Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Alemanha e Argentina na final. Agora é Mengão, porra!


6 comentários:

MARCO CAMEJO disse...

Enfim Você se rendeu Pc...



Aproveite: você e seus asseclas monocromáticos e toda a antizada infeliz terão a chance de torcer pras míticas cores campeãs do mengo!!!!

Pablo disse...

Sou Argentina domingo e vou cobrar do Prefeito Paespalho o suicídio que ele prometeu cometer caso a Argentina fosse campeã.

#sematapaespalho

Abs
Pablo

pc guimarães disse...

Arnaldo Bloch, conceituado jornalista escreveu:

"Tem gente que acha que toda crítica ao uso da camisa rubro-negra pela Alemanha se refere ao Flamengo. Mesmo quando a pessoa que critica nem menciona o Flamengo, referindo-se apenas ao fato de serem as cores adotadas pelo nazismo, por determinação de Adolf Hitler, em referência ao Império e, no vermelho, ao "socialismo" de seu colosso nacional-extremista. Em caso recente no face, a referida pessoa repetiu 10 vezes que não havia mencionado o Flamengo, dissera que a Alemanha deveria tomar cuidado com o uso de certas simbologias, mesmo que a intenção fosse apenas emular força das cores de uma torcida grande local (e esse adendo é meu, não do missivista), que, visto o caráter emblemático do país àquela época representado por essas cores (que remetiam a toda sorte de racismo, de massacre e perseguição, por uma maioria sugestionável formada por minorias sem rumo, das demais minorias - a coisa dos feixes de ramos que forma a palavra fascismo - ideia de superioridade e eugenia etc), enfim, considerando tudo isso, seria mais prudente não usar essas cores (por exemplo, seria como usar uma suástica dizendo que se trata do sol oriental), enfim, mesmo consideranto tudo isso, repito, os caras no Face achavam que a coisa era com o flamengo. E por mais que o cara explicasse, uns cem flamenguistas ao menos momentaneamente obtusos ou cegos repetiam: o Flamengo isso, o Flamengo aquilo. Ninguém lia o que o cara escrevia. Ele podia ficar mil anos repetindo a mesma coisa 24 horas por dia, até morrer, que iam cercá-lo no túmulo e dizer: o flamengo! O Flamengo! O Flamengo! E atenção: isto que eu estou dizendo é episódico. Não tem nada a ver com o Flamengo."

Precisa dizer mais alguma coisa?

Zabumbeiro de Zona disse...


Pitacos:

Reservas da Holanda 5x0 Brasil

Alemanha 4x2 Argentina

Sport 0x1 Botafogo

framengo VICE-LANTERNA 0x3 Furacão

Marcos Paret disse...

Precisa PC.

Eles, que odeiam Copa do Mundo quando o assunto é obrigatório no Brasil, ou seja, Botafogo, Botafogo, Botafogo e Santos, amam quando algo lhes parece particular.

Precisa mas sabemos, é pura perda de tempo. Bajulação é do que vivem e viverão.

Assim acabou o Goytacaz, outrora competitivo entre os pequenos, assim vai vivendo o Santa Cruz, outrora calo no sapato dos grandes, assim periga viver o Bahia, hoje sparring até do médio para pequeno Vitória (falei dos times povudos).

Alberto disse...

Boa, Pablo! Bem lembrado.

Como tudo na vida tem o seu lado ruim e o seu lado bom, se der os hermanos vamos cobrar essa promessa do prefeitinho.