Livro sobre o Sandro Moreyra

Livro sobre o Sandro Moreyra
PRÉ-LANÇAMENTO - 22 DE AGOSTO - GENERAL SEVERIANO

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Lopes já começa a fazer m... no Botafogo

Antônio Lopes já começa a mostrar que não conhece o Botafogo e não sabe o que é ser botafoguense. A matéria do globo esporte é perfeita. E tem gente lembrando nos comentários que o cara é vascaíno. A quem este Lopes está servindo? Ao Eurico? Todos sabem que o sonho do Eurico é mudar o foco da rivalidade. Mais uma bola fora da nova diretoria. Começo a me preocupar. E todos sabem que sou um otimista! E entre o Lopes e o Loco fico com o Lo de Loco.


12 comentários:

Anônimo disse...

PC, concordo 100% contigo. Antonio Lopes no Botafogo a serviço do Eurico será um desastre.

Não há motivo coerente para não contratar o Loco Abreu para a Série B. Ele vai incendiar o clube.

Nenhum contato com o Seedorf, agora essa do Loco...sei não, mas acredito que em menos de um ano sentiremos falta da "turma da praia".

Abs
Pablo

FOGO F disse...

Tinha dado meu voto de confiança para o delegado. Pensei até que com o Jobsom no time bastava uma cara feia dele para enquadrá-lo.

Agora eu também começo a me preocupar. Esta diretoria não me inspira confiança.

Airton disse...

Antonio Lopes não é Vascaíno, é lacaio de Eurico, o que é bem diferente.

Anônimo disse...

O CHORORÔ DA EMPREITEIRA

Uma raposa felpuda do Copacabana Palace contou para a sogra do tio da cunhada do primo do tio-avô do porteiro do Chopin que viu uma conversa ríspida entre o prefeito paespalho, um alto executivo de uma grande empreiteira e um alto executivo de uma certa emissora de TV, durante o reveillon.

O astuto canídeo contou que o executivo da empreiteira reclamava em voz alta com o paespalho que o governador Pezão não estaria a fim de fechar o caixão do Botafogo no Golpe do Engenhão.

Exigiu uma posição firme do prefeito a respeito desse assunto sob ameaça de devolver o Maracaneike antes das Olimpíadas. O fato é que já estariam sendo negociados jogos da NBA, NFL e UFC no Engenhão, muito mais rentáveis do que partidas de futebol.

Com o Botafogo reassumindo o Engenhão estará em vantagem para atrair esses eventos visto que a carga de jogos é muito menor, ficando com o calendário mais flexível.

O paspalho garantiu que vai tomar algumas providências. Vem mais sacanagem aí CEP. Fica esperto !!

Há testemunhas.

Abs
Pablo

Anônimo disse...

PC, veja que a Globo acompanha seu Blog 24 hs por dia. Demos o furo aqui e eles correram atrás da informação:

http://oglobo.globo.com/esportes/governo-negocia-novo-modelo-de-parceria-do-maracana-admite-nova-concessao-14960696

Só que, claro, aplicaram os princípios editoriais da casa e a versão foi modificada...

Abs
Pablo
PS: no Golpe do Engenhão eles não contavam com o fator Pezão.

Ricardo Carlos disse...

kkkk nossa, o Loco Abreu já era fraco há uns anos atrás imagina agora com seus 50 anos...estão muito necessitados mesmo. Agora eu já estou muito otimista com as contratações do Flamengo, Marcelo Cirino foi um das melhores contratações dessa janela, o trabalho da diretoria a cada ano é melhor.

Caju disse...

Tá legal PC, mas prefiro o Brocador tá?! Hehehehe

Rumo a terra do E.T e senta na série B! (até rimou...rsrsrs)

pc guimarães disse...

SENTÕES UNIDOS jamais serão vencidos.

marcelino dantas disse...

Vou torcer pro botafogo contratar: loco" tô com fome pra caralho" abreu, Sedorf fujão e Tulio "mil gols". Comédia mesmo.
Série b virou sub 50?

Alexandre F. disse...

O Bruno, ídolo dos bandidos, de sua vista geométrica - vendo o sol nascer quadrado - que o diga!! Ainda me lembro do Bruno honrar o Flamengo e sentar após a cobrança do Loco. Foi de matar.

Vitor José Biolchi disse...

O problema é que parte do Botafogo vive de passado, pensando que tem Didi, Garrinha, Nilton Santos, Amarildo e Quarentinha. Se tivéssemos a grandeza dos anos 60, eu também concordaria que o Loco NÃO teria lugar no time. Jogadores que ganhavam pouco e jogavam muito.
Mas agora...

Ora, meu Deus, o Loco Abreu foi a maior dádiva dos céus desde 1996, devolveu o orgulho à torcida.

Velho? Pura descriminação, imbecil.
Poste? Coisa de "framenguista" enrustido, ou que não percebeu a sua vocação para ser "framenguista".

Nestes dias vi o René Simões em entrevista, dizendo que tinha "que preservar o ídolo, afinal já tinha 39 anos..."
Entendi. Não viria.
Agora vem o Presidente aí...

Por que? TÉCNICO TIPO OSVALDO DE OLIVEIRA E RENÊ SIMÕES não gostam de pessoas QUE PENSAM, QUE SÃO CONCATENADOS, QUE TEM OPINIÃO PRÓPRIA E A MANIFESTA FRANCAMENTE, pois isto os incomodaria, já que eles, Simões e Osvaldo, gostam de "conversa mole" - e com o gringo isto não dá liga...

Eu, sinceramente, e hipoteticamente - se treinador fosse - organizaria bem o time, no meio, com razoáveis laterais (do tamanho do nosso bolso e da nossa Inteligência) e: colocaria, lá na frente, o Loco, eis que - botar a bola na rede - aproveitando-se inclusive do excelente cabeceio, o Uruguaio sabe como poucos.
O time seria menos vistoso, quem sabe, porém, mais competitivo. Jogaria por resultado.
Teríamos um verdadeiro líder em campo, o Loco.

Mas na terra tupiniquim, falta-se a modéstia e, ao mesmo tempo, a grandeza para perceber que é preciso entender o limite de um clube, sobretudo o financeiro.

Esta estória de "queremos time" ou não "podemos pensar pequeno", é coisa de "pobre" INADIMPLENTE, com muita arrogância, com mania de grandeza - e com muita dívida também.

Foi desta maneira que aventureiros tipo Maurício Assumpção criaram uma dívida astronômica, quase impagável, se comparada com a receita, não condizente com gastança e agora ainda mais com a reduzidas verbas de patrocínio de segunda divisão, ao lado dos juros, multas de mora das dívidas trabalhistas e fiscais.

E não foi só "roubo", não, foi sobretudo incompetência e falta de inteligência de não se saber trabalhar dentro dos limites da receita e dos gastos, sem o jeitinho brasileiro de empurrar o conta para o outro pagar, ou imbecilmente, cretinamente, fraudar, sonegar, não pagar acordo trabalhista (Ato Trabalhista) e dívidas fiscais, acreditando-se impune (só porque fora o judas do clube dos 13 em benefício de uma grande emissora de televisão).

Portanto, BOLA FORA, SENHOR PRESIDENTE, AMADORISMO, FRAQUEZA em não reconhecer verdadeiro DANO MORAL, prejuízo a imagem da marca de um clube, seu verdadeiro patrimônio, que hoje, não obstante o passado GLORIOSO, está manchado indelevelmente por gente sórdida e de Inteligência crepuscular.

Nota:
No debate dos presidenciáveis, vi com bons olhos o então candidato, ora Presidente, sóbrio, tranquilo, contudo, tive maior simpatia pela juventude, pelo arrojo (não temerário) do candidato que diziam ser da situação. Afinal, já demonstrara isto na sua vida de advogado e de empresário bem sucedido.
Mas parece que temos, como disse aquele filósofo do futebol, "uma vocação eterna ao erro".
Por isto que hoje alguns botafoguenses desprovidos de melhor discernimento achincalham o bem sucedido Montenegro, tanto na sua vida empresarial, como em sua vida de Presidente, um dos mais brilhantes da história do clube (vide década de 90).

E oxalá que eu esteja totalmente errado (espero!!!)!
Vamos fazer a nossa parte.
Torcer.
Muito.
Ser sócio torcedor.

Vitor José Biolchi disse...

O problema é que parte do Botafogo vive de passado, pensando que tem Didi, Garrinha, Nilton Santos, Amarildo e Quarentinha. Se tivéssemos a grandeza dos anos 60, eu também concordaria que o Loco NÃO teria lugar no time. Jogadores que ganhavam pouco e jogavam muito.
Mas agora...

Ora, meu Deus, o Loco Abreu foi a maior dádiva dos céus desde 1996, devolveu o orgulho à torcida.

Velho? Pura descriminação, imbecil.
Poste? Coisa de "framenguista" enrustido, ou que não percebeu a sua vocação para ser "framenguista".

Nestes dias vi o René Simões em entrevista, dizendo que tinha "que preservar o ídolo, afinal já tinha 39 anos..."
Entendi. Não viria.
Agora vem o Presidente aí...

Por que? TÉCNICO TIPO OSVALDO DE OLIVEIRA E RENÊ SIMÕES não gostam de pessoas QUE PENSAM, QUE SÃO CONCATENADOS, QUE TEM OPINIÃO PRÓPRIA E A MANIFESTA FRANCAMENTE, pois isto os incomodaria, já que eles, Simões e Osvaldo, gostam de "conversa mole" - e com o gringo isto não dá liga...

Eu, sinceramente, e hipoteticamente - se treinador fosse - organizaria bem o time, no meio, com razoáveis laterais (do tamanho do nosso bolso e da nossa Inteligência) e: colocaria, lá na frente, o Loco, eis que - botar a bola na rede - aproveitando-se inclusive do excelente cabeceio, o Uruguaio sabe como poucos.
O time seria menos vistoso, quem sabe, porém, mais competitivo. Jogaria por resultado.
Teríamos um verdadeiro líder em campo, o Loco.

Mas na terra tupiniquim, falta-se a modéstia e, ao mesmo tempo, a grandeza para perceber que é preciso entender o limite de um clube, sobretudo o financeiro.

Esta estória de "queremos time" ou não "podemos pensar pequeno", é coisa de "pobre" INADIMPLENTE, com muita arrogância, com mania de grandeza - e com muita dívida também.

Foi desta maneira que aventureiros tipo Maurício Assumpção criaram uma dívida astronômica, quase impagável, se comparada com a receita, não condizente com gastança e agora ainda mais com a reduzidas verbas de patrocínio de segunda divisão, ao lado dos juros, multas de mora das dívidas trabalhistas e fiscais.

E não foi só "roubo", não, foi sobretudo incompetência e falta de inteligência de não se saber trabalhar dentro dos limites da receita e dos gastos, sem o jeitinho brasileiro de empurrar o conta para o outro pagar, ou imbecilmente, cretinamente, fraudar, sonegar, não pagar acordo trabalhista (Ato Trabalhista) e dívidas fiscais, acreditando-se impune (só porque fora o judas do clube dos 13 em benefício de uma grande emissora de televisão).

Portanto, BOLA FORA, SENHOR PRESIDENTE, AMADORISMO, FRAQUEZA em não reconhecer verdadeiro DANO MORAL, prejuízo a imagem da marca de um clube, seu verdadeiro patrimônio, que hoje, não obstante o passado GLORIOSO, está manchado indelevelmente por gente sórdida e de Inteligência crepuscular.

Nota:
No debate dos presidenciáveis, vi com bons olhos o então candidato, ora Presidente, sóbrio, tranquilo, contudo, tive maior simpatia pela juventude, pelo arrojo (não temerário) do candidato que diziam ser da situação. Afinal, já demonstrara isto na sua vida de advogado e de empresário bem sucedido.
Mas parece que temos, como disse aquele filósofo do futebol, "uma vocação eterna ao erro".
Por isto que hoje alguns botafoguenses desprovidos de melhor discernimento achincalham o bem sucedido Montenegro, tanto na sua vida empresarial, como em sua vida de Presidente, um dos mais brilhantes da história do clube (vide década de 90).

E oxalá que eu esteja totalmente errado (espero!!!)!
Vamos fazer a nossa parte.
Torcer.
Muito.
Ser sócio torcedor.