Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Abre a boca, Galvão Bueno!


Imparcialidade é isso. Galvão Bueno me deu entrevista hoje para o livro sobre o Sandro Moreyra. Razão de eu estar postando pouco aqui nos últimos tempos. Mas em breve volto quente com as verdades de sempre. 

3 comentários:

Marcos Paret disse...

Acho uma grande pena ser um jornalista tão chegado àquele jeito professoral.

Uma pena mesmo - é bom entendedor das matérias que aborda, é bom na narração (tem um timing ótimo) mas infelizmente, seus bordões sempre enjoam e uma certa arrogância o fazem, por vezes, ultrapassar limites que a profissão impõe.

Cito, neste ponto de ultrapassar limites, a entrevista com o Seedorf no seu programa de TV, quando tentou enfiar uma verdade sua na conversa e o holandês o rebateu item a item. Uma pena, pois com um pouco de humildade, seria um cara a ser marcado na história do jornalismo como exemplo comunicador.

Carlos disse...

Prezado Paret, não esqueça que o referido já se declarou burro negro. Então é compreensível toda essa arrogância, falta de humildade, de bom senso, entre outras "qualidades" natas em um mulambo.

Marcos Paret disse...

No caso amigo Carlos, mesmo sabendo todos que os mulambos sofrem daquela mania de grandeza absoluta (como se os outros 11 clubes nem existissem), aqui (Galvão) trata-se mesmo de um ou algum distúrbio na personalidade do cara, aquela coisa de jamais deixar que alguém ao seu lado brilhe pela necessidade urgente e extrema de ser o cara a dar a última palavra.

Uma grande pena mesmo.