Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Ai que saudades dos tempos em que os debates esportivos eram democráticos e divididos igualmente

Na minha árdua pesquisa para escrever o livro sobre o Sandro Moreyra recebi um baú em que encontrei essa pérola. Um botafoguense, um sentão, um vascaíno e um tricolor. Nenhum deles raivoso, nenhum deles cagador de regras, nenhum deles irresponsável. Apolinho conheci pessoalmente há alguns meses. Gente boa pacas. Léo é meu antigo e querido amigo de faculdade. E esse Tedesco é o cara. Meu mais novo amigo de longa data. Mora há alguns anos em Portugal e faz falta aqui. Bem-humorado pra cacete.

Mas tem gente que prefere irresponsáveis que fazem carinhas de sérios e provocam torcedores adversários e desqualificam os outros.

Salve Sandro, Apolinho, Tedesco e Léo.


23 comentários:

Carlos disse...

Bons tempos mesmo. Havia zoação mas com sensatez. A cronica burro negra hoje em dia não consegue enxergar nada de positivo nos adversários e qualquer coisinha do lado deles vira manchete. E os seguidores do Império do Mal se deixam levar por essas enganações, trouxas que são.

Léo disse...

Aproveitando a frase acima do Carlos sobre a "crônica burra não enxergar nada de positivo nos adversários", vale ressaltar a "crônica burra" de hoje publicada no UOL pelo jornalista esportivo Paulo Vinicius Coelho, o PVC, no sobre a eliminação no dia de ontem do Segundo Mais Beneficiado do Brasil.

O cara produziu um texto de 21 linhas - tive o trabalho de contar - sem qualquer elogio ao adversário do Corinthians, e o pior, sem uma citação, umazinha sequer ao nome do Guarani do Paraguai, o vitorioso da noite.

Os cronistas atuais são uma caricatura - e mentirosa - de gente da estirpe acima apresentada, conseguem encontrar futebol onde existem apenas meia-dúzia de pernas de pau e burros, incluindo, aqueles que comem a grama do campo do meu clube, depois quando tomamos um vareio de sete de um time de ex-mecânicos de automóveis, a deliciada platéia que aprecia ser enganada fica atônita e inconformada, pois, na semana passada na telinha da Globo e nos sites, como diriam os Titãs, somos o "melhor futebol do mundo da semana passada". Só rindo.

Marcos Paret disse...

Boa lembrança.

Mas insisto em que o hoje mais tranquilo apolinho tinha sim um ódio inconfesso do Botafogo, que sempre subtraí da forma como falava das derrotas do seu time para o nosso.

Em 83 ou 84, quando lançaram a geração que tinha o Mozer, viramos o jogo do brasileirão em cima do laço com um gol de um mala chamado Leiz, um zagueiro-avenida.

Ele passou o campeonato inteiro reclamando que perder jogo com gol de zagueiro no fim é que levava o time a chegar no final da fase de grupos sem chances de ir ao mata-mata (suas palavras.. lembro como se fosse ontem - ISSO É QUE DÁ PERDER JOGO COM GOL DE ZAGUEIRO NO FIM). A forma como reclamava é que dava o tom de que a derrota para o Botafogo é que era, para ele, inaceitável. Se autoproclamavam o time bambambam e nós estávamos nos anos de crise.

E outras - faz claramente (sempre fez desde que atingiu o ápice, com o garotinho) desdém de nossos jogos só dando mais atenção em seus comentários aos do seu time.

Na decisão de 90, passou-lhe incrivelmente despercebida a inversão na zaga, com Gottardo cobrindo as subidas do Paulo Roberto que se machucou na semana do jogo mas foi a campo, dado importante da partida (inversão tática importante por ser uma jogada característica daquele time) mas que ele não mencionou até o fim da transmissão, ou seja, descaso com o que estava comentando.

Daqui PC, como ouvinte, sou criterioso com aquilo que se mostra desagradável ao Botafogo.

Anônimo disse...

o que acho interessante na crônica esportiva carioca é não ler críticas aos elencos e times atuais.
Pelo contrário, ouvi (acho que comentei) no Enquanto a bola não rola que o Flamengo estaria entre os candidatos ao título.
Isso é um delírio.
Assim como a imprensa paulista nao enxerga um palmo além de seus times.
Eles disseram que o Corintians era o melhor time disparado. Baseado em que? na 1a fase da libertadores.
Ainda considero os 4 de SP mais os mineiros e o Inter melhores que nossos 3, mas tudo é possível num campeoanato como o nosso, em que o lider perde pro lanterna de goleada.
E só acontece aqui...
Fabio Medici

Anônimo disse...

outro ponto: os times perderam a chance de dar uma banana pra globo ao abrirem mão de negociar em bloco.
Teria sido mais vantajoso para todos os clubes, mas, a ganância de uns e burrice de outros fizeram com que o grupo se fragmentasse.
Temos essas diferenças nas cotas de TV que influenciam a diferença entre os clubes, mas a incompetência ainda é o maior fator para os problemas dos clubes.
Vide o Flu: anos mamando nas tetas da Unimed sem investir na estrutura e profissionalização do clube. Agora que a torneira secou, passará um tempo sem ter como contratar e vendo a qualidade cair.
Fabio Medici

Cristian Hofman disse...

Esses aí formam o verdadeiro quarteto fantástico.
Bela lembrança.

Srn!

Marcos Paret disse...

Fabio Medici.

Assumo, como alvinegro, que o trapalhão Maurício Assumpção tem culpa no cartório pela desunião entre os clubes na época da renovação do contrato com a malfadada TV.

Emissora essa que caga até para seus dois escolhidos, se um ou outro clube menos popular, por elenco ou pelo momento, lhe der mais retorno.

Ali, não é o caso de se amar este ou aquele clube mas sim, de se defender o valor arrecadado anualmente (1,3 bi).

Ainda mais depois do fiasco técnico que se viu na Copa, quando a casa teve que rebolar para colocar outro patrocinador (Magazine Luiza) no lugar da esperta Coca Cola, que não renovou para 2015.

Frederico disse...

Que bom ler novos comentários de meu amigo Léo!!! Saudades meu amigo!

E com direito a uma intervenção do querido GB.

Abraçao.

Frederico disse...

Não mudando muito de assunto, pois é algo que atinge diretamente todos os clubes, vale uma pergunta. Estamos vivendo uma crise GRAVÍSSIMA, ou o país está QUEBRADO? No primeiro caso aguardemos de 3 a 5 anos para uma retomada. No segundo o caos absoluto. Desemprego em massa, falta de dinheiro para pagar servidores públicos, aposentados e pensionistas, inflação astronômica, juros incalculáveis, deterioração total de nossa parca infraestrutura...vou parar por aqui, os outros itens, e não são poucos podem causar males graves à saúde só de pensar.

Agora imaginem a situação de nosso futebol, gerido com o descaso e irresponsabilidade absoluta, qual o futuro?

O governo com o Tesouro roto, os bancos ávidos por manter seus lucros, as verbas publicitárias minguando, torcedores sem dinheiro para comprar ingressos, camisas, pagar mensalidades de sócio-torcedor, PPV...tudo isso junto com arenas de padrão econômico germânico. Que bomba! A tal igualdade tanto aguardada está por vir, o Anjo da Morte não perdoa ninguém.

Bom, depois dessas animadoras reflexões estou indo para Cambuquira e se ainda existir gasolina volto semana que vem...

Pos Graduação disse...

Essa foi boa: "Acabou de sair o resultado da Comembol sobre a Boca x River.
A vaga ficou com o Fluminense"

Thiago Mattos disse...

O que é pior? jogar spray de pimenta ou invadir o vestiário e dar porrada nos jogadores?

Engraçado, não lembro dos nossos jornalistas esportivos, defensores da moral e dos bons costumes, pedindo a eliminação do "mais querido" quando torcedores do Flamengo BATERAM em jogadores do Macaé.
Aliás, quantos mandos de campos o rubro negro perdeu neste caso? Não recordo a cobertura da imprensa neste caso e nem pressão sobre a FERJ pela moralização do campeonato para que estes casos não se repitam...

Em tempo: Sou a favor da eliminação de ambos, Flamengo e Boca. Da moralização dos Estaduais e da Libertadores. E da punição aos responsáveis pela FERJ e da Conmebol.

Anônimo disse...

Enquanto isso temos que aturar a cara de pau de certa imprensa que tem a ousadia de comparar o Botafogo de Didi, Nilton Santos e Garrincha e o Santos de Pelé com o SENTÃO do...Zico, Adílio, Nunes, Manguito, etc...

http://oglobo.globo.com/esportes/rmp/

Seria cômico se não fosse trágico.

Mata-me de rir.

Abs
Pablo

Anônimo disse...

Vejam o time do Século 20 da FIFA:

Yashin
Carlos Alberto
Baeckenbauer
Bobby Moore
Nilton Santos
Cruyff
Di Stefano
Michel Platini
Garrincha
Maradona
Pelé

Cadê o Zico da RGT?

Abs
Pablo

Pos Graduação disse...

Parabéns bota fogo do século passado. o Zico não está no nivel desses meio campista mesmo não. Mas ele tem mais títulos que Garrrincha e Nilton Santos junto pelo chorao. Pra flamenguista o Flamengo é mais importante que seleção, ao contrário de faiscas que sempre usam a seleção como parâmetro.
Volta década de 60, bota fogo adora cheiro de naftalina.

pc guimarães disse...

Ué, Sentão! Em 1981 já existia naftalina.

pc guimarães disse...

Como disse: julgamentos pessoais e profissionais, ironias, cagações de regras e ofensas pessoais não passarão mais aqui. E quem pauta o Blog e monitora os comentários sou eu.

Pos Graduação disse...

Chorão, ja existia sim. Porém acabou, vcs compraram tudo, até hoje vcs usam.
Vivem comparando jogador do Flamengo e botafogo do passado.
Volta década de 60, chorão morrendo de saudade.

Léo disse...

Frederico, se eu fosse um jovem como(rs) o PC, procuraria um cursinho de mandarim para garantir o futuro; os chineses já chegaram para a época dos "saldos". A situação é gravíssima e estamos apenas no início da crise, conforme conversávamos, a bolha estourou.

Os clubes estão na UTI respirando por aparelhos, não existe outro caminho, senão a redução de custos do futebol e o escalonamento(e cumprimento) dos acordos trabalhistas e fiscais, como tem feito Flamengo e São Paulo.

Não é possível que jogadores abaixo da média recebam mais de cem mil reais. No Botafogo, salvo o Jefferson, neste momento, existe um teto de 50 mil/mês, no ano passado, tinhamos um zagueiro pereba recebendo 80 mil e um meio de campo "entregador" com 150. Tudo fora da realidade. Tem horas que vejo a dívida do Botafogo e, sinceramente, acho impagável. Vamos ver.

Com todo respeito aos amigos flamenguistas, comparar Didi com Nunes merece até um Motorádio...

Marcos Paret disse...

O de sempre..

"...kekeké..kekeké.. nossa zigalinha, a chupetta da Copa de 86, tem mais títulos do que A, B, C e tatatá... mamãe falou e pronto...."

hahaha.

Cadê o ranking? Carioquetas?

Brasileiro de 80? De 82?

De 2009?

FLAçam-me rir mais ainda de vcs.

Marcos Paret disse...

PC.

Não sei mesmo do que trata esta sua recorrente chamada de atenção mas afirmo com a experiência de quem debate futebol com estes caras há praticamente 10 anos.

Destruíram o antigo sistema de comentários lá no Globo, vários sites são obrigados a mudar seu sistema de comentários e, enfim, eles não vão mudar nunca.

Se acostumaram à discussão do churrasco e do bar, ou seja, 10 pessoas no churrasco, 4 torcem para eles, 2 para o Vasco e os do Flu e Botafogo se alternam.

Aí, "têm sempre razão" já que gritam. Algo como aquela famigerada briga de rua em que uma pessoa leva um soco e quando se vira para reagir, vem outro de outro lado e lhe dá uma paulada. No youtube se vê isso a balde.

Não argumentam - simplesmente iniciam uma gritaria para acabar com a conversa daquele momento e aí, assistindo ao jogo, o juiz dá um jeitinho aqui, outro ali e se sair um gol deles, o mundo desaba.

Se sair gol do adversário, por outro lado, já sabemos - surge uma dor de barriga coletiva e somem.


Aí, em espaço para escrever, para fomentar idéias, acabam por serem repetitivos e ante as réplicas certeiras, se perdem e partem (alguns) para a agressão.

Isto não é, claro, comum a todas as maiorias mas é sim, às maiorias bajuladas.

Marcos Paret disse...

Lamentável a expulsão do Rodrigo Pimpão, ótimo jogador mas que pelo lance, mostrou o porquê de sempre estar fora dos times da série A. Decerto, não vai ser útil para a temporada de 2016.

O time vai ter que jogar ligado no próximo sábado em Goiânia, pois baba como essa de hoje (não somos iludidos) não vamos encontrar tão cedo.

Marcos Paret disse...

FLAtençao periferia.. só vou usar mesmo o linguajar daí ok (Cristian, Thomas... nunca lembro qual dos dois chora assim).

- Depois de tomar um 2x0

- Depois que, CRIMINOSAMENTE (by Tom/Cris) a torcida pediu e não fizeram fair play..

- Mesmo com os caras jogando com 10 e com atleta de linha no gol, só assim empataram.


Menguitinho é isso aí - fair play não é obrigatório.

Descenso é e não pagam...

Vida que segue.

Ano que vem o Botafogo vai deixar a vaga pois um daqui desce.

Pos Graduação disse...

Ata assistindo jogo do flamengo. O sport também é chorao.