Livro do Senta

Livro do Senta
Clique na imagem e encomende o seu

domingo, 30 de setembro de 2012

Fluminense, campeão brasileiro 2012. Blog do PC fura os tricolores e a Grande Mídia e parabeniza o time que saiu da Terceira Divisão para a Primeira sem passar pela Segunda

Charge do título: Mário Alberto, Lance!

Este Blog é imparcial e felicita a imensa torcida da Vieira Souto e Delfim Moreira.

Tá na pior, teu time é pequeno, não tem pretensões de ser campeão ou de entrar na Libertadores e está na zona de rebaixamento? Ligue 21-2546-1950. Tratar com Oswaldo Oliveira e Anderson Barros


Outra opção é entrar no site www.botafogo.com.br

Você poderá fazer um tour alvinegro, comprar bonequinhos de ex-ídolos negociados a preço de banana , camisas promocionais nas cores rosa e dourado, participar de feijoadas pelo Brasil, shows de pagode e de festinhas todo dia 7 do mês, tirar fotos com antigos ídolos do clube. Apenas uma exigência: não tem direito de reclamar nem de vaiar.

Eu vou pra Maracangalha, eu vou. Se o pior acontecer nos jogos Botafogo e Bahia e FlaFlu


Amigos, amigas e tricolores: acabo de deixar Pasárgada e estou num pub londrino no meio da BR3. Vou ver  os jogos daqui entre uma ordenha de vaca e outra. Se tudo de bom ocorrer na rodada, volto pro Rio; se tudo de bom não ocorrer, eu vou pra Maracangalha, eu vou. E se a primeira-dama não quiser ir, eu vou só, eu vou só.

Seedorf, Cidadão do mundo. Esse aí merece cobrar direito de imagem

Deu no Estadão e o Léo me mandou o link.


Cidadão do mundo

Ídolo na Itália, Holanda e Suriname triplica sócios-torcedores do Botafogo


GONÇALO JUNIOR - O Estado de S.Paulo
Bebês prematuros, aqueles que nascem antes das 38 semanas de gestação, normalmente não conseguem respirar sozinhos. Sofrem de apneia (ausência de respiração), gemem bastante e até podem ficar roxos nos momentos de crise. Por isso, precisam de cuidados especiais o tempo todo. A construção de uma unidade neonatal respiratória no Hospital Acadêmico de Paramaribo, capital do Suriname, contribuiu com a redução de 30% da mortalidade dos prematuros desde 2005. Tudo por causa de aparelhos mais modernos e que facilitam os cuidados com os pulmões dos pequeninos surinameses.
Você não está lendo o texto errado. Foi Clarence Seedorf, a maior contratação da história do Botafogo, que financiou a reforma de R$ 300 mil do hospital por meio de sua fundação Champions for Children, instituição sem fins lucrativos que desenvolve projetos sociais no mundo todo, começando pelo Suriname, terra natal do jogador. O camisa 10 participou da cerimônia de inauguração do setor e visitou o país duas vezes para acompanhar os trabalhos. Logo apoiada pelo governo, a iniciativa acelerou um processo que levaria entre cinco e dez anos de acordo com os profissionais do hospital.
Seedorf é assim: quando o procuramos no campo, está cuidando dos projetos sociais. Quando achamos que está no Brasil, está no Suriname. Ou na Itália. Ou nos Estados Unidos. Tem uma grande ação para cada um dos sete idiomas que fala (português, holandês, francês, inglês, italiano, espanhol e o crioulo).
O berço vem em primeiro lugar. A inscrição "mi sab' dat mi lob Srana" (sei que amo o Suriname) está na entrada da unidade neonatal. Seedorf nasceu em 1975, um ano depois da independência do País, saiu ainda jovem e adotou a cidadania do colonizador, a Holanda. Mesmo assim, transformou em lenda o sobrenome do avô, filho de escravos que, apesar da alforria, carregou o Seedorf do antigo senhor alemão.
Daria para fazer um livro sobre os projetos sociais de Seedorf, mas, por questões de espaço, vai tudo em sete linhas: a Champions for Children possui seis projetos em vários países, entre eles, Camboja, Quênia e Brasil. Em Salvador, o craque investiu 50 mil na construção de um centro de recreação e esportes no bairro de Alagados, um dos mais pobres da Bahia.
Esse comprometimento chegou aos ouvidos de Nelson Mandela. Em 2009, o jogador foi condecorado como membro do "Champions Legacy", grupo que ajuda a manter o legado do líder sul-africano. São só bambambãs, como David Rockefeller e Bill Clinton, que se destacam por esforços filantrópicos no mundo. E Seedorf muda para o inglês.
"Testemunhar a fome que estrangulava a Etiópia na década de 80, quando eu era apenas uma criança, teve um efeito profundo em mim e despertou meu desejo de dar forma ao meu destino", declara em tom solene na apresentação de sua fundação.
Amor. Entre tantas línguas, o coração do craque escolheu a de Camões. Ou melhor, a de Neguinho da Beija-flor. Quando Seedorf e a brasileira Luviana completaram sete anos de casamento, o holandês preparou uma festa surpresa em Milão. Mandou chamar o puxador de samba e pediu que cantasse a preferida da amada: a música Negra Ângela (Hoje eu vi um lindo negro anjo/Anjo negro, lindo anjo/Negra Ângela).
Esse foi um dos pontos altos de uma história de conto de fadas. Os dois se conheceram no início da década de 90, quando Luviana, então passista de Mocidade Independente de Padre Miguel, viajou com a escola para uma temporada de shows na Itália. Ela era de família humilde, moradora do Realengo que ganhava a vida com apresentações como mulata. "Foi o casamento de um príncipe e uma princesa", derrete-se o compositor Jorginho Estrela Negra, uma espécie de cupido e amigo do casal até hoje.
Jorginho conta que Luviana é uma primeira dama com jeito de primeira ministra. Foi ela quem bateu o pé para que o jogador aceitasse a proposta do Botafogo, deixando de lado uma oferta salarial de R$ 1,5 milhão por mês do chinês Guangzhou Evergrande, mesmo time do argentino Darío Conca, além de outras propostas de cair o queixo da Inglaterra, Estados e Unidos e Catar. Seedorf balançou, mas cedeu (no Botafogo, recebe por volta de R$ 700 mil de salário, além de luvas de R$ 1,5 milhão). "Prevaleceu a vontade dela de voltar ao Brasil e vê-lo no seu time do coração".
O desejo de Luviana foi compartilhado por duas mil pessoas, que foram ao aeroporto para recebê-lo em julho, quando assinou contrato de dois anos. E o exército de "seedorfianos" não para de crescer. Em apenas três meses no Botafogo, Seedorf conseguiu resgatar parte do orgulho dos torcedores, que amargam um jejum de 17 anos sem títulos nacionais. Levantamento do departamento de Marketing do clube aponta que o número de sócios-torcedores triplicou, passando de quatro para 12 mil desde que o holandês chegou. "O torcedor reagiu à chegada do Seedorf quase como se fosse um título", compara o diretor de Marketing Marcelo Guimarães.
Prosa e poesia. O holandês não joga só com o nome. Ele fica no meio do caminho entre a prosa europeia (direta, vertical, rumo ao gol) e a poesia latina (a imprevisibilidade do drible). No Campeonato Brasileiro, vem se reinventando como atacante. Jogando mais avançado, marcou sete gols em 14 jogos - faltam três para ele quebrar seu recorde em uma temporada. "Ele é parecido com o Chico Buarque: quietinho, na dele, mas agrada todo mundo", comparou o técnico Oswaldo de Oliveira. "Todos falam que penso e jogo como brasileiro e isso está me ajudando", diz o atleta que passou as férias no Rio nos últimos dez anos.
Seedorf está aqui, mas continua em todo lugar, em sete idiomas. A assessoria de imprensa do Botafogo tem um calhamaço com 40 solicitações de entrevistas, entre elas, da Holanda, Itália e até Austrália. No Suriname, o apresentador de TV Desney Romeo afirma que a audiência do seu programa semanal "Futebol no Brasil", transmitido às segundas-feiras pela emissora ABC, aumentou com a contratação do meia. Como o Suriname ainda tem dificuldades para medir a audiência, o apresentador se baseia na participação ao vivo dos telespectadores para tirar a conclusão. "Na próxima semana, vou sortear uma camisa do Botafogo", orgulha-se.
Essa camisa ainda não é tão comum como a do Milan, Ajax, alguns dos times que Seedorf defendeu. O clube carioca ocupa poucas linhas em sua biografia. Pudera. Esse amor tem apenas três meses, é prematuro e ainda não consegue respirar direito. Precisa de cuidados especiais em uma unidade neonatal. Mas Clarence já está cuidando dos sofridos pulmões dos botafoguenses.

Torcedor do Náutico faz a faixa que a torcida do Botafogo já deveria ter feito há pelo menos 5 anos


Para protestar contra a arbitragem do jogo em que foi prejudicado contra o Fluminense, os torcedores do Náutico levaram ontem uma faixa com a frase: "Não irão nos derrubar no apito!!!". Bingo! Era isso que a torcida do Botafogo já deveria ter feito desde 2007 quando Djalma Beltrami e Hilton Moutinho deram um título ao Framengo. Talvez, se fizessem isso, não teria acontecido o que aconteceu em 2008, 2009 contra o mesmo Framengo e nos últimos anos em muitos jogos, como denunciou Seedorf há poucos dias.

Foto: detalhe da reprodução do site do globoesporte.com

sábado, 29 de setembro de 2012

Hoje tem jogo do Vasco na tv


Uma boa dica para quem gosta de tirar uma soneca no fim da tarde. Nosso finado Fábio Médici, com certeza, será um deles. Principalmente em razão do frio que está fazendo em São Paulo. O Corolla hoje não vai sair da garagem.

Hipólito da Costa, o assessor, ainda cobrindo o descanso do chefe.

Placar causa polêmica por causa de capa com Neymar crucificado

Vocês viram isso?


Deu hoje na Folha. Complicado, complicado.

Será que vão dizer que o Seedorf também é chorão?



Contra FATOS não há argumentos. Seedorf já percebeu como as coisas funcionam. Boa, Sidão. Tem que denunciar sim.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Cáceres do Fla e Réver do Galo serão punidos. Mas só o jogador atleticano foi expulso no dia do jogo


Por que será, né? Por que o juiz não expulsou o botinudo framenguista?

Tá dando no globoesporte.com

Hipólito da Costa (cumprindo as ordens do Chefe).

Custava usar vice-presidentes em vez de vices?


Belíssima sacada do nosso Cacau em comentário abaixo. Um trecho.

" (...) Mas a maldade contida neste tipo de matéria é mesmo intolerável. (...)".

Hipólito da Costa, o assessor. Atento como o patrão mandou.

Por que será que todo mundo sacaneia o Flamengo?, a série


O Senhor PC continua na estrada e acaba de ver essa cena.

Hipólito da Costa, o assessor (ou acessor, como diriam os framenguistas).

Não é de hoje que o PC Guimarães entende de agropecuária


Aqui é Hipólito da Costa, assessor de Imprensa do PC. Remexendo na bagunça dele, enquanto ele continua em Pasárgada, longe da mengolomania que assolou e vitimou o Rio desde quarta à noite, vejam o que encontrei.

Uma foto do patrão no meio da estrada a caminho de uma cidadezinha gaúcha chamada Frederico Westphallen (olha aí, Fredera!). Ele nega, mas dizem que é mais uma de suas aquisições para a fazenda do Uruguai.

Flamenguista não entra



Legal essa matéria do canal ESPN com o taxista botafoguense. Vi no face da Teka Felisberto.

Hipólito da Costa, assessor de Imprensa bem pago do PC.

Para ver o vídeo, clique aqui.

29º em Pasárgada. Tempo nublado. Vento a 0 km/h. Umidade do ar: 22%


Flamengo rumo ao G4. O Chefe mandou dizer que flamenguistas são chatos para c...


Aqui é Hipólito da Costa, assessor de Imprensa do PC: ele continua em Pasárgada. Disse que só volta domingo após a vitória do Fluzão. Como ele me paga bem para cacete, decidi postar essa pérola de hoje do Meia Hora. E o pior é que eles acreditam mesmo.

Como diz o PC: "Mata-me de rir".

O povo não é bobo



Por que só os framenguistas acreditam na Rede Globo?

Obrigado pelo link, Pablo.

Assinado: Hipólito da Costa, assessor de Imprensa do PC, que continua isolado em Pasárgada.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Socorro! O Mengão Poderosão voltou!







Ainda bem que o patrão está em Pasárgada e não está vendo isso.
(HIPÓLITO DA COSTA, assessor de Imprensa de PC Guimarães)

PC foi embora para Pasárgada e só volta semana que vem


Pessoal: aqui é Hipólito da Costa, assessor de Imprensa do PC. Ele pediu para avisar a todos que está num hotel em Pasárgada, sem wifi e sem 3G. Assim que puder ele manda mensagem

Uma boa quinta para todos.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Vou me embora pra Pasárgada se o Flamengo ganhar hoje do Galo


Tá louco, sô! Não fico aqui nem um minuto após o jogo se o Framengo ganhar do Galo. Vai ser duro aturar aquela velha conversinha de "maior do mundo", "deixaram o Framengo chegar", "rumo à Libertadores" e, se bobearmos, até "rumo ao título".

Alô alô, Fredera: antes dou uma passadinha aí em Maria da Fé.

Alô alô, botafoguenses: expliquem aos framenguistas a inspiração do post e do título. Podem achar que o Manuel é dono de alguma padaria ou boteco.

Operação Um dia sem roubar o Botafogo. O Blog da Menina também apoia

O nosso sócio Haroldo lá de Brasília, que, coincidentemente, conheci no show do Paul no Engenhão, mandou o link e fui conferir. O Blog da Menina do Botafogo lá no lancenet reproduziu a vinheta criada há alguns anos (em uma das muitas vezes em que o Botafogo foi prejudicado). Não deu crédito no texto, mas manteve a assinatura do Blog do PC. Veja abaixo.




27 comentários


segunda-feira, 24 de setembro de 2012



A arbitragem ofusca o brilho da estrela solitária.



Bom dia.
Seedorf: O nome do jogo.
Nunca gostei de reclamações sobre arbitragem, apesar de sempre ver o time que torço ser prejudicado em inúmeros jogos. Quando a arbitragem erra uma vez a gente releva, duas a gente tolera, mas errar três vezes num jogo importante, não dá pra ficar calada.
Botafogo atuou bem ontem contra o Corinthians, mas foi brutalmente prejudicado pela arbitragem amiga, gol irregular e pênaltis não marcados.
É inadmissível um juiz definir o placar de um jogo.
Pra que entrar em campo? Se contra alguns times sabemos que por mais que o nosso time de coração jogue bem, ele será de alguma forma prejudicado.
Pra que montar um bom elenco e lutar por alguma coisa, se cada dia parece que os campeonatos são de cartas marcadas, e o Botafogo parece estar fora dessa fatia de privilegiados, não por que os outros são melhores, mas por que o Botafogo não precisa se beneficiar de apitos amigos para ganhar jogos.
O verdadeiro Robin Hood entrou em campo ontem, Sandro Meira Ricci, tirou nossos 3 pontos e entregou de badeja pro São Paulo, ajudou o Corinthians a somar mais pontos e deixou o Botafogo cada vez mais longe do G4.
Botafogo deve estar incomodando alguém, Seedorf e companhia devem estar dando dor de cabeça para os infelizes que comandam o futebol.
Tenho cada dia mais nojo de acompanhar essas barbaridades que andam acontecendo em campo, e depois dizem que corrupção é só no Planalto Central, futebol virou um balcão de serviços e poucos são privilegiados sem precisar mostrar a bola no pé, que deveria ser o único show em campo.
Jogo se ganha na raça e não com benefícios.
Obrigada.
Cissa-Menina Botafogo.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Flamengo consegue burlar o regulamento e inscreve mais dois reforços para tentar fugir do rebaixamento


Quem me deu o furo foi um framenguista lá do sul do Brasil.

Novo Zico da vez já está barrado e periga virar mesmo é um Novo Berico


Mata-me de rir. Me divirto. Toda vez que vejo esse papo de Novo Zico me lembro do Berico. O Berico, ídolo do Framengo, jogou um jogo contra o Olaria e fez 3 gols. A FraPress da época só faltou chamar o cara de Novo Pelé. No jogo seguinte não fez porra nenhuma e no terceiro passou pro time de aspirantes.

Tá dando no globoesporte.com


Já que falei no Berico (na foto acima com o time) vamos falar do Framengo e sua história. Quando comecei a acompanhar futebol no final dos anos 60, ainda no colo do meu saudoso pai, framenguista, o Framengo tinha times como o da foto abaixo. Reparem no ataque: Carlos Alberto (quem?), Nelsinho Rosa, Airton Beleza, Berico (ex-Guarani) e Oswaldinho Ponte-Aérea. Fora a zaga formada por Ditão e Ananias. O Botafogo tinha Jairzinho e cia (nem é preciso citar aqui, pois não cabe). Claro que meu querido pai perdeu essa. mas depois veio a Ditadura e a TV Globo e todos sabem o que aconteceu com o Framengo.



Isso só pode ser coisa da FlaPress


Eu não disse? Basta o Botafogo começar a arrancada rumo ao título para a FraPress botar as asinhas de fora. Precisava lembrar que o Biafra é botafoguense? Pô, meu, esse cara é um mala esquisitão. Nem motorista de táxi aguenta quando ele canta a musiquinha do voar.

Por que a FraPress não lembra que o Dado Dolabella é framenguista, que aquele sambista da Mangueira que tem cabelo de espiga de milho é framenguista, que a Sandra de Sá é framenguista...?

Disse e repito: Como diria Leonel Brizola: "Algo há, algo há."

Tá dando no globoesporte.com

Sou Botafogo, sou ético, sou bonito



Obrigado pelo link, Hudson. Belissima promoção do Glorioso. Sempre à frente dos times comuns.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Será que vão dizer que o Seedorf também é chorão?


Tá dando em vários lugares.

Vão negar o champanhe também, tricolores do Puma



Vamos ver agora qual vai ser a desculpa dos dois tricolores do Blog. Não mexam com quem está quieto e trabalhando.

A frase do dia após as falhas de Sandro Meira Ricci em favor do Corinthians no jogo contra o Botafogo

"Juiz Sandro Ricci sente fisgada no bolso e é dúvida para o próximo jogo do Corinthians. Ladrão!" (Hélio de La Peña na página oficial do Botafogo no facebook).

Detalhes aqui

Recordar é viver, meus amigos tricolores - 4: quem sabe da vida do Flu é o Bangu



Já estava de saída (alguém aqui precisa trabalhar, né?) quando lembrei o tal jogo envolvendo o Flu, o José Roberto Wright (sempre esses dois, né?), o Cláudio Adão e o Banguzinho. Lembram disso, né? Pobre Bangu. Anos depois voltou a ser prejudicado contra o mesmo Flu em outra decisão. Esqueci o jogo. Alguém lembra? Foi aquele em que um goleiro do Bangu fez um gol legal e o gol foi anulado. Algo assim. O goleiro era o Palmieri? Ou era outro?

Imaginem se o Flu não fosse um time prejudicado pelas arbitragens!

E com licença que agora eu vou à luta. mas volto depois se me provocarem.

Blog do PC. FATOS nada mais que FATOS. Doa a quem doer.

Recordar é viver, meus amigos tricolores - 3: Marcão faz gol impedido, em jogo apitado por Djalma Beltrami e Hilton Moutinho (aqueles!) e tira Botafogo da Sulamericana de 2006



Repito: contra FATOS e IMAGENS não há argumentos. Poderia citar mil outros jogos em que o Flu foi beneficiado pela arbitragem, mas destaquei apenas três dos mais famosos. Não tenho tempo para pesquisar mais. Se bem que esses três foram fáceis de achar. Agora vou cuidar dos meus patinhos.

Sou maxxxo com 3 xis, mau e mostro o pau.

Recordar é viver, meus amigos tricolores - 2: José Marçal Filho e o empurrão histórico


FATO. Se isso aí em cima não é empurrão, o que é empurrão.

Vou procurar agora aquele gol impedido do Marcão, ignorado pelo Djalma Beltrami e pelo Hilton Moutinho. Vem mais, vem mais.

Recordar é viver, meus amigos tricolores - 1: o gol de mão do Wilton



O Blog do PC não se envolve em polêmicas emocionais. Lida com fatos.

Para saber mais sobre esse gol, clique aqui.

Botafogo prejudicado como sempre. Fernando Calazans também viu o que todo mundo viu


Vale a pena ler a coluna do meu querido Fernando Calazans no Globo de hoje. Espero que a Comissão de Arbitragem também leia e afaste o sem-vergonha  do Sandro Meira Ricci.

É sempre assim. Basta o Botafogo começar a chegar que esse tipo de coisa começa.


Por que será que todo mundo sacaneia o Flamengo?


Boa zoada do Extra na própria FraPress. 

"Arbitragem confusa"! (ver setinha). É ruim, hein! Foi má-fé mesmo. Sandro Meira Ricci tem que ser punido. Os dois pontos que ele tirou do Botafogo podem fazer falta em dezembro.

Tricolores são seres muito estranhos, muito estranhos


Saiu pequenininho no site do Lance!, mas eu li.

Eu hein! Agora entendo o nervosismo dos nossos trciolores.

domingo, 23 de setembro de 2012

Botafogo roubado como sempre


Qual é a desse Sandro Meira Ricci? Deixou de marcar dois pênaltis em favor do Botafogo e inventou um pênalti pro Corinthians. Brilhou o André Lofredo na avaliação do lance.
Até quando Corinthians e Framengo vão ser beneficiados pela arbitragem?

Vamos reagir, Botafogo. Vamos enfrentar o Sistema

Ah se fosse no Engenhão!


Precisa comentar? Pesquei lá no globoesporte.com

Botafogo x Corinthians, Coadjuvante x Macaca e Time do Novo Zico x Dragão. Comente ao vivo aqui no Blog do PC

Vamo que vamo. Como o Blog do PC é imparcial, vamos torcer pelo futebol carioca.

Será que o novo Zico da vez vai arrasar lá em Goiânia?


Outro dia, ao comentar sobre os novos Zicos framenguistas, falei de um tal de Pintinho, que também foi idolatrado como Novo Zico e alguns sócios aqui não se lembraram ou confundiram com o Carlos Alberto Pintinho, talentoso meia do Flu, que fez sucesso no simpático time de bairro das Laranjeiras nos anos 70.

Hoje o jornal Lance!, em uma matéria sobre os Novos Zicos, citou o Pintinho e um tal de Nélio. Esqueceu do Renato Augusto.

Me divirto com essa história de Novos Zicos. Mas uma pergunta que não quer calar: Novo Zico pra quê? Só se for pra jogar no Framengo e virar queridinho da FraPress. Espero que não seja pra jogar na seleção brasileira. O último Zico que esteve na seleção amarelou na hora h.

Flu se parece cada vez mais com o Fla e volta a ganhar roubado e cagado


Sem chororô, tricolores. Eu apenas copiei e colei o que li no globoesporte.com Não vi o jogo. Alguém aqui precisa trabalhar.

E a desculpa do Gum? "Se jogou em cima de mim"! Mata-me de rir.





Se isso aí não é pênalti, o que é pênalti? 

Mas que já está virando rotina o Flu ganhar cagado e roubado, está. Os velhos tempos do Flu estão de volta.

sábado, 22 de setembro de 2012

Eu acredito em zebras e em timbus


Deu certo no sábado passado. Quem sabe não dá certo hoje também.

"Vamo que vamo, Timbu! Seque o time que saiu da terceira para a primeira sem passar pela segunda. Aqui. No Blog do PC".

Como o Blog do PC também é cultura, saiba porque o apelido do Náutico é Timbu. Clique aqui.

Flamengo começa a armar time para disputar a Segunda Divisão


As pessoas más têm a mania de criticar a diretoria do Framengo por falta de planejamento. Maldade! Já contrataram a revelação Kleber Santana e o zagueiro de óculos; agora acabam de contratar o poderoso Wellington Bruno, destaque do Ipatinga.

O Blog do PC é imparcial e reconhece os méritos de todos os times.

Deu no site do Globo e está dando em tudo quanto é lugar.