Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Um recado para Sassá

Alô Sassá

Estive quarta-feira no estádio Nilton Santos e te vi de longe. Bermuda branca, blusa preta e boné. Roupa típica de jogador de futebol. Mas nas cores alvinegras. Foi bacana ver você com os colegas Jefferson, Dudu Cearense (o mais assediado pela torcida), Gattito e outros que foram até o alambrado tirar selfies com os torcedores.

No início até pintaram algumas cobranças na base do "para de beber, Sassá", "para de andar com o Adriano". Moderar na bebida e nas noitadas, bastante; andar com o Adriano, a discutir. Não sei o que Adriano anda fazendo no momento. Dizem que bebe muito mas, em compensação, dizem que tem um carinho muito grande pela mãe e pelos amigos.

Não estou aqui pra dar conselhos. Quem sou eu? Mas pense bem, Sassá. Você quer seguir o caminho do Jobson e tantos outros que se deslumbraram com o sucesso e acabaram na sarjeta?

Viu o carinho da torcida pelo Pimpão? Reparou que na quarta, contra o Olympia, seria um jogo bom pra você?

Toma tenência, garoto. Você tem tudo pra conquistar os botafoguenses.

Pense nisso.


3 comentários:

Marcos Paret disse...

Sassá está mal orientado. Conheci o pai dele numa viagem de trem até o Nilton Santos.

Um senhor simpático, de boa comunicação. Olhou p/mim e falou "conhece o Sassá, né? Sou o pai dele". Me perguntou por ver que eu era um dos botafoguenses que se dirigia para o estádio.

Ato contínuo, sacou o celular e ligou para o filho dizendo "fala com ele".

à época, ele tinha surgido da base e feito aquele gol no fra, naquele jogo em que empataram na volta do segundo tempo.....acho que no fim de 2012.

Eata noite da viagem de trem,tenho quase certeza, foi a do 'BotafogoxQuissamã, a noite do primeiro gol do Rafael Marques, no carioca de 2013.

Na viagem, começou a entrar em várias estações uma garotada saudável, atlética e logo o pai do garoto foi me apresentando um a um. Lembro do meia Dedé, que chegou acompanhado da namorada.

Já no estádio, surgiu o volante Sidnei. No telefonema, sem saber muito o que dizer, falei para o menino Sassá que ele tivesse sucesso na carreira e que o seu espaço surgisse. Ele disse algumas palavras e devolvi o celular para o seu pai.

Meu setor do ST era o Oeste superior enquanto eles iam de gratuidade. Nunca mais os encontrei, pela óbvia razão de morar no subúrbio.

Vitor José Biolchi disse...

Força, Sassá!!!! Tem potencial e o carinhos dos colegas jogadores do GLORIOSO.

Frederico disse...

Em primeiro lugar...FORA TEMER LADRÃO E VOLTA LULA DO POVÃO!!!!!

Viva o COMUNISMO a única doutrina filosófica da paz. Guima e amigos, comprem o livro do Professor Cid Benjamin! Encontrei aqui em Itajubá! Espero um autógrafo!

E cancelem suas assinaturas da Sky e desse bando...

Abraços fraternos,

Fredera