Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

E tem gente que acha que o Maracanã deveria ser administrado pelo Flamengo!


Caraca! 

Pesquei lá no globoesporte.com E tem framenguista que sonha em ter o Maracanã nas mãos do Framengo. Deus nos livre dessa desgraça. Iriam superfaturar até concorrências para a compra de rolos de papel higiênico.

4 comentários:

Cacau Avila disse...

Nenhuma novidade.

Qualquer evento que envolva dinheiro por lá, segue à risca os 'ensinamentos' extraidos do samba do Bezerra da Silva (se gritar pega ladrão...).

Wesley Machado disse...

Por falar em "sumir", pesquisei sobre o Mendonça para saber se foi ele quem ficou o maior tempo aquecendo - recorde na história do futebol que vi na Placar.

E descobri que o Botafogo foi campeão de um tal de Torneio Mundial de Cadets em Croix na França em 73 e do Torneio Início do Rio de Janeiro de 77, o que prova mais uma vez, como sempre bate na tecla o Rui Moura, do Blog "Mundo Botafogo" de que esta história de jejum é mais uma tradição inventada.

Como tenho citado sempre blogs de botafoguenses aqui, PC. Vou indicar mais um, criado recentemente pelo amigo Cadré! Trata-se do http://opiniaobotafoguense.blogspot.com.br/ !

Acessem, comentem e divulguem para outros botafoguenses!

Tenho certeza que vão gostar!

E, PC, faça um favor. Coloque um link para ele no seu.

Um abraço e saudações botafoguenses!

Cacau Avila disse...

Wesley. Na falta de ter o que zoar, tentam de tudo.

Ganhamos o segundo turno em 75, depois o bi da TAça (hoje Taça Rio) em 76, o torneio início com o começo da montagem daquele belo time de 77 (perdemos o carioca de bobeira para o Vasco) e por aí vai.

Wesley Machado disse...

Por falar em década de 70, aqui vai um causo contado por Paulo Roberto, o "Cabeça", maior artilheiro da história do Americano

Num jogo contra o time de Campos em 76, o Flamengo precisava do empate para ir à final contra o Vasco.

O Americano meteu 3 a 0. Um jogador do alvinegro entra numa dividida e isola a bola.

Paulinho fala com ele: "Calma rapá! Toca a bola. Estamos ganhando o jogo!" - lembrando que Paulinho é flamenguista.

O jogador responde: "Toca a bola nada. Chuta esta 'pilorda' para a frente"!

No que Zico diz: "Estamos perdendo para um time que chama a bola de 'pilorda'"!