Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Flamengo consegue um marqueteiro alemão e um site global para tirar casquinha da vitória da Alemanha e aparecer

Dá pena. Via André Santos, um Podolski marqueteiro que decidiu fazer fora o que não fez dentro de campo e dois "estagiários" de um site global, o Framengo conseguiu pegar carona mais uma vez no mérito dos outros. O GE publica uma série de matérias hoje tentando vincular o Framengo ao time alemão.

"Manto campeão", "Bem vestido"...

Brincadeira! Cada uma mais patética do que a outra. Mata-me de rir. Mais Framengo, impossível. Eles não têm limites para pagar micos.


De novo: "Manto campeão", "Bem vestido"... Eita FraPress descarada


Sobre a imagem de  Schweinsteiger esnobando a camisa do Flamengo, nenhuma linha, claro. O que é bom pro Framengo eles mostram, o que é ruim eles escondem.

32 comentários:

Pablo disse...

Excelente artigo. Pegou na veia:

http://esportefino.cartacapital.com.br/reforma-do-futebol-brasileiro-copa-2014/

Abs
Pablo

Pablo disse...

PC, sobre essa previsível movimentação do marketing da Globo tentando "consertar" rápido o episódio de ontem, tenho a dizer o seguinte:

Imagina se o Zico pudesse tocar na taça...

Ou o Junior...o Mozer...o Leandro...o Manguito...o Cantarelli...o...o...o...

Já que não podem, segura aí Podolsky !

Abs
Pablo

Zabumbeiro de Zona disse...


Campeã do Mundo e VICE-LANTERNA:

16-Bahia, 8
17-Coritiba, 7
18-Vitória, 7
19-Alemanha, 7
20-Figueirense, 4

Alemanha x Atlético-PR

Pra cima deles, Furacão!

Thomas Beta disse...


Êta nóis...

E a ciumeira não tem hora pra acabar...

O antropólogo Marcos Paret arquitetou até uma teoria completa para justificar o 'antes e depois', já que o Schweinsteiger já tinha aparecido na web VESTINDO a camisa do Flamengo. Aí, a velha teoria do 'presentinho para os índios' caiu como uma luva.

Só que a Copa acabou e está aí o Podolski com a camisa do Fla.

Nada que uma nova teoria não dê conta.

Mais um trabalho para os discípulos do Sandro Moreyra. Não me decepcionem!

Ricardo Carlos disse...

Eu amo o Flamengo por isso kkk
Incomodamos demaaaaaaaaaaaaaaaaais,choram,chorame choram,mas o final é sempre o mesmo,acabam engolindo kkkkkk

Chupa! Chupa! Chupa!
Engole! Engole! ENGOOOOOOOOOLE!

O choro é livre,mas ainda vão continuar buscando histórias para dizer "mimimi o flamengo não é conhecido na Europa" Ahhhhh oooo se liga "rapá",se toca,vamos precisar jogar mais o que na cara de vocês ?

Marcos Paret disse...


Prezados urubuzecas.

Eles são organizados, empreendedores, líderes no seu bloco de países mas uma coisa é certa.

As palavras ‘alemão’ e ‘simpatia’ são absolutamente incompatíveis.

Aliás e a propósito: Podolski não foi justamente aquele que mais fez força para mostrar a novíssima “simpatia” alemã? Pedindo para que lhe escrevessem mensagens completas em português? .. hahahaha.

Se bobear, ainda retorna e se casa com uma índia do sul da Bahia.


FLAçam-nos rir até 2018.

Alberto disse...

Já está sendo considerado o maior ídolo do Flamengo em Copas do Mundo.

xexeu disse...

E HEXAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Torquemada disse...

Sábado, após o jogo do Brasil, estava ouvindo uma entrevista com João Paulo Medina na CBN, fundador da Universidade do Futebol. Dentre todas as suas corretas observações, uma alfinetada na rádio global: a Rede Globo precisa se sensibilizar, como força que tem no futebol, e encabeçar junto a CBF as mudanças que o esporte mais amado pelos brasileiros necessita. Ele não foi a fundo, mas certamente se referia também a essa tentativa de espanholização e má distribuição das verbas de transmissão dos jogos, que fez com que o Figueirense recebesse mais que o Botafogo no último ano. O dinheiro das transmissões e a política dos horários globais dos jogos, junto com o monopólio dos direitos de imagem, empobrecem e emporcalham o futebol brasileiro, torna-o um produto simples e rentável, de muita má qualidade. Para resgatar o futebol, além de investimento na base, mudança na diretoria da CBF e reciclagem dos técnicos, é preciso voltar às raízes do esporte de massa! Que o futebol volte a ser transmitido em mais emissoras, sem restrições! Que haja liberdade ao clube dos 13 para negociarem horários e valor dos ingressos com mais tranquilidade! Que o público possa ir aos estádios em horários humanos! A Globo afundou o futebol brasileiro e deposito na conta dessa emissorazinha de merda todo o fracasso da seleção nessa Copa. Foi omissa, cheia de politicagem, manipuladora e marketeira. E é isso que continuará fazendo com essa merda de time chamada Framengo, uma "nassão" de alienados que são incapazes de uma visão crítica necessária para que se mude o rumo das coisas. Enquanto continuarmos nas mãos dessa corja global, submetidos a engolir e vomitar flamengos e corinthians, o futebol brasileiro vai prosseguir ladeira abaixo, desempenhando unicamente o papel de manipular "nassões" e enriquecer ladrões.

Torquemada disse...

O jogador de futebol Alex, do Coritiba, em entrevista ao Lance, disse “que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não tem uma interferência tão grande, ela cuida mais da Seleção Brasileira. Quem cuida do futebol brasileiro é a Globo”, para o atleta, a emissora prejudica o futebol impondo horários ao público que trabalha. Os jogos durante a semana (quartas-feiras) só começam às 22h, depois da novela, ou seja, ela determina quais os horários que os jogos poderão começar para não atrapalhar sua “rica” programação instrutiva. Ainda na entrevista, o jogador disse que “um dos motivos dos estádios brasileiros estarem vazios é porque as pessoas vão assistir aos jogos às 22h, aí voltam para casa à meia noite, para trabalhar cedo no dia seguinte. Não podemos esperar o último beijo da novela para começar o jogo”.

Cristian Hofman disse...

Esse PC me surpreende a cada dia, com seu incansável e derrotado despeito do Mengão.
Morda-se!
Além de homenagear o manto do Mengão por DUAS vezes, o cara ainda deixou no ar que pode jogar por aqui em breve.
Sorry pequenos insignificantes!
Srn!

Paulo Victor Viana disse...

Podolski, o reserva...

Era o cidadão alemão responsável por tirar e compartilhar as fotos no instagram e facebook, escrevendo tudo em português, sabe como é flamenguista mal consegue interpretar uma frase em português, imagina em alemão...

Ou seja, o jogador marketeiro da seleção alemã.

Por onde passavam procuravam agradar os brasileiros, inclusive se submetendo a utilizar camisas dos times locais mais populares nas cidades que jogaram (Bahia, Grêmio e Framengo). No caso da Bahia, como o uniforme do mais comum é semelhante ao do Vitória, o marketeiro alemão solicitou que os jogadores utilizasse a camisa do "Bahea", portanto, agradar a outra metade da Bahia.
Para atrair mais fãs e agradar a Adidas, fornecedora de materiais da Alemanha e do Flamengo, a Alemanha escolheu homenagear o time mais comum do Brasil, o time do povão com o seu uniforme reserva. Vale lembrar que o time carioca só possui a maior torcida pois possui milhares de torcedores onde o futebol do estado não é tão forte: Centro-Oeste, Norte e Nordeste.
Por fim, pra ter aceitação nacional, interagiram com a população humilde da Bahia, fizeram caridades e apoiaram a causa indígena.

A pergunta que não quer calar, pra qual time torce o Schweinsteiger no Brasil, Bahia, Grêmio ou Framengo?

Sabe de nada mulambo!

Paulo Victor Viana disse...

Os alemães chegaram a Berlim pra comemoração do título, senti falta deles utilizarem a camisa do framengo...

Ao invés disso estão usando uma camisa preta pra divulgar a Mercedes-Benz...

Coitado dos framenguistas, não tem a mínima noção de marketing, os principais patrocinadores da seleção alemã (adidas e mercedes-benz) querem vender colegas mulambos!

Pablo disse...

Paulo Victor, completando sua análise, hoje, já em Berlin comemorando o tetra, os alemães voltaram ao normal.

Estão, às gargalhadas, debochando dos brasileiros. Começando por imitar a seleção entrando em campo com o braço no ombro do companheiro e terminando com imitação debochada da dança dos Pataxós.

Não vai dar na Globo, vejam em outros cabais, sites, etc...

Framengueiros, cambada de trouxas alienados da Globo.

Abs
Pablo

Pablo disse...

Boa notícia !

http://outrocanal.blogfolha.uol.com.br/2014/07/15/projetos-de-lei-querem-fixar-horario-para-futebol/

Até que enfim! Resta saber se a bancada da Globo no Congresso vai deixar passar...

Abs
Pablo

Thomas Beta disse...


Gostaria muito de ajudar o Marcos Paret a ajustar a intrincada teoria que propôs aqui neste espaço.

Primeiramente, esclareço que já estou até aceitando que o Schweinsteiger (doravante, Schuá) 'recusou' a camisa do Fla. É óbvio que ele aceitaria QUALQUER outra camisa ou objeto (óculos do CQC, fitinha do Senhor do Bonfim, etc.), afinal não havia protocolo algum a ser seguido naquele momento. Seu problema era exclusivo com o CRF. Aliás, nem sei como reconheceu a camisa do Fla, ainda mais dobrada, já que é um clube tão 'desconhecido' mundialmente, conforme vcs dizem, mas deixa pra lá, vamos à teoria:

Veja só, o Schuá é um típico alemão, então pode sim se encaixar no seu 'inovador' argumento do presenteador de índio. O cara estava visivelmente colonizando a brazucada, com ênfase nos flamenguistas, a partir de Cabrália (???), perfeito.

Imperialista que é, o Schuá convenceu o Podolski a participar da colonização da Terra Flamenguis. Após a Copa, já com a taça na mão, poderiam mandar todos tomarem naquele lugar (aquele mesmo que a esposa do Vitinho mandou vcs).

Só que o Schuá se esqueceu que o Podolski é polonês, portanto não tão 'frio e calculista', e o vacilão culminou por usar a camisa do Fla, mesmo já com a taça em mãos. Certamente o Schuá, no voo da volta, deve ter repreendido o Podolski e o fato não mais se repetirá.

Ufa... espero ter ajudado. Acho que agora fechou, não?

Thomas Beta disse...


Me divirto com as ilusões do Pablo...

Essa de dizer que flamenguista não toca na taça é um recorde mundial de ilusão.

E o cara torce justamente para um time cujos jogadores JAMAIS viram de perto a nova taça! Dá pra acreditar?

Em 94, meio time era rebotalho do Flamengo de 87, fora os dois cedidos em 94 e 2002! Nenhum botinhafoguense jogou em 94 e 2002.

Em suma, jogador do Botinha só viu de perto a Jules Rimet, naquelas copinhas de 16 times e dois continentes.

A Jules Rimet? Ih, foi mal, um argentino a derreteu.

Thomas Beta disse...


Torquemada, só uma perguntinha:

Como é que vc quer que a Globo deixe de influir no calendário e horários dos jogos se o seu clube, por 8 milhoezinhos de reais, muda seu voto para o candidato apoiado pela Globo?

Ou vc não era nascido em 2010?

Ou só lê notícias sobre o Flamengo?


Thomas Beta disse...


Apenas um adendo, antes que algum googlador venha com mimimi:

A Copa de 70 teve participantes de três continentes. Um pouquinho mais democrática que 58 e 62.

Na final de 70 havia um flamenguista e um botafoguense em campo. Não teria motivo para desdenhar dela só por causa dessas questões menores.

Meu problema com essa Copa que não presenciei, vai muito além disso...

A apropriação do torneio pelos militares, para enganar os trouxas, e as interferências no time, tudo por um absurdo programa de incentivo ao patriotismo, aniquilam qualquer possibilidade de orgulho.

O fato de um flamenguista, assim como os demais, ter aceitado carro zero do Maluf, então, me dá uma vergonha diferente de qualquer outra. Uma vergonha retroativa. Uma vergonha do que não vivi!

Ademais, aquela marchinha militaresca dos 90 milhões em ação, fala sério, é capaz de reduzir a serotonina de alguém de 100 a 0 em 5 segundos! Parecem ter conseguido sintetizar toda a lástima daquele período, passaram para o pentagrama e conseguiram a fórmula musical da depressão!

Mas deve ter fã do Agnaldo Timóteo que acha linda. Fazer o quê...

MARCO CAMEJO disse...

Foguenses desistam!!!


Quando eu digo que, independente dos motivos, o que importa é a exposição da marca...

CHUPEM ESSA:


http://www.spiegel.de/panorama/gesellschaft/brasiliens-wm-pleite-fans-leiden-nach-dem-7-1-debakel-a-980008.html


trecho em alemão:

In Rio sind die Straßen menschenleer, dunkel. Es ist kalt, es regnet in Strömen. Die Deutschen haben soeben ihr zweites Tor geschossen. Da schallt ein Schrei durch die Nacht: "Mengo!!!" Flamengo ist der brasilianische Club mit der größten Fangemeinde, das Bayern München der Tropen. Niemand hier sagt Flamengo, immer nur "Mengo". Die Deutschen tragen an diesem Abend das WM-Trikot, das exakt aussieht wie das Hemd des vielfachen brasilianischen Meisters. Rot-schwarze Blockstreifen - eine Hommage an die vielen Millionen Fans. Das soll Sympathien bringen. Mengo ist heute Deutschland.


Traduzindo:

No Rio, as ruas estão desertas, escuras. Está frio, está chovendo torrencialmente. Os alemães têm apenas um tiro o seu segundo gol. Como um grito ecoa pela noite: "Mengo!" Flamengo é o clube brasileiro com o maior base de fãs, o Bayern de Munique dos trópicos. Ninguém aqui diz que Flamengo, apenas "Mengo". Os alemães desgaste naquela noite a camisa da Copa do Mundo que se parece exatamente com a camisa do múltiplo mestre brasileiro. Listras vermelhas e pretas - uma homenagem aos milhões de fãs. Isso deve trazer simpatias. Mengo é hoje Alemanha.

******************************************************************************************************


E olha que nem eu dava bola pra esse papo de internacionalização...


Entenderam????


MORDAM OS COTOVELOS, ENFIEM O DEDO NA ROSCA E SE MORDAM DE RAIVA...O FLAMENGO É UMA POTÊNCIA E QUANDO NOS TORNARMOS FINANCEIRAMENTE SAUDÁVEIS NÃO VAI TER PRA NINGUÉM!!!

Marcos Paret disse...

"..... Já está sendo considerado o maior ídolo do Flamengo em Copas do Mundo......"


Alberto foi na veia.

_________________

E obrigado pela "reverência" caro Thomas.

Sou formado e pós graduado mas pela minha idade, me aposento em pouco tempo. Me sentindo ainda jovem (sisintindo no linguajar interneteiro), pode sim ser mais uma opção das inúmeras que já escolhi na minha vida acadêmica.

Obrigado mesmo.


:-)

Marcos Paret disse...

Já expliquei isso Paulo Vitor.

Aqui e alhures.


Não entendem patavina.


_______________


A melhor tirada para isso tudo que vemos aí veio do Agamenon, na Veja.

"...E após a vitória acachupante, em toda a Alemanha as ruas ficaram desertas: ..

para comemorar, os alemães invadiram a Polônia...."



Tem "uns vinte" recados aí nessa gozação da turma do antigo Casseta, mas para se entender o que querem dizer é que são os quinhentos.

Marcos Paret disse...

Vamos FLAzer FLAssim então...

Para não desagradar aos nobilíssimos amigos vice-lanternas, chamemos o selecionado campeão de...


Fla-ba-gre-vi-lemanha

Pablo disse...

Caramba, o nahabeta surtou. Como não tem ninguém no playground hoje já que as aulas voltaram ele reapareceu com tudo. Ressuscitou até o personagem Elias Maluco, vulgo Camejo.

"Imperialista que é, o Schuá convenceu o Podolski a participar da colonização da Terra Flamenguis. Após a Copa, já com a taça na mão, poderiam mandar todos tomarem naquele lugar (aquele mesmo que a esposa do Vitinho mandou vcs).

Só que o Schuá se esqueceu que o Podolski é polonês, portanto não tão 'frio e calculista', e o vacilão culminou por usar a camisa do Fla, mesmo já com a taça em mãos. Certamente o Schuá, no voo da volta, deve ter repreendido o Podolski e o fato não mais se repetirá."

Diga aí nahabeta, é pra rir?

Abs
Pablo

xexeu disse...

PORQUE É HEXAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Marcos Paret disse...

".....Aquelas copinhas de ......"

Referência do Thomas à era de ouro do futebol.


O garoto está indócil e se os mengoleiros vencerem o furacão amanhã então, periga pedir para que façam uma viagem até Berlim p/continuar a comemoração.


FLAça-me rir "um monte".

Marcos Paret disse...

E Thomas..

Pela teoria da traduçãozinha 'vagabáldia' aí do texto em alemão, o Santa Cruz é o Bayern de Recife...

JÁ QUE SE ME DISSERES QUE A COMPARAÇÃO BAYERN-FLRACASSADO FOI NO CAMPO EU ME JOGO DO TREM DAQUI A UMAS 2 HORAS. A estação fica aqui, bem perto.


O assunto é carnavalesco mas mesmo assim, vamos debatendo.

pc guimarães disse...

XEXÉU! É BICHHHHAAAAAAAAAAA!!!!!

Marcos Paret disse...

Perdão aos participantes.


Sobre a tradução, assunto do meu último comentário, o direcionamento é para o Camejo.


A framengada tá tão aFLAfoita em busca de notoriedade inexistente que acabamos confundindo lé com cré.

MARCO CAMEJO disse...

Paret,



A tradução veio do site onde peguei a noticia...



Ademais, não estamos afoitos por notoriedade....Nenhum flamenguista obrigou a Adidas a usar nossas míticas cores na sua principal seleção....A adidas patrocina Fluminense, palmeiras e sport, mas optou pelo flamengo na sua estratégia de marketing , da mesma forma, nenhum flamenguista pediu a Podolski e Schweinsteiger que usassem nossas camisas.

pc guimarães disse...

Putz! Imaginem se estivesses afoitos por notoriedade!!! E ainda nega as imagens. O Podolski é um tremendo de um mala que fez de tudo para aparecer fora de campo, já que dentro não é de nada. E todos viram as imagens do Schwein recusando a camisa do Framengo. Deu até rapidinho no canal de vcs, a Globo.

MARCO CAMEJO disse...

Pc,



Definitivamente vocês estão presos ao passado...


Entenda de uma vez por todas:

foi marketing????

não foi???

comprado????

espontaneo?????

os alemães desconheciam??

agora conhecem????


TANTO FAZ!!!! PARA ALÉM DO BEM E DO MAL O NOME FLAMENGO FICOU EM EVIDENCIA...

E QUANDO ISSO ACONTECE A CAIXA FICA FELIZ, A TIM FICA FELIZ, A PEUGEOT FICA FELIZ, A VITON44 FICA FELIZ E A ADIDAS MAIS AINDA...

PATROCINADOR FELIZ SIGNIFICA RENOVAÇÃO DE CONTRATOS E MELHORIAS, MAIS DINHEIRO, MENOS DIVIDAS, SALÁRIOS EM DIA E MAIS UM MONTE DE COISAS...SIMPLES ASSIM!!!