Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem

Sandro Moreyra, um autor à procura de um personagem
À venda no buscapé em 16 livrarias e em diversas livrarias ao vivo (Clique na imagem acima)

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Alô alô, rbn: aquele abraço!

Alô alô rbn, de onde você tirou essa informação de que a música de Gil, Aquele Abraço, na parte que diz:"alô torcida do framengu, aquele abraço" foi pra gozar com os framenguistas devido aos 3 x 2 em 1969, quando ganhamos o campeonato em cima deles:-)?

Embora haja controvérsias e, criterioso como sou, fui checar em outras fontes. Mas é interessante.

Cabe no livro. Dê retorno pro blogdopcguima@gmail.com Se puder.

13 comentários:

Thomas Beta disse...


"Que nada, minha porção mulher que até então se resguardara...
É a porção melhor que trago em mim agora...
É o que me faz viver..."

(Gilberto Gil)


Grande Gil... definitivamente tricolor.

pc guimarães disse...

Mata-me de rir, Thomas. Com o direito de resposta, rbn

MARCO CAMEJO disse...

Pc,



eu sou mais imparcial que você. É verdade sim. Se você analisar a letra e paraleliza-la com os acontecimentos do ano em que foi escrita verá que os "aquele abraço" que seguem são irônicos, uma vez que Gil estava sendo expulso do país pela ditadura:

"Alo, alo realengo, aquele abraço"

Gil e caetano ficaram presos em realengo antes de irem pra london, london...


"Alô torcida do flamengo, aquele abraço"

Acho que antes de sua partida o fluminense venceu um fla-flu, por isso o "aquele abraço"...


******************************************************************************************************

Ademais, nenhum clube no Brasil tem tantas canções em sua homenagem, mais um traço da incrível popularidade do mais querido...suck this!!!

Ricardo Carlos disse...

Essa música foi um tiro no pé,pois é cantada em todo lugar,inclusive no encerramento das olimpíadas de Londres,e sempre saúda a maior torcida do Brasil,mas pouco acredito nessa história do RBN,como a maioria de vocês fazem,falam,choram,falam,chora,inventam histórias,falam,choram,inventam mais histórias e no final choram,mas sempre sem fonte,sempre com mentiras,lembro que o Cacau Avila depois de perceber que suas histórias não colavam ele disse que o time que tem mais títulos do Rio é o Vasco,disse até que o Botafogo tinha dois títulos da Copa do Brasil e que o Flamengo tinha só 2 porque a de 2006 não valeu porque houve "aquisições e fusões" com o Ipatinga
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkklkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
como chorava,saiu humilhado daqui,mas acho que saiu depois que descobriram que era fake.

Marcos Paret disse...

".....Ninguém aqui é puro, anjo ou demônio......"


Sandrão de Sá


Estamos no século XXI, Thomas.

Hoje em dia, quase não é mais zoeira pilhar quem gosta de dar ou receber.

Sou das antigas mas não me espanta mais o "casal na mesa ao lado", seja de que matiz for.

FOGO F disse...

Matou-me de rir também, Thomas.

Pablo disse...

E o Deputado Marcelo Frouxo, digo, Freixo hein? "Descobriu a pólvora":

http://www.fogaonet.com/noticia-em-destaque/deputado-marcelo-freixo-diz-que-fechamento-do-engenhao-foi-manobra-politica/

Abs
Pablo

rbn disse...

O próprio Gil confessou, no Engenhão no nosso penúltimo título brasileiro em 2010 se não me falha a memória, e antes disso, nos anos 90, outro ilustre tricolor, Nelson Motta, também confirmou.

O "alô alô" pra mulambada é realmente sobre os 3 x 2 de 1969 e o "alô alô realengo" é referente à prisão militar ou qualquer coisa do gênero, onde esteve preso pela ditadura militar.

Nós tricolores sempre nos perguntamos durante anos porque um tricolor ia homenagear a mulambada numa música, mas depois da confissão, a música ficou melhor ainda:-)

Não vou responder ao Thomas, seja de que clube carioca ele fôr, porque em termos de torcida gay, a mulambada é 1º lugar disparado, seguido do vascalhau em 2º e do faisquinha em 3º, tá em todas as sondagens:-)

PCFilho disse...

PC Botafoguense,

Eu já ouvi essa história, e acho que faz todo o sentido, já que a final de 1969 foi um jogo que parou o país, com 200 mil pessoas no Maracanã. Flávio mandou a torcida do Fla pra casa com um golaço a minutos do fim. :)

A música é mesmo de 1969, evidência forte, né? Mas confirmação mesmo eu nunca tive. Sou doido pra encontrar o próprio Gilberto Gil só pra perguntar isso. hehehe.

Se descobrir algo, me avise.

Abraço,
PC Tricolor

pc guimarães disse...

PC Filho: não foi bem assim que a banda tocou. Com a imparcialidade que vcs já conhecem muito bem, contarei a verdade no livro.

Pablo disse...

Pega leve com a Sandra Sá, Paret. Afinal, como diz o Leo, quem nunca capotou o carro, esquartejou a namorada para o rotweiller comer ou deu um tiro no pé da cunhada?

Esse livro do Mestre PC vai estremecer o Rio...

Abs
Pablo

MARCO CAMEJO disse...

Pablo,


"Esse livro do Mestre PC vai estremecer o Rio..."



Aulas de densidade demográfica já!!!

Marcos Paret disse...

O Ricardo Carlos só acredita no Paulinho.


Antes, era só no chupetta da Copa de 86.


Antes, era só no Príncipe (sic) William).

Qualquer dia ele entra na conversa de toda a camelotagem da Uruguaiana.

Um a um, claro (barraquinha a barraquinha, uma por vez).

:-)