Livro sobre o Sandro Moreyra

Livro sobre o Sandro Moreyra
PRÉ-LANÇAMENTO - 22 DE AGOSTO - GENERAL SEVERIANO

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Flamengo perdeu, Flamengo chorou


As duas declarações acima saíram no Lance!

Não adianta a FraPress botar o chororô na quinta faixa do lado B. A gente vai lá, amplia e créu. E ainda faltou o chororô de sempre do Jayme de Alemida no vestiário e os registros na FraPress de que "o juiz foi rigoroso (sic) na expulsão do Léo Moura".

Como choram os framenguistas!

10 comentários:

Fernando Almeida disse...

Reclamar por reclamar vocês tambem estão reclamando.

Deixa de ser imparcial, PC. Logo você o mais imparcial blogueiro esportivo deste País. Ontem nossos times foram prejudicados e ponto final

SRN

Pablo disse...

Vejam que barbaridade. O mulambo "cronista" sem vergonha cara de pau credita a derrota do framingo ao polêmico lance da expulsão do lateralzinho (para muitos uma expulsão justa):

http://www.fogaonet.com/semcategoria/blog-ironiza-erros-de-arbitragens-pro-paulistas-achamos-que-problemas-sao-outros/

Não satisfeito alimenta "teorias conspiratórias" a favor de paulistas.

Já passou da hora de acabar com o monopólio da Globo que está destruindo o futebol brasileiro.

Abs
Pablo

Marcos Paret disse...

É que aqui no carioca, com 2 jogos decisivos, 'quebram' sempre o adversário, ou na Totó-zada (Willianzada - Airtonzada) ou então, lhe expulsam o melhor em campo para abrir caminho - Dodô em 2007 e o cara do Vasco este ano (aquele que arrebentava no primeiro jogo e foi expulso).

Mas que a menguitada não 'se apoquente': podem até não dar um "deixou chegar" mas se o rebaixamento bater à porta, a mãe CBF dá um jeito.

Afinal, quem manda é a emissora.

Marcos Paret disse...

Putzzz. qp.

"..Flu é o único 100% após a segunda rodada...."


Abram os sarcófagos!


Eles (as) de volta em 1, .. 2, ...

FOGO F disse...

O framengo, jogando no Maracanã com arbitragem da FERJ, faz jogos de 60 faltas. Mas quando o juiz não é Marcelo de Lima Henrique, ou outro da FERJ ou amigo e o conhecido antijogo do limitado time do framengo é punido vem a choradeira.

Pablo disse...

Sensacional:

http://www.youtube.com/watch?v=QFzY9WAtdvU

Abs
Pablo

Marcos Paret disse...

O menguitinho tá reclamando de arbitragem é?


Acho-te uma graça!

___________________

Qualquer dia, conto aqui como o Junior baila comigo fez para, voltando ao país em 91, se impor ante os garotos do timaço do Fogão naqueles dois anos.

Conto em detalhes (eu e alguns na Folgada vimos mas a imprensinha ignorou o festival de cotoveladas no Valdeir, bem ali embaixo dos nossos narizes).


Pronto... contei!

sergio aguiar disse...

O Botafogo, sua torcida, precisa se reinventar. Por ter mais escolaridade, somos mais polidos na crítica a dirigentes, jogadores e técnicos. Eu sou partidário da "vaia". Ontem, depois da "vaia" o time tomou vergonha e jogou com vontade e conseguiu o "resultado", que ainda não foi o ideal, mais foi satisfatório. Vaia é um santo remédio para jogador omisso.

MARCO CAMEJO disse...

Paret,


"Qualquer dia, conto aqui como o Junior baila comigo fez para, voltando ao país em 91, se impor ante os garotos do timaço do Fogão naqueles dois anos.

Conto em detalhes (eu e alguns na Folgada vimos mas a imprensinha ignorou o festival de cotoveladas no Valdeir, bem ali embaixo dos nossos narizes)."



Ué??????? mudou o discurso???/ Um dia desses você jurou que tinha provas incontestáveis de que o Marcio Braga havia comprado esses mesmos inocentes jogadores citados.

Paret, admita que perdeu de uma vez, fica mais digno.

Marcos Paret disse...

HAHAHAHA.

Perdi o que Camejo? De 2x0 para um Corinthians que há "quatrocentos séculos" não faz mais de um gol em ninguém?

Junior Capacete voltou ao país no carioca de 91 (assunto objeto do meu comentário).

O aliciamento de atletas (imbróglio similar à chamada a campo do ladrilheiro) se deu um ano depois.

Não FLAdianda Camejo. Conheço gente, vi tudo isto, ouço.

Conselheiros de clubes, em defesa do ganho fácil, sabem de cada coisa inconfessada que se alardeassem sobre apenas uma, o nosso futebol mudaria de rumos.