Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Falando MUITO sério: o Marinho merece todo apoio

Deu hoje na coluna do Renato Maurício Prado. Passo adiante. Vi Marinho jogar. Jogava muito e vestiu a camisa do Glorioso. Sofreu muito. Merece uma nova chance.

4 comentários:

santos disse...

É foi um cara muito injustiçado. A vida e os deuses do futebol (leia-se, safados do apito) foram muito cruéis com ele. No futebol, fez um gol legítimo e mal anulado na final do campeonato brasileiro contra o Coritiba, poderia ter se consagrado. Na final do Carioca com o Fluminense, nosso grande Zé Roberto Wright (sempre ele) tirou o título do Bangu, no roubo mais vergonhoso de todos os tempos, fato admitido até por tricolores. Mas o pior mesmo foi a perda do filho. Isso acabou com ele de vez. Quanto aos problemas com drogas e bebida, quem somos nós para julgar? Foi um jogadoraço. O meu Vasco ficou um bom tempo sem vencer o Bangu nesse tempo e o Urubu levou uma goleada de 6 x 2 inesquecível. Espero que alguém o ajude.

pc guimarães disse...

Boas lembranças, Santos. Estaremos torcendo - juntos. O cara merece.

Cazuza disse...

Uma vez ele me deu um autógrafo na saída do Maracanã. Em 88. Todo mundo saiu no ônibus do clube. Ele, humilde, foi a pé pelo portão 18.

pc guimarães disse...

Alguém consegue imaginar isso nos dias de hoje em que qualquer Zé mané se acha um Pelé?

Cazuza: por favor, manda de novo aquele link do "vai nessa". Me perdi na correria.