Livro sobre o Sandro Moreyra

Livro sobre o Sandro Moreyra
PRÉ-LANÇAMENTO - 22 DE AGOSTO - GENERAL SEVERIANO

Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

domingo, 21 de maio de 2017

O Botafogo só precisa de um matador

Vitória tranquila no estádio Nilton Santos contra o bom time da Ponte Preta, vice do campeonato paulista. Gostei da estreia do Arnaldo. Tem nome de juiz, mas foi bem. T~imido, claro. Nunca jogou em time grande e foi contratado justamente pelo maior de todos os grandes. Igor Rabello é outra joia. Mas uma bela partida. Tranquilo, bom na bolas altas e com a a bola no pé. Victor Luiz não brilhou tanto como nas últimas partidas mas não comprometeu.

Pimpão é que foi mal hoje. Bruno Silva, quando não faz aquelas maluquices de fazer faltas desnecessárias ou dar bola no juiz, é bem melhor do que o traíra do Arão. Rodrigo Lindoso fez um golaço e é mais um bom jogador do elenco. E ainda temos o vibrante e raçudo Dudu Cearense, que incorpora a alma e coração alvinegro nas preleções e comemorações (quem viu o vídeo da vitória de quinta deve ter reparado) e o Fernandes. Fora o Matheus Fernandes e, claro, o Airton. João Paulo é o motorzinho do time. Não joga pra torcida. E o Gilson está demonstrando ser outro bom reserva, depois de jogar muito mal nos primeiros jogos.

Agora, não adianta insistir com o Roger como titular. Pode até fazer parte do elenco e entrar no segundo tempo em um jogo em que o time precisar de jogadas na área de chuveirinho. É lento e hoje nem papel de pivô conseguiu fazer, embora tenha participado do gol do Bruno. Em um minuto de jogo, o Guilherme fez mais do que esse cara em mais de uma hora.

Agora é ir buscar o primeiro lugar na Libertadores.

Um comentário:

Felipe Pimenta de Souza disse...

Finalmente vejo Bruno Silva acertando o alvo: a rede fundo da gaveta!