Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

sábado, 12 de julho de 2014

Barbosa foi condenado por sofrer um gol numa Copa do Mundo. E Júlio César que tomou 17?



Basta! Até quando Galvão Bueno e seus amestrados vão continuar blindando o Chester? Goleiro do Framengo na seleção nunca mais. É posição de muita responsabilidade.

10 comentários:

Marcos Paret disse...

Julio Sete é o brasileiro que mais tomou gols... E o vice de todas as copas.

Marcos Paret disse...

Se não surgir logo um 'Tonico' para coadjuvar o 'Tinoco' Neymar, naquele estilo "Bebeto/Romário... Ronaldo/Rivaldo", nosso futebol, sem medo de errar, voltará à era pré-Botafogo, ou seja, em termos daquele respeito que passaram a ter pela nossa camisa a partir de 1958, viramos um México (só que comparativamente a este, com time bem pior).

Thomas Beta disse...


Puxa, PC, até que enfim um post seu consegue me espantar...

Nunca achei o Júlio César excepcional, apenas um goleiro bem acima da média.

Mas...

Depois de ler a matéria que disparou este post, meu queixo caiu...

Quer dizer que, depois dessa Copa desastrosa da Seleção, onde o Brasil levou essa saraivada de gols...

Ainda há sete coitados que tiveram pior média de gols tomados?

O JC levou uma média de 1,47 gols por jogo...

E uns tais de Pedrosa e Manga, do Botinha, levaram uma média de 3 (TRÊS!!!) gols por jogo?!

Santo pai, que fábrica de perebas...

Thomas Beta disse...


Como já disse, e sendo bem sincero, não acho o JC brilhante...

Mas...

Que opções tínhamos?

O segundo goleiro, aquele pouca figura do Victor, passa uma impressão frágil ao adversário...

Eu até preferiria o terceiro, o Jefferson.

Mas... pensem bem...

Em 2010, ano de Copa, onde estava ele?

Lá estava o cara levando três gols de um time da Série D na 64ª-de-final da Copa do Brasil!

O tapetão (velho recurso de times limitados) o salvou e seu time seguiu em frente. Na 32ª-de-final, veio outro time da Série D e sapecou-lhe mais TRÊS GOLS e aí não teve jeito.

O que um cara tão sofrido na Copa do Brasil teria a oferecer na Copa do Mundo?


Thomas Beta disse...


Pra encerrar, só mais uma coisinha...

Tentem não se arvorar em números (17 gols ali, 18 acolá...). Prefiram as estorinhas dos Nogueiras, Moreyras e afins. Os números, definitivamente, não lhes favorecem.

Vejam só, o inútil Fred, em sua história na Seleção, marcou 18 (dezoito) gols.

Já o genial Garrincha, marcou 16 (dezesseis).

Hmmmm...

jrcairo disse...

Pobre infeliz;
GARRINCHA jogou 12 partidas em 3 Copas do Mundo
E marco 5 gols
Nao vou entrar em detalhes que era ponta direita...
Detalhe:
Bola de Ouro da Copa do Mundo da FIFA: 1962
Equipa das estrelas da Copa do Mundo da FIFA: 1958, 1962
Segundo Maior jogador Brasileiro do Século XX IFFHS (1999)
Quarto Maior jogador Sul-americano do Século XX IFFHS (1999)
Oitavo Maior jogador do Mundo do Século XX IFFHS 1999
Décimo Terceiro Maior jogador do século XX pela revista - France football: 1999
Vigésimo Maior jogador do século XX pela revista Inglesa World Soccer: 2000
Sétimo Maior Jogador do Século XX pelo Grande Júri FIFA (2000)
Seleção de Futebol do Século XX

Ja o Fred...

Gosraria de saber quantos Gols o Chupetinha de Quintino fez pela seleção, lembro de 1, de penalty é claro, na Copa de 78 quando saiu da reserva de Jorge Mendonça
Nāo vou nem perguntar por títulos, nāo gosto de sacanear quem nāo conheço

Chico da Kombi disse...


O castigo vem a cavalo, pintado de sete: antes da Copa de 1994, Carlos Alberto Parreira proibiu o ex-goleiro Barbosa, crucificado injustamente pelo Maracanazo, de entrar na Granja Comary para dar um abraço em Taffarel. Motivo: evitar maus fluidos ao time. Amigos contam que nem a derrota em 1950, para o Uruguai, abalou tanto Barbosa, que voltou para casa chorando. Depois de 64 anos, Parreira recebeu o troco dos deuses da bola.

Marcos Paret disse...

Thomas meu prezado.

Não atire nestes pés tão castigados.


Manga tomar não sei quanto vírgula 'x' é uma coisa, Julio Sete tomar 10 em 2 jogos é outra.

Pegue esta média e veja no que dá.



Ah! Mais tiros, mais vexames seus - o segundo goleiro, por força da mídia, era o Jefferson. E você, claro, sabe disso (veja quem será o goleiro pós vexame).


hahahaha


Como é divertida essa criança - ainda mais que os outros.

Gil disse...

PC, Amigos,

Estou na torcida que as cavadinhas do narrador mor da "fragrobo" seja para colocar o Julio Chester ou melhor Julio Sete, no "framenguinho"!
Garantia de vitória e gols! Espero que seja logo no brasileiro. Imagino a festa do Sheik, Carlos Alberto, Zeballos.

Abs e Sds, Botafoguenses!!!

Marcos Paret disse...

Mas o papa Ratzinger é danado hein?

Sim, só pode ter sido ele, já que a tal mega revolução de futebol hiper galacticamente organizado alemão eu não vi mesmo.

Messi tava a 1/10 bomba.

Os argentinos eram Mascherano e mais 9 (vejam.. Mascherano).

Fala sério Rede Globo... revolução é o kcete. Vamos buscar de novo os nossos talentos (sem essa de brocador, menguitistas).

Cadê Felipe Coutinho?

Cadê os nossos jovens valores que já se foram e ainda não foram abduzidos pelas seleções estrangeiras?


E para hermanos - .. ô..ôô... ôô.. ôôô viiice de noooovoooo