Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Qualidade das emoções x quantidade das conquistas


Como escrevi humildemente no post abaixo, como é bom ler jornais quando o Sentão não joga. Belo texto também (como quase sempre) do repórter Pedro Motta Gueiros. Ele captou a alma alvinegra. O Botafogo é isso mesmo. Prefere a "qualidade das emoções" no lugar da "quantidade das conquistas". Bela frase. O botafoguense n]ao quer ganhar títulos que nem certo times que andam por aí e vivem comemorando títulos (sic) de formas "duvidosas". Renê Simões captou isso bem. Assim como Cuca e Nei Franco que praticamente não ganharam nada no Botafogo mas fizeram o time jogar um futebol bonito. Especialmente Cuca com o "Carrossel Alvinegro" de 2007, que não foi campeão por motivos que conhecemos muito bem.

15 comentários:

Marcos Paret disse...

Olha, quem disse isso no ano passado foi aquele atleta do Barcelona, quando falou de um jogo épico que fizeram.

Acho que foi 2013, antes da chegada do Neymar, naquela fase dos 4x0 no Santos.

Após um jogo (acho que foi o Xavi), ele declarou que as pessoas queriam só títulos, taças, mas não tinham noção do que era terminar um jogo como aquele, claro, a sensação de atuar numa partida daquelas.. Passes perfeitos, entrega, mágica em campo.

Os comuns, possivelmente, jamais saberão o que significa isso.

Anônimo disse...

PC, na verdade o "jornalista" mulambo mirou no Botafogo mas acertou o próprio pé. Explico:

Na lógica mulamba, "quantidade de títulos" é o que importa. Seja como for. Se for roubado, então, melhor ainda. Pra eles o SENTÃO é "maior" do que o Botafogo pois tem mais "títulos" e os botafoguenses buscam sempre justificativas "rarefeitas" para contradizê-los. Tudo certo visto que essa é a linha editorial do Globo? Não necessariamente.

Os leitores que são pautados pela ética e respeito em suas vidas enxergam uma confissão do "jornalista" e, mais ainda, uma lição de moral para todas as torcidas.

É um caso semelhante ao do vestido azul/preto ou branco/dourado.

Abs
Pablo

pc guimarães disse...

Pablo
O Pedro é um grande repórter. Talvez o melhor do Esportes do Globo. Mas que sentão pensa da forma que você escreveu, pensa. Não importa a forma como ganha, o que importa é ganhar e se dar bem.

Anônimo disse...

PC, se ele fosse competente já estaria trabalhando numa assessoria de imprensa de grande porte. Teria Blog, Face, twitter, etc.

Não há liberdade de expressão na RGT e estão pagando uma miséria lá. Só restaram jornalistas fraquinhos e foquinhas amestradas. E os remanescentes ou serão demitidos ou serão terceirizados, assim que a RGT passar a lei no Congresso.

O Globo apostou na "nassão" e quebrou a cara.

Abs
Pablo

Panis et Circenses!!!! disse...

Pc, paret, pablo...



Eu até concordo que a grandeza de um clube não se mede apenas por títulos.

repito e friso: apenas.

Prova disso é que o botafogo continua a figurar entre os gigantes do futebol brasileiro mesmo tendo parcos troféus em sua sede.


Mas, se é essa a tão bela filosofia foguense, por que então vocês vivem a questionar a genialidade da seleção de 1982 que, embora tenha encantado o mundo, não conquistou o caneco???


Camejo.

Caju disse...

Cumá?! (by Didi Mocó,1980)

Se seguem essa cascata, porque comemoraram então, o "título" reconhecido de Taça Brasil de 1968!?!?

Hehehehehehehehe

Deram até volta olímpica com a Taça GB....

A Limeirinha é que nem mulher de malandro, quanto mais apanha, mais fica apaixonada...Hehehehe

Rumo a Mogi!

SRN

Caju

Celso Ricardo disse...

A seleção da década de 80, Camejo, não conquistou um único título importante. Perdeu TUDO que disputou, TUDO que tinha um mínimo de importância. Apenas isso. Abraços.

Cristian Hofman disse...

O que fica para a história, para os álbuns e para os netos são os títulos.
Por isso estamos sempre à frente de tudo, enquanto os puristas...
Srn!

Panis et Circenses!!!! disse...

Celso Ricardo,


Então você discorda da posição de seus confrades no que diz respeito à importância ou não dos títulos??

é esse tipo de atitude que me incomoda em vocês e gerou toda aquela celeuma entre mim e Pc: sem pretender ofender ninguém( creio estarmos conversando sobre algo) e revolver assuntos já resolvidos, mas eu vejo que vocês se utilizam de uma filosofia quando a coisa lhes convém ( como, por exemplo, a questão dos titulos não sendo determinantes na grandeza de um clube) e contrariam essa mesma filosofia quando o intuito é zoar ou denegrir situações associadas ao flamengo, como, por exemplo, a seleção de 82.


Abraços.


Camejo.

Anônimo disse...

Renê Simões está cometendo um erro grave que pode significar a sua derrocada.

1o. Colocar um time juvenil para enfrentar o Capivariano em São Paulo, achando que o Capivariano é o Nova Iguaçu é um erro. Além disso ele escalou dois jogadores que não têm mais compromisso com o clube e podem sabotá-lo durante o jogo: Airton e Henrique;

2o. Não faz sentido ele não ir a Capivari. Se ele toma uma piaba do Capivariano e perde a final para o Eurico a flapress vai cair matando em cima dele. O deboche já começou ontem, com o Galvão Bueno...


Tá errado o Renê.

O certo, a meu ver, seria:

1o. Deixar titulares no banco como ocorreu em João Pessoa;

2o. Viajar até Capivari que é do lado de Vira Copos.

Abs
Pablo

Celso Ricardo disse...

Camejo, você está comparando universos diferentes. A seleção brasileira conquistou títulos importantes , tem uma história fantástica porém, AQUELA SELEÇÃO tão idolatrada pela imprensa NADA conquistou. Botafogo, Vasco, Flamengo, Fluminense conquistaram títulos importantes , têm a sua história sim,porém também tiveram times que NADA conquistaram e não foi por isso que deixam de ser grandes clubes. Então, critica-se aquela seleção produto de uma mídia, formada por jogadores que nada conquistaram em mais de uma década( não faltou oportunidade nem apoio), não se critica a história da Seleção Brasileira num todo.

pc guimarães disse...

"O que fica para a história, para os álbuns e para os netos são os títulos.
Por isso estamos sempre à frente de tudo, enquanto os puristas... "
Precisa comentar esse "roubado é mais gostoso"? Purista, não; a favor da Ética.

pc guimarães disse...

É por esse tipo de coisa que tenho andado meio de saco cheio de comentar os comentários. Nada de novo. O importante é se dar bem, não importa como. Tô fora.
Leiam o livro do Jogo do SEnta que vocês vão entender certas coisas.

Marcos Paret disse...

Caju..

Vou para Mogi e que tais LEVANDO UMA TAÇA GUANABARA E olha... a melhor amarelice que já produziram aí trocava qualquer troféu por ela... kkkk

Chupa torcedorzim fruta!
___________________________

Panis... parcos troféus em General Severiano... kkkk


Você começou bem o seu comentário mas caiu no lugar comum.


ficamos 20 anos sem qualquer título oficial mas creia amigão, busque informações e, sem muito esforço, refaça o seu comentário.

Panis et Circenses!!!! disse...

Paret,



Panis et circense e Camejo são a mesma pessoa.( ideia)




Camejo.