Digital.

Zé do Rádio disse...

PC, concordo com vc. 80 mangos não é fácil pra ninguém.

Mas eu li uma reportagem do presidente de marketing dos mulambos no qual ele justifica os preços, e coloca que as leis das meias entradas e gratuidades são as grande vilãs da questão. Nem vou ficar aqui discutindo se é isso ou aquilo, mas suas próprias palavras dizem bem, "futebol não é teatro nem show de rock"... não pode se dizer que isso é cultura na mais expressão da palavra, ....

Pablo disse...

Esse ingresso de R$80 aumenta a violência do Rio. A "nassão" de bucéfalos não tem dinheiro pra bancar um Domingo no estádio do Botafogo a R$ 200 (dois ingressos, mais lanche, chopp, etc).

Podem crer que eles vão aumentar os assaltos essa semana...

Abs
Pablo

Zé do Rádio disse...

Só lembrando caro Pablo que quem esta aqui reclamando é um botafoguense...... e olha que que ele deve ter esses 80 mangos que esta chorando.....

Obs: Não é estádio do Botafogo, é estádio alugado do Botafogo. Mas claro, se você me mostrar o projeto de criação, as fotos nos arquivos do glorioso onde mostra o imponente sendo construindo, as planilhas de custos, as ações feitas junto a torcida para construir a casa própria e sastifação de ser campeão jogando em casa eu retiro o que falei.

Pablo disse...

Enquanto isso, na toca do raton rubro-negro:

http://www1.folha.uol.com.br/esporte/
1237536-a-doce-vida-de-ricardo-teixeira-apos-um-ano-de-exilio.shtml

Abs
Pablo

Cacau Avila disse...

Não chora Zé. Vocês já foram classificados pelos jornalistas do Lancenet como os 'SEM CASA PRÓPRIA'.

Mas sobre o ingresso a 80 paus, você acertou na mosca. É a mesma medida adotada nos espetáculos internacionais na cidade, ou seja, maracutaiam a meia entrada e aí, o produtor inflaciona o ingresso para compensar.

Já sobre o Engenhão do Fogão, o que achas do dinheiro que vai ser gasto na morada das baratas que um dia foi o imponente parque aquático Maria Lenk?

Sabe quanto custa manter aquela pista de atletismo de ponta? Sabe o que o COI falou sobre a pista quando em vistoria antes de uma competição internacional de atletismo há alguns meses, sobre o zelo do Botafogo com a pista?

Vai chorar em outra freguesia Zé. Tá ficando feio. Vai dividir o Maraca com o paizão de vocês, o terceira divisão.

Zé do Rádio disse...

Mas ninguém esta chorando Cacau... muito menos falando de zelo e disso e aquilo....que mania vc tem de misturar as coisas.....

Só falei que o vazião não é de vcs, como de fato não é...vcs são inquilinos...só isso....ou não é verdade????

Anonimo_X disse...

Afinal, o Botafogo tem um local para mandar seus jogos???

Quando outro time que não o Botafogo faz uso do campo ela paga parta esse fim?

As empresas que expõem sua marca no estadio pagam ao Botafogo e não a prefeitura/Estado?

Se para todas as perguntas acima a resposta foi sim, mesmo que alugado, o estádio é ou não é do Botafogo pelo periodo compreendido que costa do processo de licitação pela concessão do mesmo?