sábado, 27 de fevereiro de 2010

11 gols de placa, o livro


Meu camarada Fernando Molica está lançando novo livro: "11 gols de placa". Não li e gostei.

E olha que ele não incluiu os dois golaços feitos hoje pelo Caio.

A sinopse:

Chega a livrarias de todo o Brasil nesta sexta-feira, 26, a obra “11 gols de placa”, que reúne matérias investigativas tratando do futebol do país. Lançada pela Abraji em parceria com a editora Record, faz parte da coleção Jornalismo Investigativo. O livro será lançado no Rio de Janeiro em 10 de março.

“Quando comecei a fazer esse livro, me lembrei que nunca tinha visto na faculdade matérias importantíssimas do jornalismo brasileiro. A idéia da coleção é resgatar esses trabalhos”, relata Fernando Molica, ex-diretor da Abraji e organizador da obra.

Além de trazer um tema que está em voga com a proximidade da Copa do Mundo, a escolha de futebol como assunto para o terceiro volume da série serve para mostrar que o jornalismo investigativo não precisa se restringir a temas como política ou direitos humanos. “É possível fazer jornalismo investigativo em qualquer área. Tem havido um aumento nas matérias esportivas com teor investigativo, e o livro é uma forma de reconhecer isso”, diz Molica.

A obra foca em problemas recorrentes, que o jornalista define como “extra campo”, que vão além dos interesses mais “passionais” do torcedor e tratam das condições de trabalho dos jogadores, o abuso dos cartolas e o êxodo de jovens esportistas para o exterior.

Sobre os problemas que atingem o futebol brasileiro, Molica cita o jornalista Diogo Oliver Mello para quem “Toda a atividade no Brasil sofre a ação, direta ou indireta, de mazelas históricas como fome, pobreza e desemprego”. Mello é autor da série de reportagens “Desemprego Futebol Clube”, também presente no livro.

Aspectos da realidade do país fora dos campos são abordados nas matérias escolhidas, produzidas desde a década de 60. É o caso de “Futebol brasileiro: o longo caminho da fome à fama” (1967), que trata das condições de saúde precárias de jogadores da época, atingidos por doenças como a esquistossomose, a tuberculose e a desnutrição.

A obra também inclui alguns trabalhos presentes na memória imediata do jornalismo do Brasil. É o caso de “Escândalo na arbitragem” (2005), da revista Veja, que revelou a manipulação de resultados de jogos pelo juiz Edilson Pereira de Carvalho. As investigações levaram à anulação de 11 partidas do Campeonato Brasileiro e fizeram com que novos jogos fossem disputados.

Segundo Molica, o livro não tem a pretensão de eleger as 11 melhores matérias do jornalismo futebolístico brasileiro. “Ficou muita coisa de fora, mas as matérias que ficaram representam muito bem esse universo”, diz.

A série Jornalismo Investigativo conta também com os livros “10 reportagens que abalaram a ditadura” e “50 anos de crimes – reportagens policiais que marcaram o jornalismo brasileiro”.

Lançamento no Rio: 10 de março, quarta-feira, a partir das 19h00, na Livraria DaConde, Rua Conde de Bernadotte, loja 125, Leblon, Rio de Janeiro



2 comentários:

Anônimo disse...

PC, tem o gol do lençol do Roberto no Osmar? Se tem, vou comprar o livro.

Vascão 2010

PC Guimarães disse...

:-)