Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Suspensão de Jobson é um crime

Não vou entrar aqui na justificativa de que a FIFA é uma entidade do atraso, envolvida em irregularidades diversas, que já teve mafiosos como presidente, que Havelange é isso e aquilo. Não vou aqui brincar dizendo que isso é coisa da FlaPress ou do Eurico Miranda em plena semana de uma decisão do Botafogo. Não vou lembrar o Caso Dodô.

Vou sim destacar a dignidade de dois queridos amigos sentões que escreveram assim nas suas páginas no facebook.

Cid Benjamin: "Essa punição é absurda. 
E, mais: é também desumana.
Suspender por quatro anos um jovem como o Jobson, que é dependente de drogas e só sabe jogar futebol, é quase como condená-lo à morte.
Seria muito mais razoável obrigá-lo a fazer exames, digamos quinzenais, para que pudesse continuar jogando e combinar essa medida com uma pena alternativa, obrigando-o a fazer palestras (orientadas e supervisionadas, evidentemente) sobre os malefícios das drogas para jovens de divisões de base.
Afinal, o que se quer?
Recuperar o sujeito ou afundá-lo ainda mais na merda?"

GIlson Caroni Filho: " 
Concordo inteiramente. O rapaz é um lutador. Se está punição não for revertida, estarão aniquilando um jovem. Chega a ser criminoso.

28 comentários:

Pos Graduação disse...

descordo da punição, porém se fosse jogador ja queriam que fosse pra forca. Ainda bem que a final não é com Flamengo. Ja teria ouvido varias teorias, mas como são irmãos alvenegros. So queo ver quem vai chorar domingo.
Viva Eurico até na FIFA manda.

Frederico disse...

Assim que li a notícia foi exatamente o que pensei. "Sentença de morte". Que a FIFA é desumana todos sabem, vide o caso de Luís Suarez, mas agora é praticamente um homicídio.

Essa atitude não deve apenas ser repudiada, mas combatida como um ato de indignidade da entidade contra um cidadão brasileiro.

"Somos todos Jóbson"

Ricardo Carlos disse...

É um marginal, não era nem pra esrar nas ruas, sem choro.

pc guimarães disse...

Boa, Fredera. Já o RC. Continua o mesmo. Escreva uma coisa interessante, garoto. Mire-se no exemplo do Cid, do Gilson e do Fredera. O Jobson não matou ninguém. Parece mesmo que está tentando tomar vergonha na cara. Nunca foi visto com metralhadora na mão, nem andando com traficantes. Tem horas que é pra falar sério.
Os comentários neste blog já foram bem mais interessantes. Mesmo os que zoavam o Botafogo.

Mauricio Peres disse...

A FIFA não está nem ai para a vida do profissional.

Vide o que fizeram com o goleiro Rojas da seleção chilena por conta da simulação naquele episódio do foguete no Maracanã em 1989.

Ele fez aquela simulação sob ordens da Federação Chilena e só ele foi punido.

Frederico disse...

Maurício,entendo, muito modestamente, que o caso do Jóbson é bem pior do ponto de vista humano.
O Rojas tentou articular uma fraude, não importa se por vontade própria ou a mando de alguém, que poderia excluir o Brasil da Copa de 90. Agiu com grande desonestidade, má-fé.

Por outro lado, Jóbson não é um bandido, é vítima de um vício que está conseguindo vencer. Jóbson deveria servir de exemplo de possibilidade de recuperação, ajudado e encorajado, desta forma teríamos o engrandecimento do futebol como forma de ressocialização. Mas o que ele recebe? Um castigo capaz de fazer corar o mais impetuoso dos verdugos. Uma condenação que pode lhe tirar a vida.

Abraço.

Yolanda disse...

Parabéns PC e Frederico, temos que pensar na reabilitação do ser humano, essa entidade muito mal representada já passou da hora de uma investigação séria, está podre.

Cristian Hofman disse...

Acho a punição absurda, porém vale ressaltar que é no mínimo muito estranho essa decisão ser guardada para exatamente a véspera de um jogo com o time do eurico.
Lamento pelo profissional, mas acho bem feito para aqueles que vivem defendendo o eurico e debochando dos insurgentes Fla e flu.

Srn!

pc guimarães disse...

O Botafogo não tem nada a ver com o Eurico. Apenas entre a dupla FlaFlu e o Vasco preferiu o Vasco. Qual a diferença entre Eurico e o Bandeira e o rapaz do Flu? Quem subornou a Portuguesa? Isso é o que deve ser respondido para a opinião pública.

Pos Graduação disse...

Então você julga o senhor Bandeira apenas por ser Flamengo, mas apoio o Eurico mais que provado que é cheio de armações, mas quer que o cracudo seja absorvido?
Quanto ao caso portuguesa cobre o senhor SENISE, que falou, falou... mas provar que é bom, nada.
Agora o cracudo foi pego duas vezes em 2009 e fugiu em do doping em 2014 e quer enfiar goela abaixo que o cracudo é santo?

Ricardo Carlos disse...

Os comentários ou o conteúdo do blog já não foi bem mais interessante? Até censura tem agora.

Carlos L. disse...

Excelente o post e legais os comentários. Só valorizam cada vez mais este espaço de inteligente zoação, que une pelo espírito. Conforme as notícias divulgadas, a Fifa não julga o mérito, só julga se a decisão de lá vale para cá. Ou seja, na maior tranquilidade, com todo o poder que tem, simplesmente lava as mãos e se omite, diante de uma "morte anunciada". Está mais preocupada, certamente, com estádios superfaturados pelo mundo. Serve para mostrar que estas entidades, assim como a CBF e as federações ( e os clubes?), do jeito que estão formatadas, só servem para perpetuar estes dirigentes fdp, que pensam em tudo (que os faz mai$ podero$o$), menos no futebol e em quem sustenta este circo (caro, de Soleil!) mundial - nós e os artistas do campo.
Vamos torcer para um final feliz neste caso para o nosso desnorteado e talentoso Jobson, que hoje simboliza muito garoto por aqui que quer se levantar e luta como pode contra a tentação que muitas vezes anda junto com a oportunidade de ter uma vida melhor.

Abraço,

Carlos L.

Panis et Circenses!!!! disse...

"Qual a diferença entre Eurico e o Bandeira e o rapaz do Flu?"


Eu juro, faço de tudo pra ficar de fora...Mas...


Eis a diferenças:

Eduardo Bandeira de Mello

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2015/04/curtinha-fla-e-indicado-premio-por-trabalho-na-area-juridica-esportiva.html

http://www.lancenet.com.br/minuto/Flamengo-premiado-transparencia-financeira-brasileiro_0_1138086331.html

http://espn.uol.com.br/noticia/503972_deu-no-ny-times-financas-do-futebol-brasileiro-estao-uma-bagunca


Eurico:

http://odia.ig.com.br/esporte/vascodagama/2014-12-01/segundo-sentenca-da-justica-eurico-miranda-forjou-divida-em-2008.html

http://trolldnews.blogspot.com.br/2011/05/cartola-do-vasco-leva-dinheiro-da.html

http://www.lancenet.com.br/vasco/Eurico-Miranda-condenado-instancia-Vasco_0_890910994.html


Ainda quer saber se há diferenças entre um e outro???



Camejo.

FOGO F disse...

O Jobson se recusou a fazer o exame antidopagem na Arábia Saudita em circunstâncias estranhas, quando já havia conflito entre ele e os dirigentes. Isto tem que ser investigado antes da punição.

Além disso, na Arábia Saudita a mulher que descobre os cabelos leva chicotadas, é gay morre, fumou morre, e por aí vai. O que aconteceria com o Jobson se ele dissesse que se drogou? Ele teria que denunciar o traficante?

Tudo isso tem que ser examinado antes da punição.

Mas a FIFA costuma adotar pesos diferentes para quem tem dinheiro e paga mimos de diversas formas, e para quem não financia os cartolas. Não fosse isso não haveria Copa no Qatar.

Caju disse...

Koé PC.... Virou o fio!? Hehehe

Deixa eu entender... O jogador, por vontade própria, resolveu não realizar o exame anti-doping, que é algo previsto em qualquer evento esportivo de alta performace... Inverteram-se os valores!?

Uma coisa são os velhinhos da FIFA com suas tramoias e armações. Outra coisa, é um atleta, com um passado indisciplinado, negar-se a realizar um simples exame previsto e tornando-se indiretamente réu confesso.

Caso fosse, o rubro-negro Adriano (ex-imperador), talvez o blogueiro estivesse aqui soltando rojões, fazendo as anedotas limeirenses e demosntrando o velho rancor contra o "Mais Querido". Mas como é um jogador da Limeirinha, o mesmo escreve um texto recheado de "panos quentes"...Hehehehe

Já que tocou no assunto, comparar Bandeira de Melo com Eumico, chega ser cômico... Seria a mesma coisa se eu comparasse o atual presidente da Limeirinha com o antigo contraventor Emil Pinheiro... Hehehehe

Aliás, falando no mandatário da Limeirinha, o mesmo pode escolher, sem nenhuma restrição, seus aliados e partidários. É da democracia. Porém, ele deverá saber onde estará se mentendo e se existe atos obscuros vindo dos lados da "Ferj-Eumico".

Como não existe prova nenhuma, soa muito estranho uma punição que apareça justamente na semana da decisão do Estadual. Que tem caroço nesse angu, ah com certeza tem....rsrsrs.

Mas não te estressa PC, como vc mesmo parafraseou: "Tu és Vascão!!" Hehehe.

A final já começou para Eumico e cia. Abre o olho LImeirinha!!! Hehehehe

Rumo a Belém!

SRN!

Caju

santos disse...

Putz, Agora o Eurico suspendeu o Jobson junto à FIFA? Na FIFA ninguém nem sabe quem é Eurico.

Pra mim, esse campeonato já perdeu inteiramente a graça. Esse escarcéu que a imprensa fez com essa história do pênalti (e foi pênalti mesmo) pra manchar a conquista (se ela vier) e "inocentar" o Fla por tudo que aconteceu no ano passado, surtiu o efeito desejado. Deram uma esvaziada na final. A vitória sobre o Fla já foi sem graça. Eu nem comemorei.

E mais essa história agora do Jobson, me deixa mais p#$* ainda. Até porque me lembro do Dodô que era um tremendo talento e teve uma pena pesada de dois anos que acabou com a carreira dele. Enquanto o Athirson, que todo mundo sabia que era culpado, foi absolvido.

Se o Vasco vencer, vai ser um saco aturar essas mesas redondas, cheias de defensores da moralidade que escolhem o caminho fácil de bater na federação, que é tão fácil e produtivo para fins de marketing pessoal, quanto bater no Governo.

E quem fica contra a FERJ (Fla e Flu) posa de mocinho na história. Mas, por que Flamengo e Fluminense estão contra a Ferj? Eles querem um campeonato melhor? Eles brigam por melhores campos de jogo, por um certame com melhor nível técnico, um calendário melhor? Não. Essa briga toda foi por causa do preço dos ingressos, pois eles se uniram ao Consórcio Maracanã em prol do aumento no preços e da elitização do futebol. Tudo isso foi por causa do programa Sócio-Torcedor deles.

Como era bom o tempo em que você falava com os caras mais humildes da empresa (o porteiro, o servente, etc) e os caras tinham ido ao mesmo jogo que você. Depois, chegava seu chefe e comentava que também tinha ido. Mais tarde, vinha o dono da empresa e... surpresa? Ele também tinha ido ao Maracanã. Era assim. O estádio reunia todo mundo. Todas as classes em um mesmo espetáculo.

Mas, isso é outra história. Espero mesmo que o Botafogo leve mais essa e mantenha a tradição de nos vencer em finais. Já estamos há um bom tempo na fila, dá para esperar mais um ano.

Se o Vasco vencer, não vai me dar satisfação nenhuma. A imprensa vai encher o saco. E, infelizmente, é o que a impressa diz e publica que fica registrado na história.

Vascão 2015, parei com esse campeonato

Anônimo disse...

Difícil crer que foi coincidência essa suspensão do Jobson na véspera da decisão, sem tempo para recorrer. Eurico já fez isso com o Dodô, lembram?

O Eurico conhece bem os atalho$ do futebol e nunca escondeu que jogos são ganhos 65% fora de campo.

O retorno dele tem sido muito educativo. Está mostrando que, primeiro, ele é maior do que o Vasco e, segundo, que roubado não é mais gostoso.

Muitos SENTÕES bobinhos acreditavam que tais teorias eram "conspiratórias". O retorno do Eurico serviu para acordá-los.

Abs
Pablo

Frederico disse...

Obrigado Yolanda pela gentil menção ao meu nome.

Meus caros, a possibilidade de ingerência do Eurico nessa suspensão é zero, ele não tem esse poder, e mesmo que tivesse, mesmo com todas as gigantescas discordâncias que tenho em relação a ele, não acredito que fosse lançar mão de uma manobra como essa para tirar um atleta de uma final.

O maior problema do Eurico é o arcaísmo, trata-se de um dirigente jurássico. Sinto pelo CR Vasco da Gama que ele esteja de volta à presidência do clube. Infelizmente Roberto fez uma péssima administração e isso acabou por tirar da tumba o vetusto cartola cruzmaltino.

Santos, concordo plenamente com você sobre a elitização do futebol. A realidade é que as "modernas arenas" tem um custo de manutenção altíssimo e precisam ser muito bem gerenciadas para dar lucro, caso contrário só enfiando ingressos a preços estratosféricos para manter esses estádios que ante a economia brasileira tendem a ser elefantes brancos.

Desde a demolição do verdadeiro Maracanã (só ficou a casca) nunca mais voltei lá, tenho até trauma, temo uma crise de choro convulsivo ou algo assim. O meu, o nosso, o Maraca de todos os clubes e do povo tinha capacidade para mais de 130000 pessoas (com as correções modernas de segurança)era lugar de ficar em pé na geral, sentado na arquibancada dura e acolhedora de cimento ou nas azuis do anel inferior. Gostava de passear ao redor do entorno da arquibancada lá nos últimos degraus, bebendo uma cerveja e olhando a vista carioca antes da preliminar e do jogo principal. Hoje já não consigo distinguir o estádio dos outros. Tudo igual e sem sal.

Em nome do dinheiro e da ganância acabaram com o velho símbolo de nosso futebol, por tabela expulsaram o povão do estádio e dão a cada dia mais um passo para extinguir o verdadeiro futebol brasileiro, se é que já não conseguiram.

Abraço a todos.

Frederico disse...

Guima e amigos, desculpem voltar após longo comentário, mas esse é complementar.

A matéria do The New York Times é tristíssima de se ler, trata-se de uma sentença de morte do nosso futebol, cabe realçar que os dados a respeito do Flamengo foram colhidos das mesmas fontes que serviram às publicações nacionais, e eu não dou nenhum crédito excessivo ao "jornalão" estadunidense, não tenho complexo de vira-lata, temos no Brasil jornalistas do mesmo nível, capazes de apurar e informar. A matéria prova que o jornal biografado por Gay Talese também "cozinha". O que não torna mentirosas as informações sobre o clube da Gávea. Se estão certas ou não, o futuro mostrará.

De toda forma essa situação catastrófica se deve ao arcaísmo das gestões em todos os níveis; arcaísmo, incompetência e vícios mais graves.

Por fim, fiquei perplexo há duas semanas atrás com Carlos Alberto Torres no Sportv de dedo em riste defendendo a censura e demonstrando saudades da ditadura. Trata-se de uma personalidade arrogante, que nesta final vai destilar sua raiva contra o Botafogo pela demissão de seu enteado que era preparador físico do clube. Pior foi ver a passividade da mesa e até um sorriso amarelo e inerte de André Rizeck diante das barbaridades vomitadas pelo "Capita". Será que não havia um na mesa com coragem de discordar do figurão?

Essa sacralização de certas pessoas é, também, uma forma de manutenção do terrível estado de coisas. Assim fazem com as besteiras do Pelé, do Ronaldo Fenômeno e fizeram até a bem pouco tempo com João Havelange, este pelo menos viveu o suficiente para ser desmascarado em vida.

Gustavo Menezes disse...

Bom dia GLORIOSOS!
Bom dia comuns e comédias.

Voltando ao capítulo do choro dos sentadores, melhor o sentão ficar quieto e não mexer muito para não feder mais.
O site oficial da frapress ('grobisporte'.com) acaba de dar um tiro no pé e mostrar que dos quatro lances de bola na linha do gol mais polêmicos, TRÊS beneficiaram o... 'Mais Ajudado'.
E vocês sabem porque não foi utilizada a tecnologia 'Linha do Gol' da Copa do Mundo, pelo menos nos jogos decisivos no Maracanã?
Porque o sr. Rubens, pres.FERJ, não colocou esta possibilidade em pauta nas reuniões com os clubes.
Consultados, Botafogo e Vasco seriam favoráveis a nova tecnologia. Quanto a um dos... hããã...'inimigos' da federação...

Anônimo disse...

Hoje é dia de torcedores do Botafogo e do Vasco hostilizarem a RGT e toda a flapress. Assim como farão Santos e Palmeiras em SP. Chega de futebrax da RGT. Chega de tentar flamengalizar o Brasil. Basta !

https://www.youtube.com/watch?v=8sO9SGJfMEc

https://www.youtube.com/watch?v=0U0MloGd12c

Chupa RGT, o Botafogo na final de novo.

Abs
Pablo

Gustavo Menezes disse...

'Os mais maió du mundu'
"...primeiro jogo da decisão do Campeonato Carioca... Até agora, foram vendidos 32 mil ingressos, número que já supera algumas das decisões recentes do Estadual.
Ano passado, no primeiro jogo da final entre Vasco e Flamengo, por exemplo, apenas 20.844 pagantes compareceram ao Maracanã" - Diário LANCE!

Acordem amigos! Acordem comuns!
Frequento Maracanã e outros estádios desde o final dos anos 70, portanto atesto:
Para maior e melhor frequência de torcedores e suas famílias aos estádios no Rio falta SEGURANÇA nos jogos com a particioação de 'certo time' do Rio e boa parte de sua torcida. Vivencio os fatos!
Obs.: observem que eu não falei em 'todos' ou 'maioria'.

Caju disse...

Hehehehe

Na boa, esse "Santos" que se diz torcedor do Vices, tá com toda pinta que é um baita fake...Hehehe

O cara ainda tem a cara-de-pau em defender a FERJ por causa de "preços dos ingressos?!". Filhão a briga é além disso. Ali tá o dedo do Eurico Miranda...Heheheh


Aliás, teu presidente roubo tanto que além das duas quedas para a série B, largou uma banana (literalmente), nas mãos do Dinamite...Heheheh

Vai acreditando na historinha do Boitata, vai...Hehehehe

Rumo a São Luís

SRN!

Caju

Marcos Paret disse...

Eu dizia isso sobre irmos em menor número em 2007/9 mas eles riam Gustavo. Se fôssemos comemorar um gol do Dodô nos setores mistos, hordas baixavam a pancada em grupos alvinegros familiares....andavam para as crianças.

Veja agora como são: alguns, com palavras diretas ou nas entrelinhas, vieram ao post concordar com a punição do Jobson.

santos disse...

Caju, não sei quem você é, mas você tem um sério problema de interpretação de texto (ou no caso, interpretação de posts).

Eu não ia falar nada, mas outro dia o PC fez um post em que mostrava o Guiñazu sendo agarrado na área do Fla. E nada foi marcado (diferente do que ocorreu em 2009).

Você colou vários links do PC falando mal do Guiñazu e taxando o autor do Blog de incoerente. Na verdade, a ideia central do texto (do post) era que no Rio tem dois pesos e duas medidas. O que vale para o Fla, não valeu para o Vasco. Simples assim. Poderia ser qualquer jogador do Vasco na foto. O PC continua achando o Guiñazu um botinudo. No que, eu concordo.

E se você não entendeu esse texto que era óbvio, claro que não entenderia o meu, que traz no seu bojo ideias mais sutis.

Eu não defendi a FERJ, até porque o Vasco já fui roubado inúmeras vezes no campeonato organizado por ela. Não gosto do Rubens Lopes, muito menos do Eurico, apenas abordei outras questões que passaram batidas. Uma, é que os jornalistas de mesas redondas atuam como candidatos a vereadores, sempre defendendo a posição mais cômoda, que é bater nos elementos impopulares, como a FERJ, o Eurico ou mesmo o Governo. Isso é muito fácil e traz um ganho enorme para a imagem deles. Duro é ter coragem para dizer que o Eurico está certo, como no caso da elitização do futebol. Se o Júlio Brandt, jovem empresário, candidato do Edmundo, tivesse vencido as eleições no Vasco e levantasse essa bandeira, as opiniões nas mesas redondas seriam outras.

Outro ponto que levantei é que estar contra o "vilão", no caso a Federação do Rio, não faz de você o mocinho da história. Como se diz por aí, não tem virgem na zona. Fla e Flu estão longe de serem mocinhos. Aliás, trabalho na mesma área do Peter Siemsen, e ele e a empresa dele, estão bem longe da santidade.

Fla e Flu não estão na linha de frente da moralização. Simplesmente, seus interesses financeiros os levaram a bater de frente com a Federação. Ano que vem, a situação pode até se inverter. Assim como nós já tivemos uma Liga (Clube dos 13) e os clubes iam rompendo com essa liga na medida em que seus interesses eram contrariados.

E quanto a ser fake -- outro ponto que você não entendeu e nem vai entender --, acontece que eu não sou flamenguista. Não estou acostumado a ganhar roubado e nem sou da política do "roubado é mais gostoso". Então, se a imprensa decretou que o Vasco ganhou roubado, esse campeonato já perdeu a graça pra mim. Ontem, eu saí e nem assisti ao jogo.

E uma dica: quando abordar os textos desse blog, que tem textos de alto nível, bem melhores do que os meus, comece com "Eu acho que...", "Não sei se entendi direito, mas...". Você afirma coisas de maneira peremptória, como se fosse um cara sagaz, mas não acerta uma.

Vascão 2015, ou se você preferir, Fogão 2015 – entendeu essa?

pc guimarães disse...

Só discordo de uma coisa, Santos que é Vasco. Ontem, pela primeira vez, vi o Guiñazu no campo. Um belo jogador. Depois do Arão foi o melhor jogador da partida. Até a Imprensa reconheceu isso. Quando não dá botinadas é um bom jogador. Um líder em campo, tem um bom toque de bola e marca muito bem. Só não sabe chutar. Se jogasse no mais beneficiado seria chamado de "Deus da Raça" ou outra baboseira qualquer. Os sentões precisam aprender a conviver com as críticas. Os blogs e as demais redes sociais acabaram com o papo de última palavra. Eles podem pautar a Grande Mídia, mas não pautam as Redes Sociais. E é isso que incomoda essa gente. Sempre viveram dos mimos dos grandes veículos.
Como escrevi em post acima, como é bom ler os jornais no dia seguinte a um jogo em que o Sentão não jogou. mandei e-mail pro Pedro Motta Gueiros do Globo elogiando a resenha de hoje.
E repito: este Blog está aberto ao debate, nunca censurou ninguém mas não admite mais cagação de regra. Cagação até no próprio nick. O pão e o circo tem endereço certo. E fica na Gávea.

Caju disse...

Caro "Santos"

A internet e os blogs nos trazem hoje situações incomuns, e aqui dentro desse espaço, podemos assumir qualquer posição no anonimato. Ser fake ou não, independe de ser associado a um clube ou não...

O blog tem uma linha editoria, ou seja, pautada sempre numa posição "anti-flamenga", embora seja um blog voltado ao "Botafogo", este ainda assim, mostra-se disposto em formular questões e teorias para nos desmoralizar.... Faz parte, por isso, uma vez ou outra entro aqui para rebater criticas que considero "injustas", na minha opinião, e relembro outras atitudes identicas que passam esquecidas quando o protagonista não é o rubro-negro. Vide Guinazu, que ganhou até um elogio...Hehehe

Até ai sem problemas, pois o blog é do editor e ele pode postar o que bem entender, até mesmo as dicas gastronômicas, como surgiram depois do solavanco do Brocador e cia. da Copa do Brasil de 2013...Hehehe. Porém, se entre seu publico leitor, ele nos aceita, deverá conviver com as nossas críticas. Faz parte do jornalismo.

Se realmente tu interpretas bem "textos", poderá verificar que sempre usei de uma velha dissimulação chamada ironia. Desta maneira, posso levantar uma opinião contrária, sempre observando questões omitidas, por convenciencia, por esse blogueiro. Isso sem ofende-lo, porque também não uso esse tipo de ação.

E se reamente tu acompanhas futebol, e com um pouco de bom senso, perceberá que as federações, incluindo a FERJ, estão trabalhando tão como feudos do que como entidades promotoras do esporte em questão. Os exemplos estão na nossa frente, e não preciso sequer lista-los. Se a dupla Fla-Flu realizou um contrato com o "New Maracan" e observa a necessidade de cobrar preços elevados, porque a FERJ, repentinamente, juntamente com Eurico, formou uma oposição ferrenha contra "elitização do futebol"!? Balela... Eurico foi inteligente o suficiente para perceber que fazendo isso, feria diretamente a dupla Fla e Flu no tocante ao contrato. Qualquer criança percebia isso...

E o pior de tudo, não existe instrumento ainda capaz de mudar tal quadro na FERJ, pois possui uma legislação tão bem "amarrada", que inviabiliza qualquer ação para a formação de uma liga.

Reconheço que o Flamengo nunca foi santo, mas no atual cenário, o mandatário rubro negro tem realizado ações que ao menos começam a criar uma imagem mais transparente do que seus antecessores. E isso tem se apresentado como carro chefe dessa gestão, e que na minha opinião, é o caminho correto a seguir. Pagar a parte financeira a quem está devendo. Se o Siemsen faz lambanças na sua empresa particular, o problema é todo dele.. Se faz isso no Fluminense, somente os sócios tricolores poderão dizer...

A impresa está presente para informar e comentar, emitir opiniões, e cabe a nós julgar qual, ou quais, que apresentaram a maior credibilidade, em contra partida ao chamados "programas de botequim".

Por fim, nunca me analisei "sagaz", embora goste muito de futebol, é apenas a "coisa mais importante entre as mesnos importantes nas nossas vidas" (Milton Nenves). Apenas ironizo a posição do blogueiro, sem jamais faltar com o respeito devido. Se seus textos são de "alto nível" para a sua avaliação, é um direito seu, assim como tenho assegurado o meu direito de discordar de algumas lorotas escritas aqui.

Cordialmente

Caju

santos disse...

Caju, Relendo o meu texto, acho que ficou um pouco pesado demais. Achei que estava lidando com um adolescente e com a garotada a gente não pode dar mole. Foi mal.

Quanto a textos de alto nível, estava me referindo a textos desse blog em geral, não estava falando dos meus.

Abs,

Vascão 2015