Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Visite o Blog do PC e concorra a uma camisa do "Jogo do Senta, a verdadeira origem do chororô"


Pessoal: a primeira leva de 1 milhão de camisas do Jogo do Senta, criadas pelo Cláudio Duarte, já está na minha mão. Em breve vou fazer uma promoção aqui no Blog. Essas três aí da foto já têm dono. E acabo de chegar da rua. Assinei contrato com a Editora Livros de Futebol, do meu amigo Cesar Oliveira, para publicar o livro "Jogo do Senta, a verdadeira origem do chororô", que será lançado ano que vem.

Aguardem novidades, como sempre.

14 comentários:

Wesley Machado disse...

O César comentou mesmo que ia editar o livro. Vc chegou a ir à Biblioteca Nacional? Achou alguma coisa? E a camisa? Ficará por quanto?

pc guimarães disse...

Bicho paguei R$ 16,90, preço de custo no centro do Rio. Não pretendo ganhar nada com a camisa. Talvez algum valor simbólico para doar para alguma instituição de caridade. Quem encomendar deverá pagar o frete. Vejo isso e informo o mais breve possível. Obrigado pela força. Não deu pra ir hoje à biblioteca. Estou na fase de contatos.

Pablo disse...

Mais uma da PM que emite laudos sobre "segurança dos torcedores" no Engenhão:

http://oglobo.globo.com/videos/t/todos-os-videos/v/webchamada/2862943/

Alô Seu Cabral, professor não é marginal.

Abs
Pablo

Alberto disse...

PC,

Podemos conversar para montar uma mega loja virtual complementar ao blog. Estou trabalhando agora na montagem de uma para um amigo, e essa seria um desafio e tanto, pelo potencial volume avassalador de vendas, visto a repercussão e a polêmica que essa camisa já criou aqui no blog e nas redes sociais.

Um abraço.

Adriano Ferrarez disse...

Parabéns PC!

Mario_av disse...

Boa, PC!
É o início da corporação PCX.

Léo disse...

Nunca antes na história da psicanálise esportiva moderna existiu um jornalista que houvesse conseguido diagnosticar a origem do trauma de uma "nassão" inteira recorrendo a simplória imagem de um urubu chorão sentado.

Parabéns, PC.

real disse...

Pelo visto os botafoguenses desistiram do Brasileirão...

REAL

Wesley Machado disse...

PC, só perguntei por curiosidade. Aqui em Campos faço por 20 reais. O preço tá bom aí no Rio. Poderia mandar fazer uma para mim aqui por conta própria utilizando a arte, mas pensando melhor vai pegar mal ficar usando camisa com detalhes vermelho e preto. A não ser que dê de presente para algum amigo flamenguista. Rs! Mas o livro vou querer sim. Não vejo a hora de vê-lo pronto.

Marcos Paret disse...

Wesley. Claro que tá em vermelho e preto mas como as cores não ocupam a camisa inteira, logo vão perceber que estamos zoando o mais ajudado.
__________________________________

Agora PC: "a pedidos" (o Thomas cobrou isso).

Vão aqui sugestões para as futuras camisas comemorativas.

Atenção amigos urubulistas, que vou pela cronologia. Vamos pensar em ..

uma para o 3 x0 de 62 (foi marcante);

uma da volta olímpica ao contrário;

outra do 6x0 com gol de letra, se possível, com uma imagem de bolo no vestiário (dizem que a cara do Liminha comendo bolo era de estarrecer);

Mais outra do baila, outra de 89;

mais uma sobre o maracanazzo cearense de 95 (a emissora levou o ôba-ôba menguitista-romarista para Fortaleza mas o povo caiu na real e no fim, só gritava ‘Botafooogoo’);

Outra ainda para ‘perdeu para o time de reservas do Fogão’;

e até uma provocativa sobre o nosso rebaixamento, ao estilo – “REBAIXAMENTO 2002, EU PAGUEI E VOCÊ?” (eles usaram a TV e a CBF para mandarem a Lusa para a segundona no seu lugar);

Tem duas aí que podem falar da sanha que têm com o tetra: a do gol do paraguaio Cañete em 56 e a da cavadinha do Loco, com requintes de perversidade esportiva (o goleiro, humilhado e olhando a bola viajando para as redes) que desandou em perversidade material contra a pessoa humana, semanas depois.

Acho que a coleção pode bombar.

Wesley Machado disse...

PC, e tome repercussão! O assunto está rendendo:

http://estrelasolitarianocoracao.blogspot.com.br/2013/10/livro-sobre-o-jogo-do-senta-ja-tem.html

pc guimarães disse...

Obrigado de novo, Wesley. Vamos virar esse jogo também. Muito em breve framenguista nenhum vai vir com essa gracinha de chororô. Lá no meu face quando alguém fala em chororô, mando um seeeentaaaa nas fuças do fuinha. E como eles choram! Não se conformam de a gente ter descoberto o ponto fraco deles.

Wesley Machado disse...

PC, eu também estou usando deste artifício. Quando eles vêm com "chororô", eu respondo com um "Seeeeta"! Muitos deles ainda não entendem, ou fingem não entender, dizendo que é coisa antiga. Mas vamos massificar esta história até que ela caia em domínio público e que além de time do apito, eles fiquem conhecidos como o time que senta! Saudações botafoguenses!

MARCO CAMEJO disse...

Antes que caia no esquecimento:

" Marco disse...
Caro PC,
As gozações entre torcedores é livre. Acho apenas que deturpar os fatos fica meio chato. Você se aproveitou de uma imagem que eu retirei de O Globo para ilustrar a minha coluna "Aí é outra história", no blog Fim de Jogo. Lá eu conto o que realmente aconteceu naquele 10 de setembro de 1944. O Flamengo não estava levando ole'. Estava até um jogo equilibrado até o 3x2.. O quarto gol fez o time do Flamengo partir loucamente para o ataque até que saiu o famoso gol aos 31 minutos que gerou todo aquele chororo (sim, eu concordo com você: o chororo entre os times começou ali. Se você leu a minha coluna, viu que o time do Flamengo com Zizinho e outros grandes jogadores não quiseram atender ao pedido do vice-presidente que mandou o time sair de campo em atitude de protesto. O treinador rubro-negro Flavio Costa, como todos os jogadores do Fla, queria prosseguir o jogo normalmente. O vice que deu a ordem. Mas, como eu disse lá em cima, toda gozacao entre torcedores é válida e saudável. Mas deturpar os fatos é feio... Um forte abraço e obrigado pela leitura da minha coluna."


Ora, ora, ora...Pc, aguardo explicações...

Lembrando: esse marcos não sou eu e sim um bloguer que postou esse texto em outro assunto...