Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Nosso Grande Capitão

Jogou muito. Deu um dos muitos títulos internacionais do Botafogo, a Conmebol, numa final contra um time de tradição, o Peñarol. E também está no livro sobre o Sandro Moreyra. Valeu, Capita Carlos Alberto Torres.

6 comentários:

Vitor José Biolchi disse...

Digna e merecedora é a homenagem que se faz ao Capita, que, agora, lá no céu, ao lado da ENCICLOPÉDIA, com suas arrancadas, com passes geniais de DIDI, com gingas monumentais de GARRINCHA e gols do HELENO, deixam o céu muito mais bonito.
E, com os comentários, de Sandro Moreira, Eli Mendes e Armando Nogueira. E o técnico? Claro, o João Sem Medo Saldanha.

Marcos Paret disse...

Vá com Deus Capitão eterno mas...

Nunca se pode deixar de frisar.

Porquê será que todas as vezes em que o mundo (mundo mesmo... de verdade.. América do Sul, do Norte, Europa e Ásia) reverencia uma lenda do futebol, não aparece um fracotenguista na tela que seja digno de nota.

Só dá Jairzinho, P. C. Caju, camisa do Botafogo, Pelé, Rivelino, Gérson... kkkkkkk

Aí a casa chama 2 dos seus para opinar e, claro, só coloca o homenageado como campeão de 1983 (e nem sonha em dizer que o Santos foi roubado na decisão), não dando uma linha do ÚNICO TÍTULO OFICIAL INTERNACIONAL DE UM CLUBE CARIOCA NA HISTÓRIA DO MARACANÃ - A CONMEBOL (Sulamericana) DE 1983.... COM O CAPITA COMANDANDO O NOSSO BOTAFOGO NO BANCO.

A mídia... sempre ela...

Que coisa né?

Explicações (chororengo inútil) para este blog.
+_________________________________

Qualquer dia escrevo aqui sobre mídia e mundo. Tenho argumentos para discorrer da forma mais correta e lúcida possível acerca desta relação.

Gustavo Menezes disse...

Adeus ao Capitão!
Campeão Sulamericano com o BOTAFOGO!

Panis et Circenses!!!! disse...

Pro Paret, o santos ( TIME QUE SEQUER SE CLASSIFICOU PRA COMPETIÇÃO) foi roubado...



Mas em 1995 foi apenas um acaso....ou como é mesmo que você fala: UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL!!!


KKKKKKKKK....ai ai....


Paret, você é o primeiro colocado do prêmio cara-de-peroba de 2016.


Aliás, em matéria de cara-de-pau, você é maior jogador de todos os tempos...

Gustavo Menezes disse...

Paret, meu caro, o desespero bate em algumas portas...

Marcos Paret disse...

Panis..

Agora vc se superou. Antes, esperava o fim de uma postagem para, qual mulher (somente as chatas), tentar deixar a última palavra.

Agora retira trecho de comentário de outro post e vem aqui soltar pérolas.

A revolução no futebol se deu em 1957 (repito isto como se quem reclama estivesse numa salinha de creche - pré-escola) e não em 95.

Em 95, com um bom time (nada mais que isto), o Sr. Sidrak Marinho evitou que armássemos a goleada no Maraca, no PRIMEIRO JOGO DA DECISÃO DO BRASILEIRO), já que o Santos se desmanchava com 2 gols de desvantagem.

Aí, a sua mamãe travecada de mídia lhe ensina que ganhamos aquele brasileiro por um roubo escandaloso no Pacaembu.

E eu ainda perco o meu tempo repetindo isto a cada semana.

________________________

Chora não Panis! - Habemus time. Só faltam alguns reforços pontuais, não para virarmos um Boca da década passada mas sim, pelo novo estilo alvinegro de jogar, um enjoado Olímpia do Paraguai (e não ria de Olímpias, Defensors, Palestinos e Zé Melek´s - bem o sabes né?).