Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Até flamenguista reconhece soberba e deselegância do Flamengo no jogo com o Vasco em Manaus

É a eterna mania de se achar mais do que os outros, melhor disso, melhor daquilo. Mas tem flamenguista que vai além, pensa e questiona. Como o meu companheiro profissional de longa data Geraldo Mainenti, flamenguista sentão de longa data e história, que escreveu o texto a seguir. Com toda a elegância e imparcialidade.

Reprodução

"A falta de ética vestiu vermelho e preto, nas semifinais do Campeonato Carioca. 

O time do Flamengo, ao entrar em campo, o fez em disparada, desconsiderando a tradição esportiva de entrar lado a lado com o time adversário; e deixando para trás, atônita, à beira do túnel, de mãos estendidas aos ídolos, a criançada ansiosa pelo momento épico de acompanhá-los. Uma grosseria.

À frente da tropa, furando a barreira de meninos, com a bandeira rubronegra em punho, soldado lançando-se à guerra, o capitão Wallace a fincou no centro do campo, como se o tivesse conquistado, antes mesmo de o confronto iniciar-se. Uma arrogância.

Conquistou apenas antipatia, principalmente dos pequenos torcedores, muitos ainda em formação, que jamais vão esquecer-se de que ficaram de mãos abanando, porque o indiferente xerifão e seus colegas bobalhões queriam, sobretudo, mostrar valentia aos adversários. Um grave erro.

Perderam a ética, a admiração de todos e o jogo, para um time que mostrou-se mais valente e competente e que, sem alarde, grosseria e arrogância, provou sua superioridade dentro e fora de campo.

Uma vitória incontestável do esporte sobre a prepotência, a deselegância, a falta de ética. Uma lição que o xerifão, o timeco, o técnico e os dirigentes do clube deveriam aprender e jamais repetir, em respeito aos adversários, aos torcedores, ao esporte e às tradições gloriosas do Flamengo."

14 comentários:

Zabumbeiro de Zona disse...


Nada pode ser mais patético e hilário do que o SENTÃO.
É uma sucessão de MICOS sem fim!
HaHaHaHaHa...

Carlos disse...

Arrogância? Soberba? Bobagem, coisas natas em burros negros. É mais uma afirmação da síndrome de vira latas, onde latem forte pra se fazer ouvir, mas jamais serão de raça. É o machão que grita o tempo todo "Sou muito macho", no fundo, pra ele mesmo não se esquecer e tentar se convencer. Ah, alguém sabe me responder onde o " Capetão Ualaci" (é assim que os mulambos falam e escrevem) enterrou a bandeira após a humilhação? O hino deles(marchinha de carnaval?) expressa muito bem:
"Eu teria um desgosto profundo, se faltasse essa coisa no mundo"
Faz me rir....kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Marcos Paret disse...

Um amigo alvinegro, parente próximo do Carlito Rocha, fala da nossa fase pós 73 (o verdadeiro início da nossa debacle) da seguinte forma:

"...Paret, perdemos para a nossa soberba. Chegou um ponto em que íamos à Europa e enfileirávamos. Mandávamos vir Juventus, Barcelona, Benfica (à época uma espécie de Real Madri) e o que tivesse e não tomávamos conhecimento de nenhum deles - muitas vezes derrotando-os com goleadas acachapantes....".

Refletindo, me vieram à memória as palavras do Didi ao elenco da seleção, quando na decisão de 58 a Suécia abriu o placar, criando uma das alternativas que os críticos alardearam para que mais uma vez perdêssemos o rumo na Copa. Diziam os críticos, com a cabeça nos anos anteriores (os do complexo de vira latas), que se chovesse perderíamos, se a Suécia fizesse o primeiro gol nos desestabilizaríamos e perderíamos, etc.. etc..

Pois chovia, tomamos o primeiro gol e aí, no gesto inventado por ele, Didi pegou a bola no fundo das nossas redes, colocou-a embaixo do braço e a levou para o meio para a nova saída. Pelo caminho, do nosso gol até o meio de campo, começou a falar nos seguintes termos: ".....como é que é pessoal? Vamos dar mole para este time deles? O Botafogo vem aqui a hora que quer e lava a cara com eles, ganhamos de goleada quantos jogos fizermos! Vamos para cima!!!....". O resto foi história.


Pois de toda a tentativa de ser maior que os outros perpetrada desde que a família Marinho resolveu que o Flamengo seria parte da sua programação e dos seus anseios de pegar este time e fazê-lo se tornar uma potência de futebol e de mídia, digo que isto não foi alcançado (a Libertadores é contestada à larga e o jogo de Tokyo, lamento por eles, é um mero amistoso com fama) e digo mais - estão diminuindo a sua importância e a sua força entre os 12 grandes por um motivo óbvio: estão PERDENDO PARA A SOBERBA.

Um exemplo clássico de 'PERDER PARA A SOBERBA' - Um jogadorzinho qualquer, de mediano para fraco (caso do zagueiro barbudo) chega ali, empina o nariz e passa a se achar zagueiro de mega seleção multi campeã mundial. Se acha simplesmente por se achar, sem qualquer outro motivo.

Eles que se cuidem.

FOGO F disse...

O mais flamenguista dos árbitros em atividade, Marcelo de Lima Henrique, continua fazendo merda e se superando nesta atividade dentro e fora de campo:
http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2016/04/26/arbitro-pode-ser-denunciado-por-apoio-a-bolsonaro-em-postagem-e-desabafa.htm

Anônimo disse...

Esse pessoal da RGT não tem jeito mesmo.

Depois de substituírem "Golpe" por "Pausa Democrática" agora trocam "Crise" no Framengo por "Momento de Reflexão":

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/04/rodrigo-caetano-lamenta-eliminacao-mas-defende-trabalho-do-flamengo.html

É muita cara de pau.

Abs
Pablo

Carlos disse...

Até o mulambissimo Franguinho de Quintino, num raro momento de lucidez, admitiu entre linhas que o episódio da bandeira foi uma palhaçada, fidedigna da fanfarronice burro negra.

Marcos Paret disse...

E aquela senhorinha do face continua a sua busca incessante, incansável..

"...Estou precisando de óculos ou sumiram todos os framenguistas da cidade?..."

Carlos disse...

Caro Paret, ainda não se acostumou? É assim mesmo, após qualquer humilhação desaparecem misteriosamente, porém após alguma vitoriazinha contra um franmengo qualquer da vida, ressurgirão com a velha arrogância e a fanfarronice nata em burros negros.

Cristian Hofman disse...

Amigos,
Eu tento, eu juro que tento enxergar o botafogo como um time grande.Entretando, levar apenas 211presentes(e dois cachorros) a um jogo oficial me faz parar de tentar.

Srn!

Pos Graduação disse...

Eu como flamenguista achei ridículo aquela entrada. so pela aquela entrada merecia a derrota. Acho q não existe flamenguista q achou aquilo legal.

Anônimo disse...

A flapress não está digerindo o olé que o CEP deu na flafluzada:

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/04/fracasso-na-arena-fogo-leva-planos-do-fla-de-volta-para-campo-do-america.html

O CEP trabalha no estilo Bebeto de Freitas. No silêncio e só anuncia quando consumado. Com a vantagem de ser mais equilibrado emocionalmente.

Parabéns presidente !

Abs
Pablo

Anônimo disse...

Flamenguista realmente não deve ter achado aquilo legal, mas como são uma facção pequena dentro do Império do Mal, representam muito pouco. Não entendeu, veja o ranking presumido:
Mulambos - 20%
Franmenguistas - 20%
Burros negros - 40%
Fla gay - 15%
Flamenguista - 5%

Gustavo Menezes disse...

Ô Comédia CHorofman, o que dizer de um time(co) que se intitula dono da 'maió trucida dumundu' levar 3 mil???
Pra não citar públicos ainda menires de outrora...

Pos Graduação disse...

Kkkkkk o Gustavo fica muito raivoso. Agora o boatofogo alem de chorão vai assumir a alcunha de vice também?
Agora 211 almas é muito pouco até mesmo pro boatofogo.