Livro sobre o Sandro Moreyra

Livro sobre o Sandro Moreyra
PRÉ-LANÇAMENTO - 22 DE AGOSTO - GENERAL SEVERIANO

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Craques que fizeram a história do Botafogo no Brasil e no mundo também estarão no livro sobre Sandro Moreyra


Jairzinho e PC Caju e Carlos Roberto  (que também estão no livro do Jogo do Senta); e Moreira também estarão no livro do Sandro Moreyra. As entrevistas e as fotos foram feitas ontem à noite no Bar da Eva, no Grajaú.



24 comentários:

Caju disse...

Tá...E a crítica a sua direitoria sobre o bi-rebaixamento?!?! Nada?

Ok, continue falando de nós...Hehehehe

Vai Struthio camelus...Senta rumo a Belém!!! Hehehehehe

Marcos Paret disse...

A atual fome (no melhor sentido possível) literária do PC, além de nos trazer fatos que a mídia não faz a menor questão de lembrar, pode ser resumida em uma palavra.

RESGATE.


Avante PC!

Marcos Paret disse...

Mais uma do "suediês" 'de leeeeveeeee!'


Botafogo e Macaé, neste 2015, não têm a menor obrigação de vencer clássicos no campeonato carioca ou em embates contra os 3 da cidade em outras situações de campo..

.....Maassssssssss.....


(sic).


Já prometi - zoações acerca de quem é A ou B, serão eternas, duradouras e bem profundas - prometo ir à medula.

Frederico disse...


"Para mim - baboseira inútil (para o mote do blog) encerrada."

Paret, também dou o debate por encerrado, não por considerar o tema "baboseira inútil", mas sim por falta de um contendor.

Você prefere utilizar seu tempo destilando amargor e ódio, escrevendo laudas intermináveis sobre todas as "mazelas" flamengas. Parece que um tema mais sério lhe causa arrepios.

Para mim, muito mais importante do que discutir a formatação odontológica do torcedor flamengo, é a circulação de ideias, aliás, esse é o pensamento do Rodrigo Ferrari, dono da Folha Seca e flamenguista dos bons. Existe um espaço em que o futebol se encontra com o conhecimento, a academia, o saber e a literatura. Veja você que não escrevi aqui uma linha sobre o Botafogo, mas pareço ter causado mais fúria que todos os gozadores da estrela solitária juntos.

Futebol, ou seja lá que diabo for, sem cérebro, para mim não tem valor algum. Para o diacho com as discussões vazias de arquibancada e mesa de bar.

Quanto aos ídolos também discordamos bastante, não gosto de rock, salvo Morrisey e The Smiths, gosto do Dylan folk, mas minha praia é o Jazz, especialmente Hawkins, Coltrane e Monk. Aprecio muito o Choro (falo da música, que fique bem claro)e do concerto barroco.

Já meus ídolos, ídolos mesmo são: Cioran, Eliade, Pêcheux E Proust. Detesto praias tropicais, minhas preferidas estão na Riviera Liguri. Prefiro mil vezes a beleza arquitetônica a da natureza, a menos que estejam conjugadas, aí sim é sublime. Sinto-me muito mais confortável entre as fontanas de Bernini do que em meio as praias e edifícios de Miami. Paris é a melhor cidade do mundo. Sou ateu, fisicista, monista e materialista, mas não faço proselitismo e respeito incondicionalmente outras posições. (escrevi isso para conceder a você, um pequeno plano de minha personalidade, assim como fizestes tão gentilmente com a sua)

Quanto a Mário e Nelson concordo plenamente, sendo o primeiro o grande criador do imaginário futebolístico brasileiro, e o segundo, seu grande poeta, apesar de dramaturgo e prosador.

Em relação "ao cara que eu queria ser", francamente, sem nenhum tipo de pernosticidade, posso dizer, muito sinceramente, que sinto-me maravilhosamente em minha própria pele.

Ricardo Carlos disse...

"Vai Struthio camelus...Senta rumo a Belém!!! Hehehehe "


KKKKKKK eu fico rindo sozinho com esses comentários do Caju, a galera fica pilhada demais kkkkkkkkkk me divirto

Me divirto mais ainda com "Goleiro de time pequeno se destaca" HAHAHAHAHAHAHAHA ARNALDO

Ricardo Carlos disse...

"...A única diferença era que o Chaves tinha muito mais fãs que o Botafogo"


kkkk caiu, chorou e agora tem que aguentar, 1 ano na série B, 1 ano de gozações...

Chora menor do rio
Chora bi rebaixado
Chooooraaaaaa kk

Marcos Paret disse...

Putzzz.. Tá diFLAfícil.

___________________

Mas, conforme prometi, estando na luxuosa companhia de Grêmio, Vasco e Palmeiras, cumpriremos LEGALMENTE o nosso rebaixamento e, claro, SEM QUALQUER OBRIGAÇÃO DE VENCER OS OUTROS 3 DO RIO EM 2015.

aH! A zorra do assunto tem que ser encerrado mas sempre surge um fato novo.

Não sou raivoso, nem nada ou ninguém em causa fúria.

Um destes "panodechãozistas", muito 'putin' com a minha insistência em declarar no mais claro vernáculo a vidinha errante menguitista, fez o diabo lá no Globo.

- Copiou meu nick/nome inúmeras vezes
- Copiando, 'virou' um Paret bicha louca (ri muito com isso)
- Criou um twitter (que ainda está aí pois cago baldes) no qual sou bicha louca


Mas, 'tadim', mal foram descobertas "umas coisinhas" suas que, alardeadas, o deixavam muito mal na fita, surtou por uma semana.

Claro, retornando, veio nesta mesma verve cajuista ou rikkkardiana (nada aconteceu e eles sempre nos deixam com raiva).

_____________________

Segue a vida (futebolisticamente falando), meu modo zoeiro/zen não vai mudar e espero o próximo post para continuar a falar de futebol.

Assunto morto, assunto posto.

Frederico disse...

"Botafogo e Macaé, neste 2015, não têm a menor obrigação de vencer clássicos no campeonato carioca ou em embates contra os 3 da cidade em outras situações de campo.."

Paret, assim você vai me matar de rir. Nenhum flamenguista jamais zoou tanto o Botafogo em todas as suas participações, e até no conjunto delas do que você fez aqui.

Colocou o Glorioso no nível do Macaé e ainda disse que o Fogão não tem a obrigação de vencer os outros três grandes...

Paret, o Botafogo é grande, tem obrigações de grande, dentre elas vencer clássicos. O Macaé está transitoriamente na segunda divisão, seu lugar de fato é na terceira, na quarta ou no limbo.

Já o Botafogo, também está transitoriamente na segunda, mas por razões diametralmente opostas a do Macaé, o lugar do Botafogo é a primeira.

Se existe alguma coisa capaz de tornar pequeno o Botafogo, essa coisa é pensar pequeno. O Botafogo tem que chegar a 2015 com fome de dragão, cuspindo fogo e detonando seus rivais. Conheço suficientemente bem a história do Flamengo para saber que nem uma letra do que você escreve a respeito de meu clube é verdade, mas também conheço a história do Botafogo para ter por ele um considerável respeito. Por favor, não coloque o Botafogo no mesmo saco do Macaé.

Flanático disse...

Coincidências do ano de 2002 com 2014;

2002: Ituano campeão paulista, Real Madrid campeão da Champions, Botafogo rebaixado.

2014: Ituano campeão paulista, Real Madrid campeão da Champions, Botafogo rebaixado.

“O Gigante Voltou”

Hahaha!

Marcos Paret disse...

*nada ou ninguém ME causa

Frederico disse...

Afinal: "Tu és o Glorioso, não podes perder, perder pra ninguém."

Acredito que a força simbólica e histórica dos clubes cariocas jamais será superada por quaisquer outros. O fortalecimento desses clubes é o fortalecimento, ou até mesmo, a sobrevivência do futebol brasileiro.

É provável, por exemplo, que nenhum outro clube no mundo tenha um símbolo tão belo e poderoso quanto o da Estrela Solitária; Flamengo e Fluminense optaram pela letras entrelaçadas em estilo inglês, como já havia sido feito pelos "Botafogos" que antes da fusão de 42 eram clubes distintos, e acreditem, portadores de grande rivalidade. O Vasco optou pela bela Cruz de Amalfi, símbolo dos Cavaleiros Hospitalares de Malta, que depois tornar-se-ia um dos mais fortes símbolos lusitanos.

Em todos há uma beleza, uma beleza muito peculiar e distinta, felizes os estetas que têm o privilégio de as vislumbrar, distinguir e apreciar, e aqui não falo só dos símbolos,mas das histórias e estórias.

Quando criança os botões com o símbolo de cada clube, suas cores e desenhos me faziam sonhar; a caravela, a estrela, as três cores, o rubro sangue americano (quanta saudade!) e, principalmente o vermelho e preto, cores mágicas e magnetizantes, por elas meu coração infantil já pulsava com mais força.

Em dias de clássicos as bandeiras desfraldadas, as brincadeiras saudáveis entre motoristas a caminho do Maracanã, torcedores de clubes distintos, celebrando um com os outros. Os botequins lotados de camisas em minha Copacabana natal...

Depois procurei ler sobre a história, os grandes craques e jogos destas maravilhas esportivas, minha paixão sedimentou-se de vez. Pedro Amorim e Zizinho; Ademir e Didi, centos de outros, cada um com sua vocação única para a eternidade, meu pai, flamengo desde 39, falava-me de Domingos e Leônidas, e com especial carinho, pasmem: Heleno de Freitas. Foi ele também que me contou sobre o jogo do senta, agora eternizado na obra de Paulo Cezar Guimarães.
Era muito para a cabeça de um menino, evocações epopeicas de um futebol jogado com o coração e a alma. Os cronistas? Nelson, Zé Lins, Mario Filho, até aqueles que eu alcancei, como João Saldanha, que falava com o povo da cabine e mudava de humor de acordo com os ventos Alvinegros.

Poderia continuar escrevendo por muito tempo, talvez o faça, em outro tempo e circunstâncias.Hoje o que vejo é só ódio e rancor!! Será que perdemos a alma de estetas a qual me referi? Será que a estupidez humana prefere o feio ao sublime? Nada contra as gozações, elas são parte da beleza sobre a qual escrevi, teve um jogo do Flu, no qual o grande escritor Coelho Netto adentrou o campo a dar bengaladas no juiz. Mais recentemente programas como "Bronca da Galera", com a participação de torcedores de todos os times, e haja rivalidade! Saudades do Russão...

A Internet, as redes sociais ajudaram significativamente a transformar a rivalidade em ódio e furor, a beleza se foi, vieram as feridas, o sangue, a morte. Mas eu sou teimoso, ainda continuarei a caçar os tempos d'antanho, irei em busca da beleza perdida...


Abraços a todos os amigos do blog!!! Feliz 2015,independentemente de camisa, retorno ano que vem.

Marcos Paret disse...

Rikkardim meu prezado.

Confiando em que vc e o Cristian não são a mesma pessoa, quando ele riu muito justamente com este comparativo, respondi...

.
.
"Cristianzim", ó criança!


Chaves, Angelina Jolie, Tom Cruise, Pelé, Maradona, Messi, a menina Malala, todos possuem mais gente que os conhece (e lhes devota idolatria) do que o flracomengo.

Talvez, em matéria de popularidade, só Real Madri e Manchester consigam algo parecido.

Pela enésima vez, vá discutir a este nível no play criança, vá!


______________

FLAtenção hein? Não framenguize a coisa - pesquise bem antes de voltar com respostas de play.

Caju disse...

Koé Pareti...Como diriam alguns "filósofos": "Me incluam fora desta lista.." Hehehehehe

Imagino o ódio no coração que carregas, tamanho foram as humilhações da Limeirinha durante esse ano...Eu entendo que sempre queiras revidar....rsrsrsrs

Porém, jamais usaria um nick falso, ou perfil falso, para as nossas "zoadas" diárias. Não preciso disso...rsrs

Aliás, a única pessoa que apresentou esses problemas foi você mesmo...Pois até hoje não sabemos se tu tens algum traço de bipolaridade ou não, embora reconhecemos o perfil dos torcedores limeirenses....Hehehehe

Mas,se existe alguma nome referente ao meu perfil, posso deixar meu email, e após isso, poderás verificar a autenticidade deste que te escreve ...Hehehe

Nós sabemos que atualmente, a "tropa de choque" do blog está no estilo "Struthio Camelus"... Mas isso passará, não te preocupe...Hehehe


Rumo a Itápolis! Senta na Série B!

SRN!!

Caju

Caju disse...

Falando em "Struthio camelus". Estamos esperando a crítica do gastronômico a diretoria, referente a humilhante campanha da Limeirinha....Hehehehe

Senta na série B...

Anônimo disse...

O melhor presente de Natal para a torcida do Botafogo seria a contratação do Seedorf como técnico do time.

Ele poderia ter o salário pago pelo grupo de endinheirados como PJ. Ou seja, não teria ônus para nosso combalidos cofres.

Seria um trabalho importante de mudança de mentalidade em longo prazo.

Abs
Pablo

Anônimo disse...

Gostaria de fazer um pedido, o Botafogo sabidamente é um dos clubes com maior história e importância no futebol mundial, porém ainda peca muito ao não valorizar e não ter suas conquistas mais divulgadas. Sendo assim, gostaria de pedir que fizessem uma matéria e publicassem algo sobre o título nacional que o Botafogo conquistou no ano de 1931. A Taça dos Campeões ou Taça Rio-Sul como alguns chamam, foi uma competição realizada no Rio Grande do Sul e que contava com o Campeão Carioca (Botafogo), o Campeão Paulista (Corinthians) e o Campeão Gaúcho (Pelotas). Após tudo confirmado o Corinthians deu W.O por questões financeiras de deslocamento até o sul, sendo assim, o Fogão decidiu o seu primeiro título nacional contra os Gaúchos, com vitória do Botafogo.

Falta maior divulgação sobre essa nossa conquista, achei pouca coisa até agora, uma delas encontrei no Mega Boleiros no link: http://megaboleiros.blogspot.com.br/2014/11/campeonatos-e-campeoes-nacionais-antes.html
e outras três fontes no Mundo Botafogo no link: http://mundobotafogo.blogspot.com.br/2013/03/1931-taca-rio-sul.html
no Arquivo Lobão no link: http://historiaecpelotas.blogspot.com.br/2013/03/taca-rio-sul-em-1931.html
e outra no facebook da pagina do Botafogo Historu Channel (com foto/poster de campeão):
https://www.facebook.com/311143595659665/photos/a.313431995430825.74239.311143595659665/680698822037472/?type=3&theater



Aí estão ótimas fontes para uma bela matéria desse importante título da nossa história. Reconhecimento é importante e antes tarde do que nunca. Peço que atualizem nossa lista de títulos, pois esse ainda não está no site oficial, somente em blogs atualizados por torcedores. Ficarei no aguardo da publicação.

Grande abraço e parabéns pelo belo trabalho.

Marcos Paret disse...

E, finalmente, depois de tanto blablablá, o que tinha que vir primeiro acaba comentado por último.

Vendo o lateral Moreira nesta imagem vem logo à mente aquela linha de área fantástica.

Cao, o goleiro, era uma espécie de reserva/titular, tal a zoeira que provocava nos ataques adversários. Não adiantava Manga ou, depois, Ubirajara ficarem fora do time (por contusão ou seleção) - Cao sempre garantia a meta.

A linha era..


Cao / Moreira / Chiquinho / Osmar e Valtencir.


E para completar.. a meiuca..

Ademir Vicente / Carlos Roberto / Nei Conceição (um gênio)

Na frente...

Zequinha, Jairzinho e Fischer (sempre substituído por Ferreti, o reserva/artilheiro.

Bom lembrar, PC!

Anônimo disse...

Mais um clássico confirmado para o Engenhão:

http://www.lancenet.com.br/futebol/Volta-Eurico-reacende-Fluminense-Vasco_0_1259874171.html

Abs
Pablo

Marcos Paret disse...

Caju.

Não carrego ódio no coração - quem o carrega é o seu coleguinha de arquibancada que, não sabendo se já é um dos modificados que vem ao blog, maculou meu nick/nome (já falei disso), tentou ameaças pessoais (já me viu seguir por uma linha até parecida com isso?) e, claro, babava no teclado à menor menção de cabañazzos e rezendaccios.

Já quanto a você, eu não disse que tens nick diferente, ou disse?

Me perdoe se o fiz em relação a você. Você vem aqui na mais aceitável autenticidade.

Vem sim, aFRAmenguizado (ou seja, torcedor que só aparece na boa mas some ao menor sinal de uma "quatrada" - foram 3 só neste nada humilhante brasileirão) mas repito, me desculpe se o confundi com um troca nick´s qualquer.


Já quanto à situação alvinegra Caju, talvez só o seu time possa tirar uma ondinha e ainda assim, com o cobertor quentinho da grande mídia.

O Flu, ao que tudo parece, deverá trocar de lugar conosco no próximo novembro/dezembro e assim segue o futebol.

Marcos Paret disse...

Esqueça Seedorf Pablo.

Vai acabar ficando parecido com aquela galera do face, sem noção (e você não o é), que ante a menor dificuldade no ataque do time, pedia Loco Abreu como quem pede uma gelada no verão.

MARCO CAMEJO disse...

"Após tudo confirmado o Corinthians deu W.O por questões financeiras de deslocamento até o sul, sendo assim, o Fogão decidiu o seu primeiro título nacional contra os Gaúchos, com vitória do Botafogo. "


Ai, ai...


Que se abram os portões de Valhalla!!

Daqui a pouco ingressarão com processo na CBF exigindo que transformem o caneco aí citado em brasileirão.

Cada vez eu sinto mais pena do Botafogo!

MARCO CAMEJO disse...

Engraçado o sujeito taxar todo mundo de criança e responder justamente dessa forma:


"Pela enésima vez, vá discutir a este nível no play criança, vá!"


"Chaves, Angelina Jolie, Tom Cruise, Pelé, Maradona, Messi, a menina Malala, todos possuem mais gente que os conhece (e lhes devota idolatria) do que o flracomengo."

(FLRACOMENGO, FLATENÇÃO, MENGUITOTE)

tão bobo, tão infantil..sei lá, parece o sujeito que tenta a todo custo fazer ressoar a velha piada do Mário.

A gente ri de pena. Pra você Paret:


hahaha, rsrsrsrs, kkkkk, hihihi, ahuahuaha, hehehe, ashuadsaa... E por aí vai.

Marcos Paret disse...

Você está fazendo um julgamento Camejo, o que não é inaceitável: todos somos julgados.

Infantil é se FLAchar o não sei o que do mundo e se perceber, "daqui de fora", que se trata na verdade de um mundinho de Alice.

Já quanto aos citados por mim, não sei mesmo o que tem de infantilidade nas citações. Personalidades REALMENTE mundiais, fama, fãs, etc.. (entendeu caro amigo? Não é o conteúdo do material de um Chaves o que entrou na minha citação e sim, uma resposta ao blablablá do seu miguinho acerca de popularidade).


E não tenha pena de nós - faça autoanálise: acumular jogos, em curtos espaços de tempo, como aqueles do 'roubado é mais gostoso' ou do 'festival de pênaltis contra o Coritiba sim, é risível e até antes, é lamentável.

Alemanha 7x1 (ih.. desculpe por mais essa "criancice").

_______________

E por fim - piada do Mário.

Ora, ora. Releia seus escritos, leia bastante Cristian, Rikkkardo e Thomas e veja quem realmente repete mantras.


Não me queira mal nobre amigo, mas vocês sobrevivem aqui no debate sobre futebol apenas pelos resultados obtidos da forma acima mencionada e, mormente, pela repetitividade.

MARCO CAMEJO disse...

Paret,



Parei no "FLAchar" (...).

Não dá nem pra começar a levar a sério.


Veja bem: longe de mim pretender dar aulas de semântica( embora seja essa uma de minhas praias), mas a língua, independente dos erros de quem a utiliza, tem o substancial objetivo de traduzir a comunicação entre pessoas.

Pois bem, se um individuo falante desse idioma fala "bicicreta" ou "framengo" e o interlocutor entende que "bicicreta" é equivalente a "bicicleta" e "framengo" é equivalente a "flamengo" então a língua já cumpriu seu principal papel.

Então Paret, a minha ojeriza aos seus anagramas vem desse tocante: eu tenho dificuldade, muitas vezes, de entender o que você escreve e, principalmente, a ideia que você pretendeu passar... além de achar algo infantil e extremamente desnecessário numa conversa entre adultos.