SALVE, SUASSUNA!

SALVE, SUASSUNA!
Imagem: site do Globo

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Campeão ou não, és eterna paixão


Mais uma decepção. Ou "tragédia digna da Copa de 50", como disse meu camarada Rafael Roldão. Mas, "vida que segue", como diria São João Saldanha. Os jogadores não devem ficar abatidos, a torcida muito menos. Não vai ser a primeira vez e nem vai ser a última. É nessas crises que os grandes crescem. Que São Nilton Santos volte a iluminar o time que, até ser atacado pela inveja, pelos juízes, bandeirinhas e tjds, jogou o futebol mais bonito do Brasil. Elogiado por todos.
Sou botafoguense, com muito orgulho, com muito amor.

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Oliviero Toscani está de volta


Me amarro nos trabalhos desse cara. Pega pesado.
Fonte: O Globo

Bola no saco - Gandula dá bolada em jogador na Inglaterra


Pesquei no IG.
Gandula rouba a cena no jogo entre Tottenham e Famagusta
Pedro Vinícius
"Na última quinta-feira (20), durante a partida Tottenham (Inglaterra) 6 x 1 Anorthosis Famagusta (Chipre), válida pela Copa da Uefa, o gandula do jogo, que geralmente são jovens torcedores do time mandante, roubou a cena e divertiu a torcida. O Tottenham já ganhava por 4 a 0, mas mesmo assim, o menino responsável pela reposição das bolas em campo, não queria facilitar a vida do adversário. Após a bola sair em lateral para o time visitante, o pequeno inglês 'entregou-a' para o jogador do Famagusta de uma maneira nada sutil: atirou a bola contra o jogador, com a clara intenção de acertá-lo. Porém a torcida do Tottenham, que lotou o estádio, caiu no riso e ovacionou o gandula 'rebelde'."

Imaginem se os gandulas do Grêmio aproveitarem a idéia?

Comunicado oficial: hoje não tem posts


Bate uma insônia, acordo cedo, venho para a Internet. Abro a página do UOL e vejo a foto e a notícia (abaixo). Hoje não trabalho. Estou indo para a praia. Na Austrália.

"Um grupo de 1010 mulheres se reúne em praia de Sydney, Austrália, para quebrar o recorde do Guinness do maior número de pessoas com biquíni reunidas para uma foto".

É mil meu com mil delas.

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Por que não eu?


E o atacante brasileiro Luciano Emílio, que joga no time americano DC United, e sonha em jogar na Seleção Brasileira? O cara, que foi sorveteiro em São Paulo, tem 28 anos, ofuscou David Beckhan, e lembra que Afonso também foi convocado por Dunga. É, pode ser. Se Afonso foi convocado por Dunga, por que não o Luciano Emílio também não pode sonhar? A matéria sobre o jogador foi publicada na Folha de S. Paulo de hoje e é assinada por Renan Cacioli.

Falar em futebol, sonho, Afonso, Luciano Emílio e seleção, por que não eu, Dunga? Com duas semanas de abdominais leves e corridas em volta do campo sou mais eu do que o Afonso.

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Literalmente peladas na pelada. E a moda pegou!


Outro dia foram as moças do handebol, agora as do futebol. Estou aguardando a vez das moças, do vôlei, do basquete, da natação, das novelas...

Jogadoras de futebol tiram a roupa para revista na Espanha

Jogadoras de futebol da Espanha tiram a roupa para revista Interviú. A intenção das atletas é atrair mais patrocínio ao time, o AD Torrejón, que é líder da Liga de futebol feminino no país, mas não consegue ser profissional e suas jogadoras têm mais de um emprego.

"Nós sim que somos as fantásticas e não Henry, Eto'o, Messi ou Ronaldinho", comentou a jogadora Saray Garcia, de 23 anos. Além de atleta, ela trabalha como recepcionista de um hotel em Madri. Com um salário de apenas 150 euros por mês (cerca de R$ 400), muitas trabalham como camareiras, recepcionistas, jardineiras, engenheiras ou estudantes.
Para aumentar a verba e atrair mais patrocínios para a equipe, as jogadoras foram para o campo, tiraram a roupa e posaram nuas para a revista espanhola "Interviú".

Apesar das dificuldades financeiras, a equipe é a revelação do Campeonato Espanhol e atualmente é dona da ponta da tabela.

E mais uma pergunta: para que eles botam as mãos na frente das "periquitas"? Para proteger o quê?

domingo, 23 de setembro de 2007

Renan Calheiros acredita no que diz e escreve? (Ou no que escrevem pra ele)


CLARO QUE não vou usar o espaço do blog para publicar um texto integral do Renan Calheiros, mas a cara-de-pau desse sujeito não tem limites. Hoje ele assina artigo na coluna "Tendências e debates" da página 3 da "Folha de S. Paulo". Leiam abaixo o título e o olho. Quem quiser se indignar e ler a íntegra:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz2309200708.htm

Vozes isoladas
RENAN CALHEIROS
O Senado Federal não se deixará pressionar pelos que desrespeitam a democracia e atropelam a opinião pública

A ilustração foi tirada do site IRMAOSBRAIN.COM

No futebol feminino o pau come também


Acabo de ver o finalzinho da vitória do Brasil sobre a Austrália no futebol feminino. Pô, senti falta da troca de camisas ao final da partida! Mas constatei que o pau come no jogo também. Tem bola entre as pernas, matadas no peito, dribles com a coxa. Quando alguém se machuca, o (a) massagista entra em campo e passa a mão nas pernas ou na barriga (sarada) da jogadora contundida. Na hora do gol, a mulherada abraça o treinador. Taí, gostei. Vou ver outras partidas.

sábado, 22 de setembro de 2007

Os gandulas do Grêmio e a "Lei da Vantagem"


No jogo do Grêmio contra o Botafogo foi a mesma coisa e o técnico Cuca reclamou. Hoje, no jogo contra o Santos, a "malandragem" se repete. Os gandulas gremistas "jogam". Ficam acompanhando o jogo com as bolas nas mãos, correndo pela lateral do campo. Para o time da casa, a bola é entregue nas mãos dos jogadores; para o time adversário, a bola é jogada no chão. O pessoal do SporTV informou que os gandulas vêm de Caxias do Sul, selecionados (sic) por um integrante da comissão técnica do time gaúcho; e são treinados para beneficiar o time da casa. E o Gérson é que levou a fama de gostar de levar vantagem em tudo! Que saudades dos tempos em que os jogos eram decididos pela qualidade técnica dos jogadores e os gandulas eram crianças.

Como a botafoguense Sonja, que chorou após uma derrota contra o Vasco.

No vídeo do youtube, uma prova da "malandragem" dos gândulas gremistas, mostrada com orgulho por alguém ligado ao time gaúcho. No final dá pra ouvir a voz: "É isso aí, gandula!".

Vocês conhecem os barbixas?


Essa pérola eu pesquei no blog do meu ex-aluno e camarada Lucas Maia, o "Matéria de Gaveta"
http://materiadegaveta.blogspot.com/

Aberta a temporada de caça às sogras?


Abaixo tem outra notícia sobre matança de sogras. Vai que a moda pega! Sorte que a minha é uma santa.

Rio: médico atira na esposa e acerta a sogra
O médico Waldir Oscar Tayson tentou matar a tiros a esposa, mas acabou atingindo sua sogra, em São José do Vale do Rio Preto, divisa de Petrópolis e Teresópolis, na tarde desta sexta-feira. Durante uma discussão com a esposa, que não teve o nome divulgado, Waldir sacou uma arma e ameaçou atirar. A mãe da vítima tentou defender a filha e acabou sendo baleada pelo genro. Ela foi socorrida para a Maternidade Santa Terezinha e em seguida foi transferida para um hospital particular. De acordo com a polícia, o motivo da discussão entre o casal seria uma suposta traição da esposa.

Fonte: O Dia

Henfil tava fu se fosse vivo nos Estados Unidos de hoje



E o americano que foi condenado na terra do Bush por ser tarado por pés? Falar no genial Henfil, quem quiser saber sobre o cara, não deve deixar de ler a biografia escrita pelo meu camarada Dênis de Moraes. É antiga, mas atual.
Homem com fetiche por pés é condenado nos Estados Unidos
Enviada por Dukaramba

Um norte-americano fez mais de 600 ligações telefônicas para uma loja de sapatos e outros estabelecimentos comerciais para perguntar a mulheres sobre seus pés e sapatos.
James Lee Fink, 31 anos, ligou 119 vezes de seu celular para o shopping da cidade de Chambersburg, Pensilvânia, e mais de 500 para dois hotéis, entre os meses de janeiro e maio deste ano.
O homem, que se identificava como Brian Thompson, perguntava às mulheres que tipo de sapato usavam e se lhe mostrariam os pés caso ele fosse até seu local de trabalho.
A polícia rastreou as ligações e localizou Fink, que foi condenado na última quarta-feira a pagar uma multa de US$ 200, não poderá se aproximar de uma das lojas na qual trabalha uma das vítimas de seu assédio e deverá fazer reabilitação por um ano.

Fonte: IG

Vídeos, notícias bizarras e engraçadas em: www.dukaramba.com

Viva Nelson Mandela vivo!


E aquela anta infeliz que preside os Estados Unidos que, mais uma vez, comete uma gafe? Só não espero ser patrulhado pela Direita.
Presidente dos EUA diz que Saddam matou 'todos os Mandelas'
JOHANESBURGO - O presidente George W. Bush declarou, na quinta-feira, que não há mais "Mandelas" no Iraque para ajudar no processo de reconciliação do país porque o ex-ditador Saddam Hussein, derrubado após a invasão americana, matou todos eles. Ao contrário do que sugeriu a constrangedora gafe proferida por Bush, que citou a morte do líder sul-africano para tentar explicar a violência sectária no Iraque, Nelson Mandela continua vivo. (...)

Fonte: Último Segundo
http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2007/09/21/mandela_contradiz_gafe_de_bush_e_segue_vivo_1015377.html

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Roberto Jefferson continua solto?


Ligo a tv e aparece esse sujeito. Claro que desliguei. É muita falta de respeito com o povo. E cadê a Receita Federal que não aparece para informar qual a origem e o destino dos tais 4 milhões que ele declarou ter recebido? Se um cidadão comum deixa de declarar 100 reais é chamado e humilhado.
VERGONHA! É por isso que ele e Collor estão rindo. Cadê a Justiça?

Matou a sogra e talvez tenha ido ao cinema depois



Irritado com barulho, tailandês mata três vizinhos e a sogra
Um homem irritado com o barulho que seus vizinhos faziam matou três deles e sua sogra com uma pistola na Província de Chantaburi, no leste da Tailândia, informou hoje a polícia. No crime, que ocorreu nesta quarta-feira, o assassino pegou sua arma e entrou na casa vizinha. Sem dizer uma palavra, atirou contra três pessoas. Pouco depois, foi até a casa de seus sogros. Depois de ver que a sua mulher não estava ali, matou a sogra com um tiro e feriu o sogro. O chefe da polícia provincial, coronel Prakang Prachong, disse que dois agentes ficaram feridos durante um tiroteio com o assassino, que conseguiu fugir.

Fonte: Folha online
(Enviada pelo Pedro Cruz)


Uma dica para quem "AMA" a sogra: Blog do grupo "Odeio sogras" (de onde tirei as ilustrações)
http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.grupos.com.br/images/blog/3/219663/sogra_3.jpg&imgrefurl=http://www.grupos.com.br/blog/odeiosogra/&h=426&w=445&sz=55&hl=pt-BR&start=4&tbnid=P3pvskyYTVdSBM:&tbnh=122&tbnw=127&prev=/images%3Fq%3Dsogra%26gbv%3D2%26svnum%3D10%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DG

O vídeo do Ronaldo


Vídeo mostra momento da lesão de Ronaldo
Foi colocado no ar essa manhã, pela Sky em sua página na internet, o vídeo que mostra o momento em que Ronaldo se machucou no estádio de San Siro, em Milão, em 31 de julho passado. Veja o vídeo de como foi a lesão no site da Gazzeta Dello Sport (http://mediacenter.gazzetta.it/MediaCenter/action/player?uuid=916b7162-677b-11dc-bb9b-0003ba99c667). E foi na Itália, no estádio Olímpico de Roma, em 2000, que Ronaldo sofreu a grave lesão no mesmo joelho direito. Assista ao vídeo!

Fonte: IG
http://ultimosegundo.ig.com.br/esportes/futebol/2007/09/20/video_mostra_momento_da_lesao_de_ronaldo_1013749.html

O gol de Joilson contra o River Plate


O que é bonito é pra se ver.

Peladas, peladas, nuas, com as mãos nos bolsos. Uh! uh!




Falta de grana faz time de handebol tirar roupa
Brasileira Viviane Jacques e suas parceiras posam nuas para salvar a equipe
MAURÍCIO DEHÓ
Apesar de ocupar a segunda posição na Liga Espanhola de handebol feminino, o Orsán Elda Prestigio precisou apelar a outros meios para sobreviver financeiramente no esporte.
Por iniciativa das jogadoras, 12 delas, entre as 14 do grupo, resolveram posar nuas. O objetivo era arrecadar 300 mil euros (cerca de R$ 780 mil) em patrocínio, quantia necessária para pagar as despesas até o fim da temporada, que incluem as viagens na liga européia.
Entre elas, uma brasileira participou da sessão. Trata-se de Viviane Jacques, de 30 anos, que há três temporadas joga pelo Elda e conquistou o tricampeonato pan-americano com o Brasil, em julho.

Fonte: Lancenet

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

O drible da foca e o pau do Coelho, pra quem não viu

Kerlon, foca, cruzeiro e Botafogo, claro


"Tá tudo muito bom, tá tudo muito bem!", como cantava a Blitz. Mas "esqueçam o que eu escrevi", como diria aquele ex-presidente. Adorei ver o Kerlon dar aquele drible da foca no Coelho, do Atlético. Mais adorável ainda foi ver o Leão reclamando na televisão. Mas vou logo avisando: se o Kerlon tentar fazer o mesmo contra o meu Botafogo, no Engenhão, vou torcer pro Diguinho jogar ele na linha do trem. E estamos conversados!

O artigo abaixo foi publicado no Jornal de Debates (www.jornaldedebates.com.br)

Como Garrincha a driblar o mar!
Paulo Cezar Guimarães
Nunca aprendi a dar “chaleira”, “banho de cuia”, “lambreta”, “lençol” ou “drible da vaca”. Devo no máximo ter passado a bola entre as pernas de algum “pereba”.

Vou logo avisando: adoro dribles. Era criança quando Garrincha brilhou no meu Botafogo no início dos anos 60. Não é à toa que sou botafoguense por causa de Mané, Didi, Nilton Santos, Jairzinho e cia. Peguei a fase decadente do “Demônio das pernas tortas” quando ele perambulou pelo Corinthians, pelo Olaria e até pelo Flamengo. Chorei de emoção no jogo de despedida no Maracanã, em 19 de dezembro de 1973, no chamado “Jogo da gratidão”. E que gratidão! Vi diversas vezes o filme de Joaquim Pedro de Andrade sobre Garrincha e meu camarada Oswaldo Montenegro escreveu uns versos sobre Mané na canção “Celeiro” em que diz “e viu a gaivota imitando Garrincha a driblar o mar”.

Quem sou eu para imitar o mestre Armando Nogueira, que faz prosa e verso quando escreve, mas acho que ele concordaria com Oswaldo. Garrincha driblava tudo o que via pela frente. Adversários, jogadores do mesmo time, terra, mar e ar. No final dos anos 60, quando comecei a acompanhar futebol, chegava mais cedo ao Maraca só pra ver Nei Conceição bater bola antes dos jogos, no aquecimento do time dentro de campo. O cara tinha o apelido de “Nei Chiclete” devido à intimidade que tinha com a "pelota". No mesmo time jogava Rogério (Haetmaneck), apelidado de “Dançarino”, pela mesma magia dos seus dribles.

Mais tarde vi Rivelino e seu elástico. O drible que ele deu no jogador Alcir, do Vasco, até hoje é repetido na televisão para desespero ou, quem sabe, orgulho do jogador vascaíno. E o Júlio César, o “Uri Geller”, do Flamengo? E o Mário Sérgio, hoje técnico de futebol, e, infelizmente, adepto do futebol-força? Vi Mário Sérgio, num Fla-Flu, dar um drible no jogador Toninho que quase destroncou a clavícula do cara, que por pouco não derrubou a bandeirinha de córner. Toninho saiu catando cavaco, como se dizia na pelada, totalmente desconjuntado.

Um amigo meu, Rubens Walter Marfetan, o "Ché", fotógrafo esportivo, disse que uma vez levou um drible de Paulo César Caju, craque do Botafogo e da Seleção Brasileira. E não estava jogando; estava fotografando, atrás de um dos gols do Maraca. “O cara fez que ia e acabou fondo, como diria o Dadá Maravilha. Tentei acompanhar com a minha máquina e acabei me desequilibrando e caindo entre os colegas. Foi uma gargalhada geral”, contou ele.

Uma vez, como editor de um jornal de empresa, precisava de uma foto que ilustrasse a vitória do Brasil na Copa de 70. Um colega sugeriu que eu usasse a foto de Carlos Alberto (Torres) erguendo a Jules Rimet. Disse que não, que aquela imagem todo mundo conhecia. Pesquisei e encontrei uma foto de Erno Schneider, em O Globo, mostrando um drible de Jairzinho, no jogador italiano Fachetti, no jogo final.

Já ouvi muito craque dizer que acha o drible muito mais bonito do que um gol. E é verdade. Mesmo porque muitos gols são precedidos de belos dribles. Quem não se lembra do elástico do Romário no Amaral do Corinthians? Dodô repetiu o drible no último domingo no mesmo estádio contra o mesmo Corinthians. Não fez o gol, mas a jogada foi destaque nos programas esportivos.

Sou peladeiro de fim-de-semana e não consegui copiar Mané, Rivelino e Paulo César. Me lembro de três craques do futebol de salão (hoje futsal) que brilhavam por causa dos seus dribles. Serginho, que jogou no Vila, e driblava sobre a linha lateral da quadra; e Marcio Arrochelas e Jairzinho (filho do Jair Rosa Pinto), que jogaram no Grajaú Tênis, e tratavam a bola de você.

Nunca aprendi a dar “chaleira”, “banho de cuia”, “lambreta”, “lençol” ou “drible da vaca”. Devo no máximo ter passado a bola entre as pernas de algum “pereba”. Mas domingo que vem vou ver se aprendo o drible da foca. Portanto: deixem o Kerlon driblar como um Mané Garrincha, como um Rivelino, como uma gaivota. Quero ver se aprendo.

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Renan Calheiros, "Contador de balelas"


Essa eu tirei do blog do meu amigo Jorge Antonio Barros, o Repórter de Crime. Escreve aí, Jorginho:

"Ao final da manifestação contra o Senado que absolveu Renan, encontrei aberto em Copacabana um sebo, a livraria Mar de Histórias, onde pedi algum título sobre corrupção, um dos temas prediletos da Biblioteca Claudio Abramo. Ri sozinho quando me deparei com um livreto intitulado "Contadores de Balelas", de 1983, assinado por ninguém menos que um então obscuro deputado federal...Renan Calheiros, do PMDB, com discursos e projetos de lei apresentados pelo próprio.

Lê-se na apresentação:

"Renan Calheiros tem uma virtude indispensável ao verdadeiro homem público: a coragem. Não tem medo dos poderosos do dinheiro, dos facínoras da violência, dos aproveitadores da corrupção, das sórdidas forças econômicas estrangeiras que querem colonizar esta nação e sugar o trabalho oprimido de nossos trabalhadores (...). Brasilia, 29 de novembro de 1983, Deputado Ulysses Guimarães, presidente".

Ulysses foi um dos principais opositores do governo Collor, do qual Renan foi um dos artífices. Ulysses desapareceu na queda de um helicóptero em Angra dos Reis, em 1998*, seis anos depois do impeachment de Collor. Seus restos mortais jamais foram encontrados.

Em tempo (pra quem faltou essa aula): balela pode ser traduzida por MENTIRA.

* Uma correção: Ulysses morreu em (12 de outubro de) 1992. Um leitor da coluna do Jorginho fez a observação.

Gisele Bündchen molhadinha!


E a Gisele Bündchen de vestido-água no reclame da sandália?! Ai Jisus!!!

Fonte: IG

Chamem o ladrão! Será a tal Elite da Tropa?

BANDA PODRE
Megaoperação cumpre mandados de prisão contra 58 PMs de Caxias
Policiais são acusados de extorsão em favela e
de envolvimento com o tráfico; 47 já foram presos

Fonte: O Dia online

domingo, 16 de setembro de 2007

Da série: Diogo Mainardi só fala merda

É impressionante como esse Diogo Mainardi é reacionário e babaca. Pedro de Lara morreu mas deixou um herdeiro. Só que o Pedro era autêntico. O cara no Manhatan Connection de hoje já defendeu o Bushinho, disse que o brasileiro tem a "cabeça rasa" e afirmou que aquele sociólogo "da Veja" que fez uma pesquisa "suspeita" está sendo "patrulhado".

Renan Calheiros usa o povo de Alagoas


Em Murici (AL), populares são transportados em caminhão durante festejo pelo aniversário do senador Renan Calheiros, que enfrenta impasse em Brasília após ser absolvido da acusação de quebra de decoro.

Fonte: UOL
Foto: Sergio Dutti (Agência Estado)

sábado, 15 de setembro de 2007

Todo mundo nu!


Peladões disputam corrida
Evento foi promovido na Espanha pelo Clube Naturista do País Basco.

Fonte: O Dia online

O amor é lindo!


Renan e sua senhora na porta da residência oficial do presidente do Senado. A foto é de Ueslei Marcelino, publicada hoje na Folha, e quem paga a mordomia somos nós. As vaquinhas do Renan pagam outras coisas.

Mais uma covardia da PM de São Paulo


Por que esses caras são tão covardes? O que faz um sujeito botar uma farda e virar bicho? Por que agredir um cidadão desarmado com tanto ódio? Quando cruzam com bandidos se cagam de medo. A foto, de Ricardo Trida, saiu na Folha de S. Paulo de hoje. E não é a primeira vez que isso acontece.
Por que estão sendo agredidos? Leiam a legenda abaixo:

"Policiais militares expulsam cerca de 300 alunos que haviam invadido a reitoria do Centro Universitário Fundação Santo André".

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Ancelmo deu no blog


Maldades da corte
"Domingo, dia 16, você já sabe, é aniversário de Renan Calheiros. Nesse mesmo dia, é comemorado o Dia de São Cornélio.

Tem gaiato em Brasília... Bom, deixa pra lá..."

Renan come, a gente paga


Meu camarada PV acaba de enviar.

Artigo: "A verdadeira história do homem de Pau Pequeno e sua organização terrorista"


A verdadeira história do homem de Pau Pequeno e sua organização terrorista
Osama bin Laden não é uma bicha devassa de pau pequeno e deformado que torce pro Arsenal de Londres e que teria encomendado a morte de David Beckham, astro do futebol inglês.
Paulo Cezar Guimarães
(Publicado no "Jornal de Debates" - www.jornaldedebates.com.br)

Quem ler apenas o título pode pensar que o texto é sobre Mané Garrincha e que o autor trocou o nome da cidade e chamou o Botafogo de organização terrorista. Nada disso. O objetivo é dar uma pequena idéia sobre Osama bin Laden e a Al-Qaeda. Osama não é uma bicha devassa de pau pequeno e deformado que torce pro Arsenal de Londres e que teria encomendado a morte de David Beckham, astro do futebol inglês, hoje jogando pelada nos Estados Unidos ao lado da sua bela mulher.

Estranho? Endoidei de vez? Ainda não. Tal afirmação está na página 37 do recém-lançado, no Brasil, livro “Al-Qaeda – A verdadeira história do radicalismo islâmico” (Jorge Zahar Editor, R$ 34,90 - sem frete – preço mais barato na Internet), do jornalista inglês Jason Burke (http://en.wikipedia.org/wiki/Jason_Burke), que cobriu por uma década o Oriente Médio e o sudoeste asiático. Ou seja, esteve lá “ao vivo, do campo de batalha”, parafraseando o título de outro correspondente de guerra, um pouco mais famoso, Peter Arnet, que cobriu muitos outros conflitos, como a Guerra do Golfo.

Para aqueles que têm pouco tempo para se dedicar à leitura de livros e que gostam de passar os olhos em orelhas e contracapas nas boas casas do ramo (no caso, livrarias), como diria o meu avô comerciante no subúrbio do Rio, dou uma força e um adianto, como se falava antigamente no Grajaú. A editora informa na contracapa que “Quando se pensa na Al-Qaeda, imagina-se uma organização altamente sofisticada e espalhada pelo mundo e sob o comando central de Osama bin Laden – errado. (...) a Al-Qaeda é meramente um rótulo dado pelo Ocidente a um fenômeno da militância islâmica muito mais amplo, complexo e perigoso. Entendê-lo é compreender a verdadeira natureza da ameaça terrorista atual”.

Os fãs de Noam Chomsky, como este que escreve essas maltraçadas, podem ir correndo comprar. “Uma leitura essencial. O estudo mais esclarecedor que conheço sobre este tema. Traz observações profundas sobre a militância islâmica”, garante o lingüista e ativista político. William Dalrymple, colega do autor no jornal “Observer”, garante: “Este é o guia mais fidedigno e perspicaz já publicado para o entendimento da ascensão do islamismo militante”. Para os que acham que William está puxando o saco do amigo, leiam o que publicou o "The Washington Post", aquele famoso jornal do "Caso Watergate", que revelou ao mundo a dupla de jornalistas Bob Woodward e Carl Bernstein: “Esse jornalista jovem e entusiasta produziu uma importante contribuição à literatura crescente sobre a Al-Qaeda”.

Não me proponho neste pequeno texto, que já está ficando grande, a fazer uma resenha literária. Longe disso. Apenas dar uma dica sobre o que andei lendo ultimamente sobre a Al-Qaeda e Bin Laden.

Antes de falar um pouco mais sobre o que me chamou a atenção no livro, destaco para quem não leu a entrevista de Jason Burke para o jornal "O Globo", de 11/09/2007 (http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2007/09/11/297674667.asp), com o título que praticamente diz tudo: “Osama bin Laden é hoje um rosto no cartaz da jihad”. O subtítulo: “Jornalista britânico afirma que o terrorismo islâmico se tornou uma força descentralizada e difícil de ser detida”. No “lide” da entrevista: “(...) a Al-Qaeda se tornou mais uma ideologia do que um grupo efetivo, e Osama bin Laden, uma imagem inspiradora. (...) o radicalismo é hoje mais amador, caótico e descentralizado, mas também mais difícil de ser combatido”.

Voltando ao livro, as primeiras linhas do primeiro capítulo respondem, em parte, a pergunta do nosso debate: “Então o que é a Al-Qaeda? Pergunte a ocidentais, mesmo bem-informados, o que pensam ser a Al-Qaeda e muitos lhe dirão que esse termo descreve uma organização terrorista fundada há mais de uma década por um fanático religioso saudita extremamente rico que se transformou numa rede incrivelmente poderosa composta por milhares de homens treinados e motivados que estão à espreita em todas as cidades, em todos os países, em todos os continentes, prontos para cumprir as ordens de seu líder, Osama bin Laden, matando e mutilando em defesa de sua causa. A boa notícia é que essa Al-Qaeda não existe (...)”.

Querem saber qual é a má? Não digo. Comprem o livro. E saibam que Osama bin Laden, que já foi chamado por agentes do FBI de “Osam bem Laden” e pela CIA de “Usama bin Laden”, num tempo em que a Al-Qaeda ainda não estava com essa bomba toda. Bill Clinton, aquele do charuto, chamava a organização de “rede de Bin Laden” e não de Al-Qaeda e tinha “xeque” da pesada que nunca tinha ouvido falar do nome.

Mas ninguém pense que Bin Laden é igual àquela caricatura mostrada pelos comediantes do “Casseta e Planeta” na rede do plim plim. Nada disso. Jason Burke garante que “Bin Laden é um ativista com um senso muito claro do que deseja e de como espera alcançar seus objetivos”. Com ele, o buraco continua sendo mais embaixo, inclusive o da caverna onde se esconde. Com ou sem pau pequeno e deformado.

"Quem gosta de criança é tarado", Ziraldo

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Habemos goleiro, Roger



Se esse cara acertar, as coisas voltam aos eixos. O Max é muito inseguro. Sai do gol muito mal e está sempre adiantado. Só espero que não sacaneiem o Jorge Henrique com uma suspensão igual a do Túlio. Como foi bom ver o time titular quase completo na tranqüila vitória ontem contra o Corinthians! Quando juízes, macumbas e tribunais não complicam, fica difícil ganhar do Glorioso.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Pizza fresca. Direto de Brasília


Que vergonha!!!

Que bela sacada! Li-te-ral-men-te


E a foto de Carlos Ivan no Globo de hoje da moça tomando banho de sol na janela de um apartamento? Carioca que já gosta de olhar pro alto, vai intensificar o vício. Alguém sabe o endereço daquela atriz da Globo? Vai que ela tem a mesma mania.

O pau comeu no Senado. E quem deu foi o Gabeira. Pode?


Agora, cá entre nós: segurança só faz m... Eita raça!

Renan Calheiros apela pra Santa!


Bela foto do Ueslei Marcelino, na Folha de hoje. Mostra Renan Calheiros ao lado da imagem de Nossa Senhora de Nazaré na sessão em homenagem aos 214 anos do Círio de Nazaré. É muito apelação, muita picaretagem.

Botafogo roubado - 7 (Coluna do Calazans)


É sistemático mesmo. Não há como negar. Hoje, em sua coluna em O Globo, Fernando Calazans volta a falar dos "inúmeros erros de juízes contra o Botafogo". E afirma que "o Botafogo tem sido sistematicamente prejudicado por juízes incompetentes". Lembra que Jorge Henrique, agora ameaçado de suspensão, "é o jogador que mais sofreu faltas e mais sofre faltas neste campeonato".

As aspas, pros amigos jornalistas e pros alunos de Comunicação, são aspas mesmo. Palavras de um jornalista conceituado que vive criticando o mesmo Botafogo. Renato Maurício Prado, flamenguista sadio, também já reconheceu que há algo "estranho".

Uma tática que alguns jornalistas METIDOS a isentos usam é dizer que o Simon ajudou o Botafogo no jogo contra o Atlético e que... Tentam "provar" que não é apenas o Botafogo que é prejudicado. E destacam (sic) que "o Fluminense no jogo contra o Internacional...", "o Vasco no jogo com o Sport Recife...", "O Rosita Sofia no jogo contra o Ibis...". E também é verdade. Mas eles citam apenas um jogo ou, no máximo, dois, desses times. Contra o Botafogo é sistemático.

Ou alguém esquece a lambança que a dupla Djalma Beltrami e Hilton Moutinho (a mesma que prejudicou o Botafogo na Sul-Americana do ano passado no gol em impedimento do Marcão) fez na decisão contra o Flamengo, a imprudência que a bandeirinha pelada COMETEU no jogo contra o Figueirense, o pênalti não marcado no Dodô contra o Paraná, o pênalti não marcado no Jorge Henrique contra o mesmo Figueirense e blá blá blá blá blá blá, como diria o Evandro Mesquita, da Blitz. E não vou voltar a falar do ano passado. Mas todos lembram aquele pênalti que o Wilson não sei das quantas marcou a favor do Inter aos 47 do segundo tempo. E o jogo contra o Goiás, contra o Palmeiras e contra o Corinthians em que o Cuca foi expulso...? Daqui a pouco vou me lembrar do Marçal Filho. É melhor parar.

Contra fatos não há argumentos, já dizia a minha avó fanática por futebol. Calazans hoje lavou a minha alma.

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Botafogo roubado 6 - "Haja mania de perseguição"



Haja mania de perseguição
postado por General de uma estrela
Nilton Severiano (Lancenet)
Caros alvinegros!

Cedo às críticas dos nossos coirmãos e hoje afirmo: temos mania de perseguição. Sim, nós vemos erros demais contra o Botafogo, as câmeras estão aí para nos desmentir, não é? Leandro Guerreiro desarma tocando só na bola? É pênalti, claro, não pode se atrever a fazer isso. Eles param o jogo o tempo inteiro, batem como querem e quando querem e não são punidos? É direito deles, estão jogando em casa. Foi falta no Joilson e o lateral era nosso? Coisa alguma, vai é sair o gol deles. O cara vem no carrinho pra quebrar o Jorge Henryque, que tenta pular? Expulsão por Jorge Henryque, pular é crime! O outro segue no jogo, isso aí. O árbitro intimida jogadores, técnicos e empurra o Showilson? Natural também, é autoridade máxima. O São Paulo nunca é prejudicado? Temos de nos acostumar. Será que querem os paulistas na Libertadores? Jamais, têm pouco poder político eles né...

Enfim, chega! Chega a ser ridículo fazer tudo e nos tirarem três títulos. Até a Libertadores querem nos roubar! Chega! Estou com Mestre-Cuca, os jogadores tem de se revoltar, jogar ainda mais contra tudo e contra todos, como sempre foi. Vamos vencer a CBF, o STJD, os paulistas, os árbitros e quem mais aparecer. O time é capaz disso, já está provado. Ninguém vai calar esse nosso amor, ninguém pode impedir essa vitória do bem sobre o mal!

Saudações alvinegras!

O "babaca" da vez: um rapper chamado GQ

Mais um cubano americano saudoso da ditadura de Batista e de Cuba transformada em quintal dos Estados Unidos e seus mafiosos. Será que o pai chileno dele também apoiava o Pinochet? E o que ele acha do Bush, presidente do país que ele defende? O que esses reaças não fazem para aparecer!

Rapper latino chama Fidel Castro de monstro em canção
Miami, 10 set (EFE).- O rapper de origem cubana GQ estréia no mundo da música com o single "Un Monstruo Controla Mi Isla" ("Um monstro controla minha ilha", tradução livre), canção na qual critica o líder cubano Fidel Castro.
GQ, cujo nome verdadeiro é Jorge Andrés Moreno, afirmou que não teve dificuldades para se dirigir nestes termos a Fidel Castro na canção que escreveu em 2001 em homenagem a seu avô, que já morreu e que foi para os EUA para garantir a liberdade de sua família.
"Fidel Castro esteve 50 anos na ilha, enquanto os EUA tiveram 10 presidentes", declarou o artista em entrevista à Efe.
A música em questão faz parte do disco de estréia de GQ, que tem como título seu nome artístico completo - God's Quest - e que chegará às lojas antes do fim do ano.
Em "Un Monstruo Controla Mi Isla", o artista, que nasceu em Los Angeles, fala das lembranças de Cuba narradas por seu avô.
"É mais fácil me expressar com o hip-hop, pois é a voz dos jovens, tem muito poder", declarou o cantor, de 27 anos, de mãe cubana e pai chileno.

Fonte: UOL

Rodrigo Cintra: esse cara é mais um que prejudica o Botafogo. Será que vai posar nu também?



"O que eu não gostei foi ele me paquerar dentro de campo. Ele apitava e olhava pra mim em toda falta que marcava. Ele (Rodrigo Cintra) não parava de olhar para mim. Eu não sou viado. Talvez seja pela minha camisa (rosa)".

Luxemburgo, sobre o árbitro Rodrigo Cintra após o jogo do Santos contra o São Paulo.

Quem matou Thaís?


Meu amigo Bório acabou de enviar. Pra mim foram os árbitros que têm roubado o Botafogo. A Ana Paula Oliveira (argh!) abriu o forno.

O que existe de comum entre Einstein e eu



Meu camarada César Costa, o cara da "Sessão da Tarde", acaba de enviar uma dica muito interessante. Um site que mostra as pessoas que nasceram no dia do nosso aniversário. No meu dia, nasceram, entre outros, Albert Einstein (por isso sou tão inteligente e humilde) e Glauber Rocha (por isso sou meio maluco). Mas o Junior Baiano também nasceu nesse dia (por isso sou meio atrapalhado).

Quer ver quem nasceu no dia do seu aniversário? Clique:
http://paginas.terra.com.br/educacao/projetovip/

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Da Turma da Monica

Vítimas da Monica
Charadinha que rola na internet:
- Qual a semelhança entre Bill Clinton, Renan Calheiros e Cebolinha?
- (...)
- Os três se ferraram com a Monica.

Bebebebum?


Deu no blog do ancelmo. Com o texto:
"Você conhece?
Piada que corre entre os pinguços do território livre da internet traz a frase "achei essa foto de você quando era criança" - e a foto".

Lembrei de alguns amigos. Vários.

Botafogo roubado - O pesadelo continua





Que palhaçada foi aquela que o Rodrigo Cintra fez ontem no Recife? Distribuiu cartões amarelos contra os jogadores do Botafogo (um deles com 5 minutos de jogo, alegando que o Luciano Almeida fez cera), inventou pênalti, marcou pênalti no empurra-empurra tradicional das cobranças de corner, expulsou o Jorge Henrique, que sofreu uma entrada violenta do rapaz do Náutico...

Corporativismo? Esses caras não têm vergonha na cara? Conseguem dormir? É muita falta de respeito com as tradições de um clube, com o trabalho dos outros. Vão dizer que é "choro" dos botafoguenses? Quem não viu o jogo, vai achar estranho que um resultado de 4 a 1 seja roubado etc e tal.

Agora o juiz (?) escreve na súmula o que bem entende e faz carga contra o Jorge Henrique. Espero que os homens do STJD vejam as imagens com atenção. Os árbitros também têm que ser julgados, têm que dar entrevista ao final do jogo para responder pelos seus erros. Quem acompanha futebol sabe que eles influenciam nos resultados.

O pequeno texto que ilustra este post, foi retirado da coluna de Fernando Calazans, em O Globo.

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

A arte do "engarrafamento!


Que bela foto do Eduardo Knapp, da Folha Imagem! Pra quem não está no engarrafamento, claro.

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Marcha de um Povo Doido, artigo no Jornal de Debates

A Marcha de Um Povo Doido!
Paulo Cezar Guimarães
Publicado no "Jornal de Debates"
(www.jornaldedebates.com.br)

O que essa gente do high-society faria com aquele “pivete” do Chico Buarque? Mandaria o cara para a cadeia, criticaria as ONGs que viessem defendê-lo e participaria da passeata do “Cansei”?

“Confesso: matei a Dana de Teffé e muitos mais se ´ocê quiser”, como diria o saudoso Gonzaguinha na célebre “A marcha de um povo doido”.

Dei “sardinha” na bunda do “pele” da escola, botei espelhinho no sapato para ver a calcinha da professora, olhei pelo buraco da fechadura para admirar uma vizinha "balzaqueana" amiga da minha mãe tomando banho, troquei a posição do saleiro no boteco para sacanear um amigo, mas foi tudo brincadeirinha de criança perto do que esse pessoal fez com o mendigo e com a doméstica.

Acho também uma grande babaquice essa de jogar ovos da janela. Não tenho a mínima idéia de quanto custa uma dúzia de ovos. Dou uma pesquisada rápida no google e descubro que custa entre R$1,30 e R$ 1,70. Não sei se são valores atuais, mas também não vou ficar perdendo tempo fazendo esse tipo de consulta. O que eu garanto é que prefiro muito mais um ovo frito na frigideira do que cru na cabeça de inocentes. Coisa de pobre para essa gente bronzeada que mostra o seu valor, eu sei.

Alguém pode estar aí calado, matutando e indagando: "Calma, baby, calma. Take it easy, brou!". Mas se alguém faz esse tipo de coisa comigo, eu "prendo e arrebento", como diria aquele ex-presidente milico que preferia cheiro de cavalo ao cheiro de povo. "Comigo não, violão, pimenta no fiofó dos outros é refresco", como diria o meu avô obsceno. Ou alguém acha uma boa aquela gororoba de clara e gema no cabelo? E o futum? Haja shampoo!

À medida que eu vou escrevendo este texto, lembro que eu não sou nenhum santo do pau oco. Hoje eu poderia estar roubando, eu poderia estar matando, chamando o leitor de “tio”, mas estou aqui pedindo a atenção de vocês.

Lembro de uma “maldadezinha” que fiz quando era mais jovem. Aliás, duas. Eu fui cúmplice de uns amigos adolescentes que botaram um cigarro aceso no focinho de uma mula - ou seria um burro? Talvez um jegue. Em princípio, até achamos que o pobre bicho realmente estava fumando - e tragando (ao contrário do FHC); mas ficamos preocupados quando ele engoliu o cigarro aceso.

Em uma outra ocasião, um amigo dormiu na areia da praia, e, ao acordar, estava coberto com jornais e rodeado de velas acesas. Juntou gente em volta, achando que o cara estava morto. Imaginem a cena quando ele acordou e saiu correndo e espinafrando todo mundo que estava em volta! José Mojica Marins, o "Zé do Caixão", assinaria o roteiro.

Tudo isso é “pinto” ou "canja de galinha" perto do que fizeram com o índio, com a doméstica e até com os ovos atirados pela janela. Mas, como se diz na linguagem popular, “perguntar não ofende”. O que essa gente do high-society faria com aquele “pivete” do Chico Buarque que “arromba uma porta, faz ligação direta, engata uma primeira, dobra a Carioca, olerê, desce a Frei Caneca, olará, se manda pra Tijuca, na contramão; sobe no passeio, olerê, pega no Recreio, olará e não se liga em freio nem direção”? Mandaria o cara para a cadeia, criticaria as ONGs que viessem defendê-lo e participariam da passeata do “Cansei”?

E pensar que um dia o Rei Roberto Carlos levou um tremendo tapa no cinema só por causa da história de um simples beijo que fazia splish splash!

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

A Internet é uma "praga"?

RUY CASTRO
Vida virtual
RIO DE JANEIRO - Pesquisa divulgada há pouco revelou que, no mês de julho, o internauta brasileiro passou 23 horas e 30 minutos navegando na internet. Essa marca é uma hora e três minutos maior que a de junho, que, por sua vez, era quase uma hora maior que a de maio, e assim por diante. Ou seja, de 30 em 30 dias, o brasileiro fica mais tempo ligado à rede.
Significa também que, a cada 30 dias, o brasileiro já está passando quase um dia inteiro com os olhos na telinha, os dedos no mouse ou no teclado, as pernas criando varizes, a coluna indo para o beleléu e o cérebro mais na virtual que na real.
Apenas por comparação, as 23 horas e 30 minutos mensais do brasileiro deixam longe as 19 horas e 52 minutos do americano, as 18 horas e 41 minutos do japonês e as 18 horas e sete minutos do alemão. Das duas, uma: ou os americanos, japoneses e alemães têm mais o que fazer, ou nossa apaixonada adesão à internet fará com que, em pouco tempo, os superemos em tecnologia, pesquisa, jornalismo, download e compras, que compõem a internet para adultos. E aí, sim, vamos ver quem tem mais garrafa vazia para vender.
Enquanto esse dia não chega, já podemos pelo menos observar algumas conquistas da internet entre nós. Segundo outra pesquisa, por causa da internet o jovem brasileiro tem deixado de praticar esportes, dormir, ler livros, sair com os amigos, ir ao cinema ou ao teatro e estudar. E, com certeza, está deixando também de praticar outros itens não contemplados pela pesquisa, como namorar, ir à praia ou ao futebol, visitar a avó, conversar fiado ao telefone e flanar pelas ruas chutando tampinhas.
Admito que muitas dessas atividades possam ser substituídas com vantagem pelas horas que o brasileiro passa na internet. Mas flanar chutando tampinhas, não.

Fonte: Folha de S. Paulo (05 de setembro)

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Lobão e o peido



Fonte: coluna "Gente Boa", do Joaquim Ferreira dos Santos, em O Globo.

Nova polêmica com a Igreja católica



Fonte: Folha de S. Paulo

domingo, 2 de setembro de 2007

Tem culpa quem, "Cansei"?

Carta de leitor publicada na Folha de hoje.
"Cansei"
"No gravíssimo acidente de trens na Baixada Fluminense já há mais de cem feridos e uma dezena de mortos. Não haverá passeatas do "Cansei" nem editoriais enfurecidos dos jornais. A Folha não criticará a empresa privatizada responsável pelo acidente. A Globo não botará repórteres nas estações de trens que servem ao subúrbio do Rio, porque seus passageiros não usam black-tie. Quem teve parentes mortos, acordou no dia seguinte às quatro da manhã para trabalhar, porque se faltar será demitido. Nenhum hotel de luxo e nem mesmo uma pensão barata será paga aos parentes que quiserem visitar seus mortos e feridos. E a vida segue. A falsidade e o fascismo, também."
ALVARO TADEU SILVA (São Paulo, SP)

sábado, 1 de setembro de 2007

Maluf corrupto? A Hebe (Camargo), do "Cansei", não concorda. E o Estadão dançou



Estadão é condenado a pagar R$ 38 mil a Maluf por chamá-lo de corrupto
Redação Portal IMPRENSA

O jornal O Estado de S.Paulo e o jornalista José Nêumane Pinto foram condenados pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a pagar, cada um, 50 salários mínimos para o deputado federal Paulo Maluf por terem chamado o político de "praga", "corrupto", "incompetente" e "irresponsável", em editorial.

O texto em questão, intitulado "Viva o Voto", foi escrito pelo jornalista e publicado na seção "Espaço Aberto", na edição do dia 26 de abril de 2000. Na ocasião, Nêumane lamentou que o voto direto não "tenha livrado o Brasil de pragas como Maluf" e usou os adjetivos "corrupto", "incompetente" e "irresponsável" para classificar a atuação de Maluf na administração de São Paulo.

Em primeira instância, o pedido de indenização de Maluf não foi aceito porque a Justiça entendeu que não havia motivos para condenar o jornal, já que o político ficou conhecido por dizer frases célebres como "se está com desejo, estupra, mas não mata" e "professora não ganha pouco, é mal casada" e nem por isso foi processado por professoras e mulheres violentadas pelo simples fato de ter emitido opinião sócio política.

Paulo Maluf recorreu e, em segunda instância, a justiça paulista entendeu que houve "abuso do jornal". Os advogados do Estadão já entraram com recurso no Supremo Tribunal Federal. O documento foi admitido e contém itens que discutem a questão da liberdade de imprensa.Com informações do site Consultor Jurídico.

Madeleine Peyroux de novo no Brasil


É Madeleine e mais 10. Que maravilha! E lembra mesmo a Billie Holiday. Canta dia 26 de setembro no Municipal. Mas o ingresso é só pra quem participa do "Cansei". Quem quiser saber mais sobre a Madeleine, leia matéria antiga da Folha de S. Paulo, de 2005, primeira visita dela ao Brasil:


Madeleine Peyroux vem ao Brasil
Publicidade
RONALDO EVANGELISTA

Colaboração para a Folha de S.Paulo

Divas do jazz existem aos montes. Mais raras são as cantoras que vivem e transmitem sua vida para sua voz, com aquela capacidade rara de nos apaixonar pela música, pela cantora, pelo próprio ato de se apaixonar. Como Madeleine Peyroux, 31, que pela primeira vez vem ao Brasil mostrar sua interpretação de blues antigo e música francesa, folk melancólico e jazz, em novembro.

Provavelmente a melhor cantora de jazz dos últimos dez anos, tem em seu currículo apenas dois álbuns --"Dreamland", 1996, e o perfeito "Careless Love", 2004--, porque sempre preferiu tocar violão e cantar pelas ruas de Paris e compor em bancos do Central Park a se envolver com o lado mercadológico da música.

Mas nem ela pode fugir de seu talento e parece ser inevitável seu reconhecimento. Muito se comentou, dois meses atrás, quando ela desapareceu sem dar notícias e sua gravadora contratou um detetive para encontrá-la. Alguns dias depois, o investigador voltou com a notícia: ela estava bem, só queria um tempo longe dos holofotes.

Por telefone, de um quarto de hotel na França, onde se apresentava na semana passada, Madeleine conversou com a Folha sobre jazz, a indústria musical, melancolia e política.

Se quiser ler a entrevista:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u54748.shtml