Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Sem virar a mesa e sem subornar o adversário

Se não for sofrido não é Botafogo. Era pra ter dado de 4 no primeiro tempo. O goleirinho levou um frango inacreditável, o adversário ficou deprimido, entregue em campo, mas o Botafogo não conseguiu aproveitar. Tem sempre que ter fortes emoções pra torcida. Péssima atuação dos dois laterais, horrível a atuação do Daniel Carvalho. Até o Renan Fonseca, que joga todas, se machucou. Navarro é aquilo mesmo e Neilton não estava numa boa noite. Assim como o Sassá. De bom a atuação do Fernandes, que cresce de produção a cada jogo. Arão jogou bem e gostei da escalação do Lindoso no lugar do Serginho. Vamos em frente. Nada é fácil pro Botafogo.
E o Glorioso está quase de volta. Sem virar a mesa e sem subornar o adversário.

7 comentários:

Marcos Paret disse...

Tomas ou Cristian.

"...caíram para a série B e de lá não voltam tão cedo...."

Não lembro qual dos dois escreveu isto em dezembro passado mas talvez tenham feito alusão aos 10 meses restantes para retornarmos... kkkk.

Chupa periferia: temos um time fraquíssimo, cujo elenco tem prazo de validade (não nos iludimos com garrafinhas e girinos) mas ainda assim, periga batermos o recorde dos grandes em matéria de retorno, com uma antecedência de mais de 6 rodadas.

Celso Ricardo disse...

Ontem, a globo.com exibia uma manchete:"erro grotesco do goleiro dá a vitória ao Botafogo"
Estranho não ter lido no mesmo site notícias em relação ao Império do Mal como :"erro grotesco de trio de arbitragem dá a vitória ao Flamengo contra o Fluminense, Inter, Cruzeiro..."

Cristian Hofman disse...

E foi graças a esse erro grotesco do goleiro que o botafogo conseguiu suplantar o bravo Macae que meteu 4 no primeiro turno.
Acho bom não cantar vitória antes do tempo, vide o ditado:"Há coisas que só acontecem ao botafogo. "

Srn sempre!!!

Marcos Paret disse...

...Vasco na decisão de 2014, Atlético-MG em 81, Grêmio em 82, Santos em 83, Botafogo em 2007/9.

Enfim, deixemos os pândegos (FLÂndegos). Bora falar de Botafogo.


Hoje, não há muito como analisar elenco, já que fechei questão em torno da maioria dos atletas (não atletas). Não sei se estou fazendo a análise correta (me corrijam os melhor preparados para falar disto) mas acho que o grupo em sua maioria, não é composto de jogadores capazes de aguentar uma preparação física para série A/CB e mais o que vier.

Do contrário, já teriam se destacado nos times da elite.

E não formamos conjunto (ou não o firmamos) por conta da troca de jogadores, com a saída de 4 e a chegada de vários outros novos. Isto, somado às condições físicas sofríveis, só nos dão pouco mais de meia hora de luta (só luta - esquema tático próximo do zero). Findo o gás, quem domina é o adversário (sempre).

A sorte tem nos acompanhado e, claro, mesmo sem físico, a qualidade destes atletas contratados ainda é melhor do que os dos outros times.

Para o ano que vem, um time deve ser começado pelo Jefferson e, se colocar a cabeça no lugar, o Luis Ricardo.

No banco, Arão (se ficar) e Daniel Carvalho.

No elenco como um todo, esses aí e toda a garotada da base (exceto o Gegê).

Time/elenco novo e vida nova. Com este grupo, não passamos do 14º lugar na elite (se tanto).

gtavares disse...

Concordo com o Paret, menos quanto ao Luis Ricardo, esse tem que ser o primeiro a zarpar, junto com o Carleto. Prefiro ver juniores nas laterais, do que estes dois falsos craques. Dois jogadores irritantes.
GB

Marcos Paret disse...

Pois é GB. Mas ainda sou um cara que confia em que um atleta possa tomar um bom rumo e com a bola nos pés, o LR sabe o que faz. O problema é a cabeça, que por vezes parece dar tilt.

Assim como ganhamos vários dos nossos jogos graças a São Jeff, também ele, Luis Ricardo, nos garantiu pontos importantes.

Amaral Milhomem disse...

Carleto e Luiz Ricardo devem ficar pro ano que vem, Aarão está com a cabeça fissurada na grana dos supostos clubes que o observam ( não entendo muito porque, já que se trata de um volante apenas mediano, com uma ou outra jogada interessante, ainda assim muito pouco) e o Jefferson é a nossa única notícia relevante em se falando de manutenção de elenco. Nunca me esqueço do Palmeiras de 2014, que teve a inteligência de montar um time para disputar a primeira consideravelmente pior que o da segunda.
Tenho bastante receio acerca do elenco de 2016. Pois, pra mim, essa segunda divisão de 2015 foi o desfecho inevitável do meio-universo de idiotices provocado pela cúpula da época (liderada pelo pior botafoguense da história do glorioso, nem digito o nome de tal calhorda). Considerando a situação financeira delicada; a não utilização do Nilton Santos por boa parte da temporada; e, ainda, o mercado de jogadores bons cujas cifras são exorbitantes, não consigo prever um 2016 digno do que o o Glorioso merece. Mas espero ao menos serieade por parte dos senhores mandatários para montarem um elenco competitivo e, quem sabe.... como tem coisas que só acontecem com o Botafogo mesmo.... podemos sair da segundona e já ganhar a primeira divisão ( não tenho certeza, mas acho que nenhum time nacional conseguiu tal proeza).