Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Depois os flamenguistas choram e sentam quando são zoados por todo o Brasil!


É como disse o Pablo com muita propriedade: "Imaginem a cena: um assef qualquer chegando em Zurique pedindo para falar com o Blatter ou o Platini sobre um "título" de 1987 no Brasil em final de Ditadura... Até o cara explicar o que era o módulo azul, o amarelo, o verde, o vermelho...".

Que venham as desculpas de que os torcedores do Sport também estão errados. Assim como os torcedores do Galo, do Botafogo, do Vasco...

Deu no blog Bastidores do globoesporte.com

Para ler e RIR, clique AQUI.

16 comentários:

marcelino dantas disse...

Assim como o botafogo conseguiu da CBF, um titulo brasileiro com 4 jogos o Flamego esta atrás do seu conquistado em campo. Em 87 eram 4 campeonatos diferentes, tanto é que em 88 a primeira divisão foi realizada com 24 e não 32 times.

Cristian Hofman disse...

Essa discussão já acabou.

O que importa é o que aconteceu em 1987, e de que times o Mengão ganhou.

Saudações do Hexacampeão!!!

pc guimarães disse...

Não adianta. Vivem num mundo de sonhos.

Marcos Paret disse...

Na nossa discussão Cristian (mas como atiram nos pés, meu Deus!), o que importa FORAM OS TIMES QUE O BOTAFOGO VENCEU.


Tenham critério (meu novo pedido - de hoje) quando começarem a falar mer-cadoria do time do Metropol, que simplesmente não teve condições de manter elenco para aguardar data para um terceiro jogo (diferentemente de, num jogo decisivo, levar juiz e contar com 5 expulsões do outro lado).

O Cruzeiro que eliminamos era o de Tostão, Dirceu Lopes (uma lenda), Piazza e Zé Carlos (um dos maiores meio campistas criativos da época).

Eles foram desfalcados de 2 atletas principais e nós, sem as nossas principais figuras, Jairzinho e P. C. Caju.

Mas vocês não sabem disto pois mesmo jogando sem estes atletas diferenciados, vocês apenas acompanhavam de longe.

Frederico disse...

Paret, a verdade do jogo contra o Metropol não é bem essa.

O time catarinense voltou para seu estado aguardando a marcação de um novo jogo, pois o novo jogo foi marcado para o dia seguinte ao da chegada dos catarinenses, que enfurecidos, desistiram de atuar.

Se houve ou não conluio e má-fé, isso, é algo que não saberemos nunca. Tudo são ilações.

Em relação ao Flamengo, não vejo como a FIFA poderia impedir cidadãos brasileiros de recorrerem à Justiça de um país soberano. O que estatui nossa Constituição é que os clubes só podem recorrer à Justiça Comum se esgotadas as instâncias da desportiva.

O Sport aproveitou uma brecha e entrou, quando o Flamengo recorreu, a FIFA interveio e ameaçou até desfiliar a CBF.

A FIFA, por sua vez reconhece a Copa União como campeonato autônomo, e não como simples módulo de um campeonato. Na verdade, todos os participantes do certame acordaram em não disputar o fatídico quadrangular imposto com a Copa União (primeira liga autônoma da história de nosso futebol em nível nacional)já em andamento.

Na verdade a solução para nosso futebol estava e está justamente aí, ou seja, mandar a CBF catar coquinhos e criar uma liga autônoma, como permite nossa legislação esportiva. Para tal teríamos que adotar o sistema estadunidense de ligas em detrimento do modelo europeu que seguimos. O critério técnico ficaria sacrificado, isso é verdade, mas teríamos a preservação dos clubes de maior história de nosso futebol, além de uma divisão mais equânime de cotas e o fortalecimento institucional, que iria gerar a captação de mais recursos, sobretudo, no mercado internacional.

A equação seria: um campeonato disputado pelos maiores clubes, com mais recursos e consequentemente melhores jogadores e times. Como corolário poderiamos vender nossos jogos para o exterior, principalmente para mercados emergentes, tais quais China e Índia, ávidos por futebol brasileiro.

Para isso seria fundamental a união dos clubes, mas veja bem, se nós próprios, simples torcedores, não conseguimos nos entender, o que falar dos cartolas e seus múltiplos interesses pessoais?

ABS.

MARCO CAMEJO disse...

Pc e sua grande contribuição à discussão.



POUPE-NOS A PENA. NA PRÓXIMA ESCREVA: IDEM!

pc guimarães disse...

Não discuto com o google.

Marcos Paret disse...

:-)

MARCO CAMEJO disse...

"Não discuto com o google."



"Um homem sábio faz-se compreender até no mais tibetano silêncio, o pedante dirá mil coisas e nem o mais atento dos homens conseguirá compreendê-lo".

M. Camejo.

pc guimarães disse...

Tirou isso de que livro? Ou foi do google também?

Anônimo disse...

PC, o nahabeta tirou essa de um episódio do Kung Fu.

Ele pensa que todo mundo aqui é gafanhoto, igual ao playground dele...

Abs
Pablo

MARCO CAMEJO disse...

"Ele pensa que todo mundo aqui é gafanhoto, igual ao playground dele..."



Pra quem fala com raposas...

MARCO CAMEJO disse...

"Tirou isso de que livro? Ou foi do google também?"



1001...

Marcos Paret disse...

A 'rapeizi urubulinis' anda assanhada nestes dias de gloria (sic) do seu time e de rebaixamento do Botafogo não?

Como comentam. Nem se parecem com aqueles nick´s que não vemos em dias de 4, de Emelec´s (duas vezes) de Resendes (duas vezes), etc..


Nada como um campeonato depois do outro (e um 'roubado é mais gostoso' no meio para tirarem suas ondinhas).

marcelino dantas disse...

Quer dizer que metetam a mão no METROPOL, mas querem ser os Paladinos da Justiça? Tô morrendo de rir de achar graça...
Na final de 68 não tinha nem 40.000 pessoas no estádio. Titulo importante mesmo.

marcelino dantas disse...

Chora botafogo, sonho acabou, a segundona te espera. Sandro Hiroshi não pode ajudar vocês.