Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Sem Ana Paula não dá, Figueirense


Ufa! Ufa! Na base do sufoco mas sem "lances duvidosos". Se houve algum lance duvidoso foi a jogada no Diego Jardel, no final do jogo, que o Dé, ao comentar na Rádio Globo, achou que foi pênalti. Duvidoso, Aranha, duvidoso. E na dúvida é sempre contra o Botafogo.

16 comentários:

Thomas Beta disse...


Sei não, PC...

Sem Ana Paula, eles estão na Primeira Divisão.

Além disso, acho meio cedo pra comemorar.

Ontem, vcs estavam com a taça na mão e aí...


Tomaram gol do Farinha e foram pro saco.

Marcos Paret disse...

hehehehe.

Piada boa mas sem lastro Tomas. Não foi o Farinha (ótimo jogador... apelido lastimável) quem fez o gol de pênalti mas sim o Eron (fera, candidataço a carque).

Já quanto à gosto.. éé a essa sacripanta, que o ostracismo a guarde bem longe das linhas dos campos de futebol.

Eu até gostaria que este anonimato fosse vivido aqui no quarteirão ao lado mas não se pode querer tudo na vida.. hehehe.

Caju disse...

Mas que cortininha de fumaça sem vergonha...rsrs

Mas pense pelo lado bom, a Limeirinha conseguiu buscar um empate contra uma equipe de série A...Hehehe

Sem Ana Paula não dá, imagine sem Marcio Rezende de Freitas?! Hehehehe

Rumo a Goiânia!

SRN!

Caju

PS: Cadê os post das vitorias na série B!? Hehehe

Gustavo Menezes disse...

A mídia mandante não tem mais como esconder!
Nascida nas redes sociais, a discussão sobre a firme caminhada para a espanholização ganha notoriedade e já é comentada em programas da RGT e afins.
Hoje no ge.com, Rodrigo Capelo (ver link abaixo) tenta arrefecer a discussão
Mas não há mais como fugir da discussão, muito menos da necessidade de mudar o rumo dessa colisão iminente.
Não haverá vida pós-espanholização!
Brasil - 3 títulos mundiais até a 'globalização'.
Espanha - 1 título mundial em toda sua história.
Os clubes passarão a ter mais jogadores estrangeiros, abandonando a formação dos garotos. O caminho adotado pela Inglaterra, recentemente, promove o equilíbrio, mas ainda faltando uma política mais rígida quanto a formação de base nos clubes.
Nos países europeus, de populações muito menores que a do Brasil e com mais oportunidades para os jovens profissionais, há mais dificuldade em revelar novos e bons jogadores. Aqui, precisamos incentivar essa prática que nos manteve no topo tecnico, até bem pouco tempo, mas ainda na topo das exportações de jovens jogadores.
Apenas 'pincelei-os', mas há muito o que discutirmos sobre estes assuntos.
http://globoesporte.globo.com/blogs/especial-blog/dinheiro-em-jogo/post/espanholizacao-como-receitas-com-tv-sao-divididas-nas-maiores-ligas-do-mundo.html

Pos Graduação disse...

Qur venha a espanholizacao com o Flamengo sendo o Barcelona, tô nem ai pros outros. Quem manda o Assunção acabar o clube dos 13. Vão chorar com pois ele foi um dos responsáveis, o resto é choroooo de time pequeno.

Marcos Paret disse...

E ainda tenho mais a dizer. Apesar de sempre tentarem, no trabalho e nos meus grupos sociais, me desmentirem quanto à balela 'Espanha/França', sempre repito..

Espanha ganhou na Europa e deu show sim, mas o deu depois que a tranquilidade imperou e só durante 5 anos. A Copa foi ganha no gol ao acaso, após a expulsão de um adversário.

Não foi a superioridade de uma era.

A França também mandou ante a inépcia dos seus adversários europeus e, igualmente, ganhou a sua Copa ao acaso.

Times grandes - Brasil, Argentina, Alemanha, Itália.

Grandes pois, mesmo, dos 4, o que não tem futebol para por vezes estar em cima, possui história e camisa.

A Argentina só não tem pelo menos mais dois mundiais pq anda dependendo de um fora de série que não vinga na seleção.

E tem mais - a Alemanha, creiam, é grande sim por causa da tradição, já que o 7x1 é muito mais significativo para mostrar como erramos do que propriamente para demonstrar o tamanho da superioridade que o placar faz supor.

É papo para uma temporada.

Vou indo que o domingo vai ser curto.

Abços.

Anônimo disse...

VERGONHA INTERNACIONAL

Uma raposa felpuda da Jeep/Chrysler contou para a prima da sogra do cunhado do tio do dono da carrocinha de tapioca mais famosa da Rodoviária Novo Rio que uma luz amarela foi acesa na matriz da empresa.

O astuto canídeo comentou sobre a repercussão negativa da matéria de CAPA do jornal NEW YORK TIMES da última sexta-feira 22 de maio.

O jornalão trouxe como destaque de capa uma matéria sobre a matança que está ocorrendo atualmente no complexo do alemão. Ao abrir o jornal, a matéria continha foto gigante de bandidos sendo presos e, obviamente, um deles vestia o "manto-sagrado" da bandidagem.

Até aí tudo normal não fosse o destaque dado ao logo da PEUGEOT na camisa do marginal.

A matriz está cobrando explicações da subsidiária brasileira sobre o tal patrocínio do "manto", após executivos da PEUGEOT consultados terem confirmado o arrependimento da empresa.

Há testemunhas.

Abs
Pablo

Anônimo disse...

Caro Pós-Graduado da UEA, qual o mérito de se impor sobre os concorrentes com condutas antidesportivas?

Quem não tem competência não se estabelece. Em algum momento esse esquema vai ruir.

Não adianta empurrar goela abaixo. Quem perde é o futebol brasileiro.

Abs
Pablo

Fernando Almeida disse...

Paret, discordo dos 4 apenas a Argentina. Concordo com os inumeros talentos que a Argentina possui, mas não a considero grande por dois motivos:

em 78 compraram a copa e em 86 ganharam na mão grande (literalmente).

Portanto, se não fossem esse 2 "titulos" seriam um Uruguai da vida...

Pos Graduação disse...

Então se estruture botafogo, para de botar a culpa em todo mundo, só o botafogo não é culpado pelos próprios erros.

Anônimo disse...

Fernando Almeida, se o SENTÃO não tivesse ganho na "mão grande" do Galo (Libertadores + Brasileiro), Grêmio, Sport, etc, etc,etc, seria uma Ponte Preta da vida...

Abs
Pablo

Pos Graduação disse...

Vixe, naftalina pesada noar.
Se o botafogo nao tivesse roubado metropol e Santos nem brasileiro tinha.
O botafogo seria um Olaria da vida.

Anônimo disse...

Para que o Botafogo "se estruture" os golpes contra o clube têm de parar. Soube de uma raposa felpuda que um novo Golpe do Engenhão está a caminho. Estou buscando mais detalhes para compartilhar com os amigos do Blog.

Para que o Botafogo "se estruture" a justiça tem que tratar o clube com isonomia. O clube quer honrar seus compromissos, mas não deixam.

Para que o Botafogo "se estruture" a RGT tem que perder o monopólio do futebrax brasileiro.

Abs
Pablo

Anônimo disse...

Ah tá, naftalina... Então 1978 foi ontem né SENTÃO?

Mata-me de rir.

Que pós-graduação é essa?

Vixe!

Abs
Pablo

Fernando Almeida disse...

Pablo, apesar dos pesares ganhamos o titulo e ponto final. VocÊs nao ganharam do Santos com "lances polemicos"?

Se não tivesse sido em 81 teriamos ganho a libertadores em qq ano depois de 81.

Pos Graduação disse...

1978? Botafaisca ta cheirando muita naftalina, daqui a pouco vao querer relembrar Heleno de Freitas, o doido de Marechal Hermes.