Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

A torcida do Botafogo não esquece seus ídolos, mas também não perdoa os traíras

Foto: PC Guimarães

Quase esqueço de comentar, pois alguém aqui tem que trabalhar. No sábado, na saída do Estádio Nilton Santos, a torcida do Botafogo, que durante o jogo vaiou o traíra do Arão, tratou o eterno ídolo Leandro Guerreiro, hoje no América de Minas, com o maior carinho. Botafoguense é assim. Não esquece seus ídolos. Vê se aprende William Arão. Lá em Pau Fincado, no Rio Grande do Sul, onde nasci nos anos 90, maxxxo com 3 xis não cospe na costela que comeu.

3 comentários:

Marcos Paret disse...

E o próprio Guerreiro (o autêntico) começou isso, posando para fotos exibindo o manto alvinegro antes mesmo de sair do gramado.

Tremenda figura esse Leandro.

Jatahy disse...

Vai Arão ser um Claiton na vida.

Leo Ribeiro disse...

PC, além dos nossos craques, não podemos esquecer nossos algozes. Por exemplo os responsáveis pelo fechamento do chamado Engenhão. Obra do PMDB, Cabral, Paes e do nosso antigo presidente, que não fez nada para defender o clube. Quebramos e acabamos na segunda divisão. Acaba de ser provado que o fechamento foi no mínimo exagerado, a cobertura não tinha risco de cair. Beneficiaram o consórcio Maracanã e prejudicaram o Botafogo e os cofres públicos. http://www.fogaonet.com/noticia-em-destaque/especialista-prova-que-engenhao-nao-precisava-fechar-e-e-premiado/