Livro sobre o Sandro Moreyra

Livro sobre o Sandro Moreyra
PRÉ-LANÇAMENTO - 22 DE AGOSTO - GENERAL SEVERIANO

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Jogo do Senta vira destaque na wikipédia que cita livro de PC Guimarães


Ih! Chegamos lá. Acabo de descobrir sem querer. Por mais que os framenguistas esperneiem e chorem, cada vez mais as pessoas tomam conhecimento deste fatídico jogo histórico. E o livro ainda nem começou a ser escrito.

O texto que está lá hoje:
"O primeiro tempo foi duro e terminou com vantagem de 2 a 1 para o Botafogo, gols de Heleno e Valsecchi. Na etapa final, animado por sua torcida, o Botafogo chegou a colocar 4 a 1 (Valter e Heleno), o Flamengo diminuiu para 4 a 2 (Jarbas) mas, aos 31 minutos, Geninho chutou, a bola bateu no travessão, quicou no gramado e retornou para o campo. O ponta botafoguense Lula entrou cabeceando. Ao mesmo tempo, o zagueiro rubro-negro Jayme entrou chutando bola, cabeça do Lula e o que mais estava no lance, para longe da meta. O juíz assinalou gol. Segundo o trecho do que está na matéria do jornal O Globo, de 11 de setembro de 1944, página 2, da edição matutina: “Geninho, ao receber o passe de Heleno, emendou a pelota, que foi em direção às redes. Devido à rapidez do lance, não se sabe ao certo o que ocorreu”.4 Para o jornal Esporte Ilustrado, a bola chutada por Geninho batera na parte inferior do travessão e quicara dentro do gol para depois sair. Porém, para os jogadores, e dirigentes do Flamengo, não havia dúvidas: a bola quicara fora do gol. No dia seguinte, os jornais, no comentário sobre o juiz, garantiram que ele estava longe do lance e que não tinha condições físicas para correr os dois tempos. O fato é que a dúvida ficará para sempre, afinal, na época, nem mesmo as mais velozes máquinas fotográficas captaram o lance.5
Revoltados, os jogadores do Flamengo, atendendo a ordens vinda dos dirigentes, simplesmente sentaram-se em campo. Quando o tempo se escoou, levantaram-se e retiraram-se cabisbaixos para os vestiários. Na súmula, o árbitro Mossoró anotou o gol de Geninho, exatamente aos 31 minutos, e o resultado da partida foi homologado pela Federação como 5 a 2 para o Botafogo.5"

Chupa, "mulambada".

5 comentários:

Cristian Hofman disse...

Patético!

O fracassado faísca periga ficar de fora da libertadores(pela enésima vez)ameaçado por dois times pequenos e inexpressivos, sendo que um deles foi eliminado pelo grande Mengão da copa do BR.
Daí aparecem novamente com esse mantra do tempo da segunda guerra.
Isso nunca influenciou, não influencia e jamais influenciara na historia do confronto dos dois clubes, porque já está mais do que escrita a incontestável supremacia rubro-negra.

Rumo ao Tri!

SRN!

Marcos Paret disse...

PC.

Para a sua pesquisa:

valeria a pena, apesar de parecer infrutífera, uma ida ao covil da mulambada pois o tal zagueiro Jayme bem poderia ser algum antepassado do Andrade/2013, que hoje engana ali à beira do gramado.

O que acha?

Marcos Paret disse...

Supremacia em que Cristian?

Cariocas de tapetão e 4 brasileiros da emissora (com um quinto de entregações bairristas)?


Supremacia. Mas é cada uma. Não fosse uma zoação de futebol, pareceria papo nazista.

Pablo disse...

PC, arrisco dizer que o Mestre em breve será chamado de "terrorista" ou "tresloucado" por tentar desestabilizar o pensamento único que sustenta a "nassão" hegemônica.

Em tempos passados você seria "transferido" para a casa de repouso de Barbacena.

Mas não antes de passar por uma mansão em Petrópolis...

Abs
Pablo

pc guimarães disse...

Em tempos passados você seria "transferido" para a casa de repouso de Barbacena.

Mas não antes de passar por uma mansão em Petrópolis..."
Mata-me de rir - ou de chorar - Pablo.