Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

terça-feira, 29 de novembro de 2016

O futebol e o Jornalismo estão de luto com o acidente do avião da Chapecoense

Arte: Cláudio Duarte

Que coisa, né amigos? Também estou paralisado. Pelos jogadores que tinham um sonho coletivo e pelos colegas jornalistas. Não há o que dizer. Meu colega Cláudio Duarte expressou com uma imagem o sentimento de todos nós.

18 comentários:

Cristian Hofman disse...

Luto total!
Como explicar tamanha tristeza?

santos disse...

Eu conheci o Paulo Júlio Clement, da Fox Sports. Eu fiz um estágio de Jornalismo Esportivo em um curso coordenado por ele. Eu conversava muito com o Paulo Júlio, era um cara super gente boa. A lembrança que eu tenho dele era que, na época, ele era diretor de esportes da Rádio Globo e eu perguntei porque ele não levava o Francisco Ayelo – que dava aulas nesse curso (ensinava a parte de jornalismo para rádio) -- pra Globo. O Ayelo, além de competente, era muito amigo do Paulo Júlio. E ele falava: “Bem, eu quero muito que ele trabalhe comigo lá, mas para isso tem que aparecer uma vaga”. E, realmente, pouco antes dele sair da Rádio Globo, ele conseguiu colocar o Ayelo lá, e se eu não me engano ele continua lá até hoje (ou estaria na CBN?) na função de comentarista.
RIP Paulo Júlio.

Marcos Paret disse...

Nota de repúdio, junto ao sentimento de perda e de dor.

De um imbecil no globoesporte.com, numa das matérias sobre o acidente...

"...Quando é que o avião do Flamengo vai decolar?....". Pode até ser um colega alvinegro mas trata-se de uma ameba, uma bactéria sem cérebro e sem alma. Fiz o registro apenas para demonstrar o meu sentimento de raiva por isto.

Já um corintiano, que além de ser colega de classe animal deste ser desprezível aí acima ainda se mostrou um burro com orelhas e relincho disse..

"...ainda bem que a Chape não vai ganhar a sula, pois assim o G6 não vira G5...."


Como eu falei, lamento pela temporária destruição do sonho do mais bem acabado projeto de clube/time do país na atualidade, mas repudio de forma veemente este tipo de não cidadão brasileiro - gente sem a menor noção de nada.

Marcos Paret disse...

Sobre o acidente... Putzzz..

Caio Junior, num dos seus bons trabalhos (o último que vi foi aquele com o Paraná, acho que em 2005).

Mario Sérgio, péssimo fora das 4 linhas mas um gênio dentro delas. Foi mágico aquele 1976 no Botafogo.

Chermont e vários outros. Todo aquele pessoal da Fox. Como entrar de manhã numa redação depois do que ocorreu naquela emissora?

Frederico disse...

E aí gente! Terrível mesmo,fiquei sabendo ainda na madrugada,mas não tinha a noção exata da tragédia. Tantas vidas, tantos sonhos...a Fox perdeu, praticamente, seu primeiro time, uma vez que era a emissora que valorizava mais a Sula do que a Copa do Brasil.
Gostaria de mandar um abraço especial (mesmo que ele não leia) ao nosso amigo Edu, que é catarinense e está sofrendo mais de perto essa dor nacional. Bonita a atitude dos clubes em geral, especialmente a nobreza do Atlético de Medellín, cujo presidente foi ao local do acidente, sofreu genuinamente e ainda disse que abriria mão do título.

Em meio a tanta tristeza só mesmo a arte para redimir nosso sofrimento e angústia. Brilhante o Cláudio Duarte!

Abração irmão Guima e todos os amigos do blog.

Fredera.


Frederico disse...

Parabéns Paret, por sua sensibilidade!

Abração!!!

Carlos disse...

Prezado Marcos Paret, complementando o repúdio, li estarrecido mais duas imbelicidades. Me parece que o mesmo avião havia trazido a delegação da Argentina para o jogo do Brasil e aí o insano argumentou "porque o avião não caiu neste dia?". E o outro disse "Hoje caiu a Chapecoense, domingo cai o Internacional", provavelmente um idiota Gremista.
Lamentável .....

Marcos Paret disse...

Valeu Frederico.

Ainda indignado aqui pelos sem cérebro que, ao invés de apenas mostrar solidariedade e pedir pelos que sofrem, ficam a querer aparecer inventando fatos ou, pior, como aí acima, fazendo piadas sem noção.

Anônimo disse...

Fala meu velho amigo Fredera !!!
PC me avisou que tinhas escrito.
Chapecó é um tanto longe daqui, mas já estive lá (inclusive num dia de jogo contra o mengão, que não pude ir), mas muitas pessoas de lá estudam e moram aqui no litoral, tenho um velho amigo de faculdade que mora lá.
Nesta tragédia uma grande amiga perdeu o tio. Já se trata de um fato muito triste, mas quando uma pessoa próxima perde um parente desta maneira, dói ainda mais.
Por aqui, não temos o costume que predomina pelo país, onde a maioria torce para os times da capital. Nunca torci para a Chapecoense,Avaí ou Figueira, são rivais do time da minha cidade (time pequeno tipo o botinha). Por aqui torcemos para os times da cidade ou região, e principalmente para times de RJ,SP,RS (no litoral predominam times do RJ). Mas nesta quarta aconteceria algo que só havia acontecido quando o Criciúma ganhou a copa do Brasil contra o Grêmio, hoje todos torceríamos pela Chapecoense, mas o destino fez com que agora o mundo inteiro torça por eles e não apenas os catarinenses.
Realmente uma tragédia sem tamanho, quantas famílias perderam seus amados entes.
Mas olha como é o destino, um amigo meu de infância me contou que ligou para o colega de faculdade, (que também trabalha na chapecoense) para saber como ele estava, o mesmo o contou que não foi junto com a delegação para a Colômbia porque a filha teria uma apresentação de balé na escola.
A filha o salvou !!
Um abração pra ti velho amigo.

eduardo schiefler

Cristian Hofman disse...

Boa tarde!
Ainda neste momento de dor e consternação pela tragedia de ontem, considero que temos que ignorar os insignificantes.Reproduzir suas boçalidades é corroborar com o insensato.
#somostodoschape
#somostodosqueseforam

Anônimo disse...

A gente fica sem acreditar. A ficha não caiu ainda...

Mas, mudando de assunto Pc, o que dizer dessa manobra nojenta que o covil(vulgo congresso) quis dar na Lava Jato, nas 10 medidas e no povo brasileiro?

Yolanda disse...

Não lembro de uma homenagem tão linda no futebol, quanto essa do Atlético Nacional e o povo colombiano, foi de arrepiar.
Espero que a reflexão dessa tragédia possa melhorar o lado humano de dirigentes e outras pessoas que usam o futebol para tirar proveito próprio.
Sinceros sentimentos a todos os familiares que estão sofrendo a dor da perda. Busquem em Deus consolo e resignação.
SOMOSTODOSCHAPECOENSE.

Marcos Paret disse...

Bola 'prá' frente meus amigos.

A tragédia passou, o luto vai ficar por muito tempo e para familiares, para sempre.

Agora é pensar à frente. Vários clubes ofereceram jogadores e se o trabalho lá continuar sendo bem feito, com o entrosamento, podem até recomeçar com um 11 ainda melhor do que o que tinham, apesar dos bons Kempes, Cleber Santana e Bruno Rangel.

Torçamos para que se recuperem no campo esportivo - na questão humana já será mais difícil para eles (lembremos do horror de Santa Maria).

__________________________________

O Botafogo, na mesma medida e no mesmo toque de corneta em que perdeu o Sidão, trouxe o GAtito Fernandes. Minha opinião - ainda saimos ganhando no quesito competência (da diretoria e do atleta contratado).

Anônimo disse...

Lamentável a atitude do Internacional querendo que todos os clubes não entram em campo para não ser rebaixado.

Juan

Anônimo disse...

Pra pensar...Solidariedade do mundo inteiro,lindas homenagens, muitas mensagens de pesares. Falou-se muito como o esporte pode ser utilizado para comunhão de pessoas, que se juntaram em prol de uma única camisa. Será que se fosse ao contrário, o avião do Atlético Nacional, vindo ao Brasil, que caísse, as manifestações de solidariedade dos brasileiros seria a mesma que estamos recebendo dos Colombianos? Será que se fosse a vitima, um clube dos chamados grandes, teriam dos "arqui rivais" o mesmo sentimento? A indagação existe, pois apesar de estarmos vivendo está semana de muito pesar com o ocorrido, ontem no jogo de basquete do Flamengo, os vândalos se degladiaram após o jogo, e isso após uma vitória hein..Como assim, pessoas que vestem a mesma camisa, se matando? O que essas pessoas tem de fachada, e o que tem de verdade no sentimento? Se matam, os de mesma preferência, imagina o que são capazes de fazer por quem tem outra preferência...

Cristian Hofman disse...

Boa tarde!
Já comerei diversos títulos do meu time, já comerei aprovação em vestibular, já comerei colação e formatura, já comerei meu primeiro carro, já comerei o nascimento da minha filha, enfim...já foram muitas as emoções. Mais Jamais senti e vivi algo como a épica homenagem feita pelo clube atlético nacional e sua grandiosa torcida a memória de todos que se foram no fatídico acidente do dia 29/11/16.

Srn!

Anônimo disse...

Com a a saída do Sidăo o Guerreiro Danilo estava sendo cogitado para jogar no Botafogo.

Panis et Circenses!!!! disse...

Parabéns Pc, christian, paret e demais amigos pelas notas de sensibilidade e repúdio aos imbecis...

Ressalto que em nenhum comentário houve qualquer menção às zoações que permeiam o blog, algo que me enche de alegria.

Eu sou sempre um positivista, sempre consigo achar um lado bom nas coisas mais tristes e, por tal, exalto que a trágica morte dos jogadores da chapecoense me fizeram ver uma das maiores demonstrações de solidariedade na história da humanidade.

O gesto dos nossos amigos colombianos foi emocionante e revigorante: existe gente boa no mundo!!! existe gente boa no mundo!!! existe gente boa no mundo!!!...Eu sempre me repeti essa frase quase que como uma reza, alguém ouviu, a súplica foi aceita.

existe gente boa no mundo!!! existe gente boa no mundo!!! existe gente boa no mundo!!!

Hoje posso dizer isso com os olhos lacrimejados de alegria e com um sorriso porvindouro nos lábios.

Obrigado chapecoense, obrigado atletico nacional, obrigado futebol!!!